Cuidado com promoção boa demais pra ser verdade

Sabe aquele velho ditado “esmola demais o santo desconfia”? Pois é, hoje o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar sobre aquela promoção boa demais que pode estar escondendo um golpe.

Estamos vivendo um tempo difícil e a internet talvez seja a principal companhia de muita gente. Não podemos negar o poder da web em facilitar a nossa vida, oferecendo a oportunidade de estudar, treinar, pagar contas e, agora, mais do que nunca, fazer compras. Mas, cuidado!

Sim, cuidado, pois, ao mesmo tempo em que a internet é uma grande ferramenta facilitadora do nosso dia a dia, também é uma porta de entrada para crimes. Você sabia que nos primeiros meses desta pandemia, março e abril, 20 milhões de brasileiros clicaram em sites maliciosos, um aumento de 86,6% de crimes pela web.

Preciso te alertar para que você não cair no mesmo golpe que eu caí na semana passada. E foi pelo Instagram que os bandidos agiram. Todo mundo sabe que as redes sociais monitoram todos os nossos passos pela Internet, nossas preferências e gostos. E foi buscando um conjunto de panelas que caí.

Depois de pesquisar os preços pelo Google, acessei o Instagram e começaram a aparecer links patrocinados de promoções de panelas. Um desses links, com a cara do site das Casas Bahia, me levou para uma página para efetuar a compra.

Coloquei os dados do cartão e na última tela pediram a senha. Foi aí que caiu minha ficha sobre o golpe, mas já era tarde demais. Saí do link e pensei: ‘agora é aguardar as compras no meu cartão’.

E foi exatamente o que aconteceu: uma semana depois, enquanto aguardava para ser atendida numa empresa, comecei a receber notificações no meu celular de compras feitas na cidade de Osasco: foram três recargas de celular e um pagamento de conta.

Imediatamente entrei em contato com o banco que cancelou o cartão, cancelou as compras e extornou os valores pro meu cartão.

Fica a lição: compre sempre pelo aplicativo da loja, não digite a senha do seu cartão nas compras e, principalmente, desconfie das promoções.

O cartão novo já chegou (o banco trabalha rapidinho heheh), mas agora vou deixar ele bem de boa: gato escaldado, já sabe né? Heheh

Cuidado você também! Que Deus te oriente e te proteja neste tempo doido que estamos vivendo. 🙏❤😉

Passo a passo para sacar o Auxílio Emergencial de R$ 600

No total, R$ 920 milhões serão creditados em contas da Caixa, e R$ 211 milhões em contas de outros bancos.

Porém, muitos inscritos ainda não tiveram acesso ao benefício por uma série de motivos, segundo comunicado oficial da Caixa. Entre eles, o principal é que mais da metade dos usuários que acessam o aplicativo Caixa Tem não se encaixa nos critérios para ter direito ao auxílio emergencial – o que causa congestionamento do sistema.

Veja a seguir como sacar o auxílio emergencial sem cartão:

BAIXE O APP: Quem fez inscrição, se encaixou nos critérios e teve o benefício aprovado, deve baixar gratuitamente o app Caixa Tem, disponível para sistemas Android e iOS para resgatar o valor do auxílio.

GERE O CÓDIGO:

  •  Se você já baixou o app, precisa atualizá-lo;
  • Abra-o no celular e aperte em “Entrar”, depois em “Saque sem cartão”;
  • Feito isso, clique em “Gerar código para saque”. A Caixa orienta a fazer esse passo quando estiver no caixa eletrônico, na lotérica ou nos correspondentes Caixa Aqui pois o código é válido por duas horas;
  • Digite a senha do aplicativo Caixa Tem e clique no botão laranja: vai aparecer um código com seis dígitos.

COMO FAZER O SAQUE

  • Tenha o código mais o CPF em mãos para digitar no caixa eletrônico, na lotérica ou nos correspondentes Caixa Aqui;
  • Especificamente no caixa eletrônico, como o saque é feito sem cartão, é preciso digitar “Entra”, e depois a opção “Saque Auxílio Emergencial”. Na sequência, digite o CPF e “continuar”;
  • Em seguida, digite o código gerado no app Caixa Tem e clique em confirmar. Escolha um valor para saque e pronto.

