Chega de dívidas!

Dia 343/365:

Tá acabando. Hoje respondi mais uma vez que faltam 20 e poucos dias para o fim do desafio com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’.  As pessoas estão mesmo, mais ansiosas que eu. E a pergunta que vem na sequência é: o que você vai fazer no dia 366??

Nada: esta é a resposta! Nada mesmo! Não vou sair gastando igual louca! Não vou voltar a comprar e fazer dívidas. Neste um ano pude experimentar uma sensação de SEM DÍVIDAS que agora é chega, não quero mais isso.

Hoje fui tirar um extrato e me espantei. Sabe quando você vê  mais dinheiro do que estava imaginando e logo pensa: ‘que conta esqueci de pagar?’ hehehe Já aconteceu isso com você?

Comigo foi hoje. Eu esqueci de fazer um lançamento na minha planilha, então os valores não batiam, por isso o susto. Mas foi até um bom susto: dinheiro a mais na conta.

Mas ele não ficou lá por muito tempo. Saiu e foi pra outra conta, do investimento. Isso é bom, né, gente? Eu espero, do fundo do coração, que você sinta isso também. A tranquilidade e a satisfação em atingir o objetivo é uma coisa fantástica.

Vamos continuar juntos. Faltam poucos dias para o fim do desafio, mas o blog vai continuar, com certeza! Vai continuar até que todo mundo, com a graça de Deus, esteja de bem com suas finanças, poupando, investindo e, acima de tudo, sem dívidas. Chega de dívidas! Que Deus abençoe a NOSSA vida, NOSSA determinação e NOSSOS sonhos! Que Ele permita que todos se realizem! 😉

Euforia X Tranquilidade

Dia 342/365:

Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ sai de um extremo ao outro, da noite para o dia.

Comprar por compulsão e não por necessidade é um risco para a saúde financeira de qualquer pessoa, em qualquer época da vida.  Não conseguir se controlar diante de uma vitrine de loja ou não saber dizer não a convites de amigos para jantares e festas é a mesma coisa.

Para conseguir controlar esses gastos pare e pense o que estas despesas vão agregar para a sua vida. De que adianta ter uma bolsa nova e a carteira estar vazia? Ou então como você consegue curtir com os amigos se depois passará o resto do mês preocupado com a chegada da fatura do cartão de crédito?

Se não houver equilíbrio no orçamento, o risco de descontrole financeiro é alto, principalmente, se acontecer algum imprevisto como desemprego, por exemplo.

Neste quase um ano, venho aprendendo que os gastos exagerados que eu cometia não me permitiam ter uma reserva financeira. A gente precisa ter visão a longo prazo, pensar no futuro, num aposentadoria ou na realização de sonhos mais caros como uma casa, uma viagem internacional ou uma pós-gradução.

Por incrível que pareça, não estou sentindo falta das compras. E todo aquele sentimento de euforia em ter uma peça nova foi transferida para a segurança de poupar.

Mas as sensações são bem diferentes: de um lado a euforia de gastar e, de outro, a tranquilidade de poupar.

A euforia, segundo o dicionário, é uma psicopatologia: um estado que se caracteriza pelo aparecimento de alegria, otimismo e ânimo, mas que não corresponde à realidade da vida da pessoa que diz experimentá-la. É momentânea.

E aí está a grande diferença com a satisfação em poupar. Enquanto gastar traz uma alegria irreal, poupar vai promover na sua vida tranquilidade e segurança para enfrentar o dia a dia.

Experimente essa sensação e você vai entender como consegui chegar até aqui, com a graça de Deus! 😉

A força e o companheirismo do pretinho básico

Dia 341/365:

Ontem falamos das lingeries que não duram. Apesar do cuidado para lavar e secar à sombra, algumas peças foram para o lixo ontem. Mas nem só de notícia ruim vive o desafio do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ hehehe Hoje, o post é uma homenagem ao pretinho básico deste um ano sem compras: o scarpin preto da Vizzano.

Com um salto confortável, que permite passar o dia todo com ele sem me cansar, esse scarpin vem sendo o grande companheiro deste desafio. Ele vai comigo pra todo lado: reuniões de trabalho, passeios e pra igreja… Se combina com o look do dia ou se estou de jeans, lá vai ele comigo.

Neste um ano ele passou duas vezes pelo sapateiro para trocar a borrachinha do salto, mas continua firme e forte e pelo jeito vai andar muito comigo ainda. Esse Vizzano é o melhor custo/benefício do meu guarda-roupas.

Por outro lado, usar demais o Vizzano me trouxe um alerta: apesar de ser um direito das mulheres, talvez não precisasse de tantos pares no armário. Ele foi uma das últimas aquisições antes do desafio começar e vem cumprindo seu papel com louvor!

Falar de sapatos me lembra Carrie Bradshaw, personagem do seriado Sex in the City, a jornalista fashion super apaixonada por sapatos. Num dos episódios ela lutou pelo direito de ser solteira e gostar de comprar sapatos caros (ela usava Manolo Blahnik, lembram?) e disse: “Algumas vezes é difícil andar por aí, como uma mulher solteira. Por isso, precisamos de um modelo des sapato especial que torne a nossa caminhada mais divertida”. 

As mulheres têm sim, o direito de comprar sapatos! Desde que para isso não se endividem e nem coloquem seu planejamento financeiro em risco. Compre à vista, sempre! Se possível em dinheiro, melhor, aí você tem a possibilidade de negociar um desconto especial só pra você! Porque você é especial e merece um sapato lindo e confortável nos pés para se sentir ainda mais bela e capaz de tudo!

Que Deus abençoe NOSSA caminhada. Seja ela com sapatos caros, melhor ainda se for um sapato lindo e barato, seja com sapatos comprados, ou ganhados; seja de scarpin, sandália, chinelo de dedos… Mas que estejam pagos hehehe 😉

 

O adeus a velhas companheiras…

Dia 340/365:

Com o “Obrigada, estou apenas olhando”, como vocês sabem, não pude comprar nada de roupas, sapatos e outros supérfluos ao longo destes 12 meses. E posso dizer, sem sombra de dúvidas e com conhecimento de causa, que lingeries não duram 1 ano de uso contínuo heheheh

A menos de um mês deste desafio, as lingeries foram as que mais sofreram. Não todas, mas pelo menos aquelas do dia a dia, estão em estado deplorável hehehehe

Sutiãs com as alças esgarçadas e sem aquele ferrinho de sustentação do bojo, calcinhas descosturando: uma tristeza! Tanto que há algum tempo tive que colocar as lingeries mais caras – e com melhor qualidade – para entrar no dia a dia!

Mesmo lavando com cuidado e colocando para secar à sombra, elas não duraram! Redobrei os cuidados desde que decidi que só teria aquelas peças para me acompanhar neste um ano sem compras, mas, de nada adiantou.

Hoje joguei fora algumas peças: o tempo delas chegou ao fim heheh

Mas foram boas comigo enquanto duraram: gosto de lingerie confortável para o dia a dia, sem renda, brilhos ou muitos detalhes. Mas apesar de não apertar, não incomodar, algumas não chegarão até setembro hehehe

Que Deus abençoe NOSSAS vidas sempre, em todos os momentos 😉

Feliz Dia dos Pais

Dia 339/365:

Hoje não é dia pra falar de gastos, economias e compras. É um dia pra comemorar: e o “Obrigada, estou apenas olhando” quer homenagear todos os papais.

Vocês sabem que a figura paterna foi uma grande ausência na minha vida, por escolha do meu pai! Ele não quis participar de nossas vidas (do meu irmão e da minha) quando se separou da minha mãe.

Mas, graças a Deus, venho aprendendo que um pai que se separa da mãe não precisa, necessariamente, se separar dos filhos também e isso vem curando as minhas feridas. 🙏🏻

E a minha homenagem vai para estes Pais que, mesmo longe do convívio familiar diário, é presente na vida dos filhos.

Fábio Chauh é o meu exemplo de pai que segue o eterno jogo de tentativa de acertos e erros. “Meu pai é um exemplo pra mim, com ele aprendi o que fazer e também o que não fazer. Com ele aprendi que por mais que as pessoas valorizem os bens materiais, ele me mostra que ser correto e ético é o melhor a fazer”, explica.

E são estes princípios que ele tenta passar pra sua filha. “Ser pai é um ciclo que se repete e se renova: a gente aproveita o que foi bom e transforma o que não foi tão bom numa coisa melhor para os nossos filhos”, reforça.

É assim que penso também e venho vivenciando no meu dia a dia. É como o Fábio disse: “é difícil e, ao mesmo tempo, muito fácil ser pai: a vida de transforma de uma forma tão reveladora que você para e pensa que nasceu para aquilo”.

Quem dera meu pai tivesse pensado e agido desta forma. Mas ele está perdoado, porque hoje tenho um pai que ama, que não abandona, que não me deixa só! Obrigada, Senhor, por ser um pai tão bom pra mim! 🙏🏻❤️😉

Uma loja ansiosa

Dia 338/365:

Desde que comecei este desafio com o “Obrigada, estou apenas olhando”, sinto, a cada dia que as pessoas e, principalmente, as lojas estão mais ansiosas que eu com a chegada dos 365 dias.

Hoje, fui ao salão (o Espaço da Beleza, comandado pela Joyce e pela Leticia, faz parte de uma parceria de troca de serviços que vem dando muito certo). Lá tem uma loja de roupas, a Piazzo Modas. A ideia é ótima né? A empreendedora está no lugar certo: salão de beleza está sempre repleto de mulheres e mulheres quando veem roupas….