CALENDÁRIO:  os beneficiários que receberam o crédito do auxílio emergencial na Poupança Social Digital que começou a ser pago na última segunda-feira (27/04) pela Caixa (inclusive os aniversariantes dos meses de janeiro a junho) já podem efetuar a retirada de acordo com o calendário a seguir:

  • 30 de abril – nascidos em julho e agosto
  • 02 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

De acordo com o banco, a antecipação do saque sem cartão para os nascidos em setembro e outubro já pode ser efetuada a partir deste sábado (02/05).

FIQUE ATENTO 

  • Se a conta do beneficiário do auxílio não atender aos critérios de crédito, como ter algum tipo de bloqueio e estiver sem movimentação nos últimos 90 dias, a Caixa abrirá uma Poupança Social Digital em seu nome;
  • O benefício será automaticamente creditado nessa nova conta, e o beneficiário não precisa fazer nenhum procedimento nesse sentido;
  • O app Caixa Tem está disponível exclusivamente para clientes da Poupança Social Digital;
  • Os beneficiários do Bolsa Família que recebem esse benefício pelo banco, pessoas que já têm poupança na Caixa e correntistas de outros bancos com a conta bancária em dia NÃO precisam baixar o app;
  • Sem o código, não é possível efetuar o saque. A Caixa orienta que, caso o beneficiário não consiga acessá-lo, antes de ir à agência e correr o risco de exposição ao novo coronavírus, o ideal é ligar para 0800-726-0101.

TIRA-DÚVIDAS NO DIA 2 DE MAIO:  a Caixa abrirá 800 agências neste sábado (02/5) para atendimento exclusivo de informações e saque sem cartão do auxílio emergencial. Consulte as agências que estarão abertas aqui.

CRITÉRIOS PARA RECEBER O AUXÍLIO EMERGENCIAL 

  • Ser maior de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não receber benefícios previdenciários (INSS); assistenciais; seguro-desemprego; programa de transferência de renda federal (Bolsa Família não impede receber Auxílio Emergencial)
    Renda familiar mensal de R$ 522,50 por pessoa ou R$ 3.135,00 de renda familiar total
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
    Estar desempregado ou exercendo atividades em uma das seguintes condições: microempreendedor Individual (MEI); Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS); Trabalhador informal
  • Não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo.

Fonte: Diário do Comércio

Gustavo Cerbasi orienta o que fazer neste momento

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ traz as dicas de Gustavo Cerbasi, consultor, professor, palestrante e autor de 16 livros sobre educação financeira, para nos ajudar a passar por este momento tão delicado que estamos vivendo.

Como é um tempo que nunca vivemos, vamos fazer coisas que nunca fizemos? Eu estou! Como estou trabalhando normalmente, com a graça de Deus, estou tirando um tempo pra treinar (estou seguindo as orientações e os treinos diários do Sergio Bertoluci e estou curtindo bastante), para ler a Bíblia e acompanhar as lives dos pastores da minha igreja e também para estudar. E venho acompanhando os vídeos e dicas do Gustavo Cerbasi.

Recentemente, nas redes sociais, ele falou sobre os aprendizados que podemos tirar desta crise  causada pela pandemia do coronavírus. Além de grande impacto na vida financeira das pessoas, elas estão passando por aprendizados bastante dolorosos. Diante disso, Cerbasi destaca três diferentes perfis que surgem em meio a tudo isso que estamos vivendo: os que estão com medo, os que estão aprendendo e os que estão investindo e, por isso, numa situação mais confortável. Este último grupo fez planejamento, sabe como contornar esta situação realocando seus investimentos para surfar na alta da bolsa de valores que ainda não começou.

“Não temos uma clareza dos impactos econômicos, a incerteza é muito grande! Estamos vivendo uma perda de riqueza muito grande no país. Mas a oportunidade de investir vai crescer ao longo do tempo”, avalia Cerbasi. “A situação hoje é mais grave daquela que vivemos em 1929”, reforça, orientando três atitudes que todos devem tomar neste momento.

Autoconhecimento – Cerbasi acredita que a crise não afeta a todos da mesma forma e cada um reage de uma maneira diferente: dependendo da situação financeira em que esta pessoa se encontra (um dos três perfis citados acima).  O autoconhecimento vai permitir que você avalie a sua situação e as suas condições financeiras e faça o que precisa ser feito, por exemplo: substituir seus ativos: venda itens mais caros e compre mais baratos. Importante é se preparar, se planejar montando uma estratégia para o momento de recuperação da economia. “A estabilidade emocional fará muita diferença nesta hora”, destaca.

Enxugue gastos – você se lembra do colchão financeiro? Aquela reserva de emergência que você deve ter para manter você e sua família por uns três meses? Cerbasi orienta a fazer mais cortes orçamentários a fim de que esta reserva dure até seis meses. “É muito importante contar com gorduras financeiras para poder investir e consumir quando oportunidades aparecerem”, explica. É aquela velha história, faça o que precisa ser feito até poder fazer o que você quiser.

Aproveite o tempo – mesmo quem tem pouca ou nenhuma reserva financeira deve usar o tempo a seu favor. Aproveite o tempo extra para estudar, os cursos on-line estão pipocando no google, saiba pesquisar e aproveite as opções gratuitas. Descubra uma renda extra, faça bolos, doces, venda produtos de beleza, aproveite os grupos de whatsapp para oferecer um seus serviços ao invés de ficar divulgando notícias (falsas ou verdadeiras) sobre a pandemia, gerando caos e terrorismo nas pessoas. Aproveite o seu tempo de maneira positiva.

Antes desta quarentena, sempre ouvi as pessoas dizerem não tenho tempo para estudar, não tenho tempo para treinar, não tenho tempo para cozinhar uma refeição saudável, não tenho tempo para ler a Bíblia… Agora, este discurso do “não tenho tempo” caiu por terra. Muita gente deve estar envergonhada com isso: perderam sua desculpa clássica.

Vamos juntos eliminar as desculpas fajutas e fazer o nosso melhor. Neste tempo, estou me aventurando na cozinha e não é que descobri que sou boa em fazer bolos? Já testei duas receitas: de cenouras com chocolate e de coco e, modéstia à parte, eles ficaram muito bons.

Que Deus nos proteja neste momento e que o Espírito Santo nos inspire a escolher sempre as melhores opções entre tantas a que estamos expostos diariamente. Faça o melhor por você e pelos seus e que Deus NOS abençoe e olhe por NÓS!  Fique bem e cuide-se, por você e pelos seus! 😉

O economista Ricardo Amorim quer te ajudar a passar por esta crise

Em meio à pandemia do coronavírus, o economista Ricardo Amorim está aproveitando as redes sociais ele segue trabalhando e ajudando a gente a entender os impactos dessa crise na economia. Muito respeitado em seu meio, ele tem milhares de seguidores e, por isso mesmo, o “Obrigada, estou apenas olhando” foi buscar em uma de suas entrevistas orientações com relação às finanças pessoais.

“Ainda acredito que o ajuste do mercado financeiro ainda não acabou”, diz Amorim. “Mas quem tem dinheiro e souber usá-lo, aplicá-lo com calma, sem correr riscos exagerados, dentro do seu perfil de risco, para prazos de investimento longo, vai ter uma dessas oportunidades que só batem na porta uma ou duas vezes por década.”

Olha só, temos duas dicas: uma para você que tem dívidas com bancos, este é o melhor momento para renegociá-las. A outra é se está sobrando $$ para investir. Vamos juntos, entender como podemos enfrentar esta crise  e ainda nos beneficiarmos dela?

1 – Pessoas físicas com dívidas: “Vai para o banco conversar e renegociar prazos. Os bancos já abriram essa possibilidade”. Então é hora de aproveitar, gente! Procure o seu gerente e encontrem, juntos, uma melhor forma de honrar seus compromissos e, ao mesmo tempo, escolher uma maneira que não vá impactar ainda mais as finanças da sua família.

2 – Quem tem dinheiro para investir: “Questão básica é que uma ou duas vezes por década surgem oportunidades únicas de ter ganhos muito maiores em prazos muito menores e com risco muito menor. No Brasil surgiu em 2008, com a crise financeira global, surgiu uma com o impeachment da ex-presidente Dilma e agora está surgindo uma terceira. Do que estou falando? Qualquer produto comum que entra em liquidação as pessoas correm para a loja. Caiu o preço de um sapato ou bolsa, vai ter um monte de gente querendo comprar esse sapato ou bolsa se custar 40% 50% ou até 90% menos do que custava antes. Nos investimentos é o contrário. Ações, fundos imobiliários, títulos de renda fixa pré-fixado, indexado a inflação – particularmente os de prazo mais longos – estão com descontos de 30% a 70%, dependendo do ativo. Acredito que ainda ficarão com descontos um pouco maiores porque a perspectiva econômica ainda é muito complicada e a solução para a saúde também. O ajuste do mercado financeiro ainda não acabou. Mas quem tem dinheiro e souber usá-lo, aplicá-lo com calma, sem correr riscos exagerados, dentro do seu perfil de risco, para prazos de investimento longo, vai ter uma dessas oportunidades que só batem na porta uma ou duas vezes por década”