Mas sempre que a Susiane, dona da Piazzo, me encontra pergunta: – E aí, já acabou o seu jejum? Tenho coisas lindas aqui! E, diante da minha resposta negativa, inconformada, ela questiona: – Não acabou ainda?

Eu dou risada e explico que está acabando. Mas o que as pessoas precisam entender que este desafio é mais que um ano sem compras: é um ano de muito aprendizado!

E como voltar a ser a mesma pessoa depois de tanta coisa na cabeça? Como voltar a ser a mesma pessoa depois de tanto aprendizado? Como voltar a ser a mesma pessoa depois de aprender a dominar minhas vontades e desejos em detrimento de um objetivo maior?

Outra loja que não se conforma com meu um ano sem compras é uma de lingerie: a vendedora me manda mensagem no WhatsApp todo mês, com fotos lindas dos produtos e sempre pergunta: – Já acabou? Pode comprar agora?

Entendo a vontade das lojas em vender e até agradeço a Deus por elas estarem me questionando, me procurando e me “tentando”: isso me ajuda a lembrar dos meus objetivos e me mantém longe do perigo e firme no propósito! Obrigada, Senhor! 😉

A foto da ampulheta ilustra bem a ansiedade das lojas e o meu resultado: saldo positivo! 💰💴

Está sem $ para o presente do seu pai?

Dia 337/365:

Nem sempre gastar dinheiro com presentes caros é garantia de sucesso. E o Dia dos Pais não precisa ser comemorado com presente, pode ser comemorado com a presença! Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ venho aprendendo que estar presente é muito melhor do que dar presente (mesmo pq não posso gastar heheh).

E que tal planejar algo diferente para o seu paizão neste domingo? Algo divertido para fazerem juntos? Que tal viver experiências diferentes daquelas que estão acostumados no dia a dia e, o melhor, sem pesar no bolso e nem impactar o seu planejamento financeiro.

Hoje, li no Facebook que presentear o pai com uma caixa de ferramentas é o mesmo que presentear a mãe com uma vassoura. Então, além das camisas, gravatas, meias e cuecas, deixe de lado também a ideia de comprar uma caixa de ferramentas. Ela só vai servir para que seu pai ganhe mais responsabilidades em casa hehehe Sua mãe, com certeza, vai exigir mais dele!

Não tenho muitas lembranças de Dia dos Pais com meu pai, mas com minha mãe sim! Além de presenteá-la, o almoço era por minha conta (assim como no dia das Mães). Eu ia pra cozinha… Era uma diversão, cozinhar com minha mãe dando palpites hehehe Ela não se aguentava!

Mas voltando aos pais, pense em alguns passeios que podem variar de acordo com o tipo de pai. Estas são apenas sugestões. A partir daqui, conhecendo seu pai como você conhece, pense em algo para que consigam estar juntos: este é o segredo!

Seu pai curte programas culturais: experimente unir a família e visitar um museu que vocês ainda não conheçam: Pinacoteca, Museu da Imagem e do Som, MASP, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Zoologia da USP, Memorial da América Latina e tantos outros. Pesquise antes sobre um tour guiado para que todos aprendam juntos.

Filmes? Com a correria do dia a dia, seu pai não está indo ao cinema tanto quanto gostaria? Avalie o estilo que ele gosta. Estão em cartaz: Missão Impossível – Efeito Fallout, Mamma Mia, Uma quase Dupla, Skycraper (Arranha-Céu). Assisti Uma quase dupla com a Tatá Werneck e o Cauã Reymond, o filme é hilário, vale a pena para dar boas risadas juntos.

Seu pai é aventureiro? Pesquise alguma trilha para fazer junto com ele, a pé ou de bike, dependendo do pique de vocês: não esqueçam de roupas confortáveis, água e repelente. Leve-o até o local da trilha e o surpreenda.

Seu pai gosta de toda a família em torno da mesa? Seu presente é um almoço especial, com  risadas e muitas histórias. E para que não pese para ninguém, combine com cada convidado cada um levar um prato e uma bebida, assim não impacta o orçamento de ninguém. Monte um grupo de WhatsApp, mas deixe seu pai de fora. Tentem pensar nas comidas que seu pai gosta mais. Assim vocês conseguirão mostrar pra ele o quanto o conhecem e se importam com suas preferências.

Seu pai é do tipo esportista? Ele pratica exercícios com frequência? Que pegar a bike e passar um tempo com seu pai no parque pedalando, oportunidade também para tomarem um suco ou sorvete (senão estiver frio no domingo). mesmo que você não seja do mundo dos esportes, mas mostrar para o seu pai que você quer dividir este momento com ele, já será um presentão.

Tá vendo? Não precisa de dinheiro para homenagear o seu pai neste domingo. Eu tenho certeza de que ele vai adorar. Minha mãe adoraria… Que Deus NOS abençoe e NOS inspire 😉