Gente, não tá fácil não. Os rumos ainda são muito incertos, afinal, nunca vivemos um momento como este. Mas não é saída de ministro que vai abalar a nossa fé. Temos que manter os nossos olhos voltados para Deus e para as promessas que Ele nos faz todos os dias. Vamos nos lembrar do que encontramos lá em Mateus 7: 7-8 que diz: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á”. Eu creio e você?  Fique bem, é só uma fase e como tal, também vai passar. 😉

Coronavírus x Despesas Mensais: como pagar as contas?

Estamos vivendo um momento muito delicado da nossa história: que eu me lembre, nunca ouvi meus pais ou avós relatarem algo parecido com o que estamos vivenciando. Mas o “Obrigada, estou apenas olhando” quer te ajudar a enfrentar tudo isso.

Esta pandemia, infelizmente não vai perdoar o consumidor, ele terá que pagar as contas em dia. Boletos de água, luz, telefone, condomínio, fatura de cartão de crédito e demais cobranças precisam ser quitadas na data para que o consumidor não fique inadimplente. No entanto, água e luz não podem ser cortadas durante a pandemia ou enquanto estiver decretado o estado de calamidade pública.

Mesmo que os serviços não sejam cortados, a falta de pagamento neste momento pode provocar um grande rombo nas suas finanças. E se você já estava se reeducando financeiramente, agora é hora de se reorganizar novamente. Faça um diagnóstico de todas as suas despesas: veja o que pode ser cortado, priorizando gastos essenciais como moradia, alimentação, água e luz.

Tenha certeza de que esta é só uma fase e como tal, vai passar. Espero que com a graça de Deus, você encontre caminhos para diminuir esta loucura na sua vida financeira. Se precisar de ajuda, conte comigo. Fique bem, mantenha a calma, logo, logo, voltaremos à nossa vida: trabalhando, estudando, poupando, investindo… Que Deus NOS proteja!  😉

Como amenizar os impactos financeiros na sua vida?

Se você está preocupado porque com o isolamento social não consegue obter renda, há maneiras de amenizar os danos. As dicas são do site Meu Bolso Feliz, do SPC Brasil.

Reinvente-se: se seu trabalho não pode continuar de forma on-line, é hora de se reinventar. Você pode mudar de área temporariamente e vender marmitas, tortas, doces e bolos, elaborando um esquema de entrega sem contato pessoal. Utilize as redes sociais que você já usa com frequência, como o Whatsapp, para divulgar. Tem bastante gente em casa, então pode ser uma boa oportunidade;

Desapegue: aproveite o isolamento para arrumar seus armários e retirar todos os itens em bom estado que não usa mais. Que tal organizar um bazar online com eles? é mais uma boa ideia pra fazer uma grana extra. Fotografe-os e utilize sites como o Enjoei para vender. Para os itens infantis, o site Ficou Pequeno. Se desejar, amplie a organização para os armários da cozinha, desfazendo-se dos utensílios domésticos que usa menos;

Transmita conhecimentos online: você sabia que pode compartilhar seus conhecimentos para outras pessoas e cobrar por isso? O site Superprof permite que você dê aulas online e receba pela própria plataforma, basta se cadastrar e anunciar seus serviços. Vale para aulas de inglês, português, atividades físicas (yoga, funcional e muitas outras), música, canto.Use a imaginação;

Narrar livros online: se você gosta de ler e quer fazer o hobby virar dinheiro, pode narrar livros online. O site UBX conecta narradores, autores a editoras;

Responda pesquisas: você também pode quer dar a sua opinião sobre produtos e serviços e ganhar dinheiro por isso. Conheça os sites Toluna e o Life Points;

Para renegociar dívidas, pagar contas, você pode também usar os canais eletrônicos dos bancos. Confira, abaixo, os canais dos principais bancos do país:

Caixa Econômica Federal

Banco do Brasil

Santander

Bradesco

Itaú

 

Fique no Azul, plataforma de educação financeira, libera acesso gratuito

Oi gente, tudo bem? Faz tempo que não venho aqui. Me perdoem a ausência. Mas resolvi voltar e com tudo: com uma ótima notícia. Quem se lembra do Educador Financeiro Pedro Braggio? Sim, ele mesmo, que tanto me ajudou quando comecei este desafio? A boa notícia vem dele!

Ele desenvolveu uma plataforma de ensino à distância pra falar sobre Educação Financeira. E agora, pra ajudar as pessoas enfrentarem este momento de incertezas na economia, na política, nossos empregos, nossos contratantes, ele resolveu liberar, gratuitamente, o acesso a esta plataforma incrível que reúne conhecimento de mais de 25 anos, no atendimento a famílias e empresas ajudando-os a cuidar das finanças, através de um método exclusivo criado pelo educador.  “Acredito que melhorar o conhecimento da população sobre finanças poderá ajudar no enfrentamento desta crise e na tomada de melhores decisões”, avaliou Pedro.

Importante nos atentarmos para as nossas finanças, porque além da preocupação com a saúde da população no mundo todo, a pandemia com o Coronavírus está deixando uma marca profunda na economia e na organização financeira das empresas e das famílias. “A busca por informações sobre finanças pessoais aumentou 22% nesta última semana: neste momento, precisamos ser empáticos e ajudar aqueles que precisam. A forma que encontramos foi essa: liberando o acesso gratuito às aulas sobre educação financeira e finanças pessoais”, explicou o educador.

Acesse a plataforma [http://fiquenoazul.com.br/] e clique em Inscreva-se Grátis e acesse 6 aulas com informações sobre Receitas e Despesas, Colchão Financeiro, Fluxo de Caixa, Dívidas, Avaliação Financeira e Controle Financeiro.

Se você está enfrentando algum problema, esta é a oportunidade que Deus colocou na sua vida! Não deixe passar, use os recursos que Deus está provendo para melhorar, ir além, querer mais! Não se conforme, não se faça de vítima: tem bênção chegando para a sua vida!  😉

Participe, você pode guardar até R$ 6.890,00 neste ano

Há dois anos incentivo as pessoas a participarem do #Desafio52Semanas e agora o “Obrigada Estou Apenas Olhando” vai dar uma forcinha a mais pra você conseguir acompanhar o desafio semana a semana.

Não faz mal que já estamos começando a terceira semana do ano. Como estamos ainda no início, os valores são baixos e você pode começar a partir daqui e guardar os valores das duas primeiras semanas.

Para entrar neste desafio é super fácil. Você sabe como funciona? A ideia é  definir um valor para o início e guardar um pouquinho toda semana, seguindo uma planilha. Elaborei uma tabela onde você poderá escolher os valores com os quais vai participar  (no final do post, você tem o link com a imagem da tabela, só salvar).

Por exemplo, para conseguir juntar R$ 6.890,00 no fim do ano, você precisa entrar no desafio de R$5,00. A cada semana você acrescenta R$ 5,00 ao valor da última semana e assim, sucessivamente… Olha só como é fácil

  • Primeira Semana: R$ 5,00
  • Segunda Semana: R$ 10,00
  • Terceira Semana: R$ 15,00

E por aí vai… Mas cuidado, quando o desafio chegar ao fim, na última semana, você terá que guardar R$ 260,00. Por isso, avalie bem o seu orçamento antes de definir o valor do desafio. Assim, você consegue cumpri-lo até o fim. Pode começar com opções de R$ 1,00, R$ 2,00 ou R$ 5,00 ou quanto puder.  Vá acrescentando o valor definido ao valor depositado na semana anterior, seguindo a mesma regra dos R$ 5,00. A única diferença é o montante. Começando com R$ 1,00, você acumula R$1.378. Se começar o desafio com R$ 2,00, você conseguirá guardar R$ 2.756,00.

Qualquer valor vale a pena. Se você nunca fez, comece com 1,00. Mais importante que o valor acumulado é a sua organização e determinação em chegar até o final. Para isso, terá que fazer escolhas. Ao longo deste ano, podemos nos ajudar a encontrar formas de não gastar e guardar a graninha da semana! Que Deus nos abençoe e mantenha nossos cartões de crédito bem seguros dentro da carteira hehehe 😉

Para baixar a PLANILHA DESAFIO DAS 52 SEMANAS, clique no link.

Se você está acostumado a usar o limite do cheque especial, melhor ler isso!

Se você gosta de incorporar o limite do cheque especial ao seu saldo disponível para usar, é melhor repensar esta postura. Ontem, segunda-feira, dia 6, o ano começou bem para o bolso do brasileiro e o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ não poderia deixar de comentar sobre isso.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou uma resolução que muda as regras do cheque especial. A partir de agora a taxa de juros do produto não poderá superar 8% ao mês, o que vai dar cerca de 150% ao ano (antes chegava a 12% e a taxa superava os 300% ano ano). No entanto, esta mudança vai atingir também aqueles que têm limite e não usam. E agora os bancos passam a cobrar para dar limite de cheque especial que exceda o valor de R$ 500,00. Até esse valor, os bancos não podem cobrar.

Passou de R$ 500,00, o banco poderá cobrar uma tarifa mensal de até 0,25% sobre o valor do limite. Mesmo se você não usa o limite. Assim, se você tem um limite de R$ 10.000 no cheque especial pagará todos os meses 0,25% sobre R$ 9.500 – o equivalente a R$ 23,75. Caso você use o crédito, essa quantia será descontada do valor que ele terá de pagar em juros.

Alguns dos principais bancos do país anunciaram que irão isentar seus clientes. Outros informaram que não irão cobrar a tarifa nesse primeiro momento. Veja mais abaixo a posição de cada uma das grandes instituições financeiras.

Olha só como os principais bancos se pronunciaram sobre as novas regras do cheque especial:

Itaú – O banco informou que decidiu, “nesse primeiro momento”, não cobrar a tarifa de 0,25% ao mês de clientes que tenham limite de cheque especial acima de R$500.

Bradesco – O Bradesco informou que não cobrará tarifa de cheque especial até junho.  Tempo que terá para avaliar se será cobrada alguma tarifa e de que forma será aplicada.

Caixa – O banco informou que “está avaliando os impactos trazidos” pela nova resolução que regulamenta o cheque especial e que “no momento, nenhuma tarifa adicional autorizada pela referida resolução será cobrada dos clientes”.

Banco do Brasil – O banco informou que decidiu isentar a cobrança de tarifas no cheque especial “para atuais e novos clientes” ao longo de 2020.

Santander  – O banco informou que cobrará “sobre os novos contratos” tarifa mensal de 0,25% do valor do limite de crédito que exceder R$ 500.

Vamos enxergar essa medida como uma forma de nos organizarmos financeiramente para precisar o menos possível do banco. É a mão de Deus botando um freio nas suas finanças pessoais. Que Deus nos ajude e segure nossos cartões dentro da carteira hehehe 😉

loja mimoo complexo tatuapé

Você conhece a Mimoo? Lá, tudo é grátis!

Nesta quinta-feira (26), em São Paulo, conheci a Mimoo, a primeira loja dentro de um shopping center onde todos os produtos são GRATUITOS! Sim, isso mesmo que você leu, GRATUITOS! E diante de uma novidade tão bacana, eu não poderia deixar de divulgar aqui, no “Obrigada, estou apenas olhando”!

Se existe uma forma de economizar, a gente divulga e ajuda a espalhar a notícia! É puro serviço de utilidade pública para quem gosta de aproveitar uma promoção hehehe Hoje, fui até o Complexo Tatuapé, para visitar a decoração de Natal inspirada no universo de Harry Potter (eu amo HP) e andando pelos corredores eis que me deparo com a vitrine da Mimoo e o slogan que deixa qualquer um curioso para entender melhor do que se trata: “a primeira loja do Brasil onde tudo é grátis”.

Questionei uma pessoa na fila para saber se tinha alguma pegadinha. Mas não, o slogan era verdadeiro. A moça me explicou que era necessário baixar o aplicativo Zipz, buscar o shopping, encontrar a loja da Mimoo. “Esta loja posta opções de produtos gratuitos todos os dias. Você acompanha, escolhe o produto, reserva o resgate e vem buscar: é muito fácil”, ela explicou.

E é mesmo, baixei na hora o aplicativo, preenchi com meus dados e encontrei o brinde: uma água Miscelar, da Nívea, de 400 ml, um produto novo da marca. Mas aí fiquei curiosa para descobrir de que forma que a Mimoo lucra com esta proposta. E descobri, pesquisando na internet, que a ideia da Mimoo é uma iniciativa de marketing de experiência que tem o objetivo de divulgar novos produtos de empresas parceiras como a Nívea, Unilever, Nestlé, Jeunesse e Eudora. Estas são as que entenderam e apostaram na proposta até o momento. Que venham muitas mais! heheh

Na Mimoo, a relação é de ganha-ganha, ou seja, todos ganham:

  • O consumidor ganha produtos gratuitos para conhecer e experimentar antes de comprar, minimizando assim o risco de erro;
  • A indústria ganha, pois se relaciona com o consumidor de um jeito novo e moderno para construir sua demanda e atingir seus objetivos de venda e construção de marca;
  • O meio-ambiente ganha, pois deixa de receber resíduos de milhares de produtos descartados e queimados ainda dentro do prazo de validade.
  • O supermercado e a farmácia ganham, pois vendem melhor nas lojas localizadas nos bairros onde a Mimoo se encontra.
  • O shopping center e suas lojas ganham, pois que atrai mais público e melhora a experiência dos seus consumidores.

Legal, né? Por enquanto, você encontra a loja da Mimoo nos shoppings Metro Tucuruvi, Mais Shopping (Santo Amaro), Complexo Tatuapé e Grande Plaza Shopping (Santo André). Vamos torcer para a ideia se espalhar por todo o Brasil. Mas se você for de São Paulo ou estiver passando por lá, vale a pena passar em uma das lojas da Mimoo e viver esta experiência de entrar, pegar o produto e sair SEM PAGAR NADA! A sensação é incrível!

Que Deus abençoe esses empreendedores fantásticos e também às nossas carteiras que mantenham nossos cartões de crédito bem seguros lá dentro hehehehe 😉

Medo de investir? Eu também tinha!

A gente sabe que o medo atrapalha em muito a vida das pessoas. Medo de dirigir, medo do escuro, medo de água, medo de investir… Eu tinha todos estes, mas aos poucos fui superando um a um e o “Obrigada, estou apenas olhando” tem sido minha testemunha. Matricule-se numa auto-escola, deixe sempre uma mini-lanterna perto da cama, vá aprender a nadar e, principalmente, vá estudar sobre finanças pessoais e investimentos.

Mas de todos eles, acho que o medo de investir é um dos mais perigosos, ele impede as pessoas de alçar novos voos e conquistar novos objetivos financeiros. A máxima de que a caderneta de poupança é segura é verdadeira, mas de que adianta ser seguro, se o rendimento é mínimo, como se estivesse parado?

Então, deixe de lado estes fantasmas e mitos que estão te impedindo de crescer. Na XP Investimentos, por exemplo, os perfis de investidor giram em torno de três: conservador, moderado e agressivo. Então, deixe de perder dinheiro sendo conservador e seja mais agressivo! Ouse mais e colha os frutos desta mudança de atitude.

Nós não tivemos educação financeira nas escolas e, por isso, temos que estudar por conta própria. Vale lembrar que em tempos de taxa Selic baixa e tantas mudanças na economia, é preciso saber investir bem para não perder oportunidades e fazer o dinheiro render bem. As denominações para os diferentes perfis vão de acordo com a relação entre risco e retorno que o investidor quer assumir.  Quer entender um pouco mais? Dá só uma olhadinha:

1: Estude sobre finanças pessoais: quebre este tabu na sua vida e vá estudar sobre o assunto: sites, blogs de corretoras de valores, cursos de educação financeira podem te ajudar a entender melhor este universo. E não se culpe não, a gente não teve esse ensinamento nas escolas, a culpa não é sua!

2: O mercado financeiro: você vai aprender que o mercado financeiro leva sempre em conta 3 aspectos principais: risco, retorno e liquidez. O investidor deve sempre pensar nessas 3 palavras antes de tomar uma decisão de como investir seu dinheiro.

3: Invista todo mês: separe todo mês um valor, religiosamente, para investir. Se você ainda não sente segurança para investir sozinho, comece com quantias pequenas, mas não deixe que a inércia tome conta de você.

4: Corretora de Valores: abra uma conta numa corretora de valores: existem um monte hoje em dia: XP Investimentos, na minha cidade, ela é representada pela iTrade Investimentos; Modal, Clear; Easyinvest; entre outras…

5: Estabeleça metas: qual seu objetivo? Comprar um carro novo, uma casa, viajar o mundo, se aposentar? Você pode qualquer coisa!

Que Deus nos inspire e oriente pelos caminhos dos investimentos e segure nossos cartões de crédito dentro da carteira! Amém!