75% da população brasileira está endividada

Dia 7/365:

Entrar no cheque especial todo mês, estourar o limite do cartão de crédito, pagar o valor mínimo das faturas, ter mais dívidas que despesas. Estas são as principais características de (pasmem!) 75% da população brasileira! Isso mesmo!

Mas não é porque você acabou de se dar conta de que não está sozinha nessa, que vai pensar: “Ok, não sou só eu, ainda bem, dá pra continuar gastando”. Nã na ni na não!!!! É pra você se assustar e querer sair desta estatística. Como eu fiz.

Hoje, conversando com o educador financeiro, Pedro Braggio, ele explicou que a situação econômica do país contribui para agravar o endividamento das pessoas, mas não é só isso. “Faz parte da cultura brasileira se endividar, sejam elas pequenas, médias ou grandes dívidas”. Pedro comenta ainda que a pessoa não consegue pagar suas contas por ceder cada vez mais às compras por impulso. “A psiquiatria reconhece a compra por impulso como um transtorno”, alerta.

Eu me comportava assim até o mês passado. A sensação de comprar é ótima. Mas, como a nossa querida Rebecca Bloomwood (personagem central do filme “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom”), descobriu, pode levar à falência. A alegria de sair da loja com mais uma sacola é momentânea e logo vem a preocupação (se você comprou no crédito) de como pagar.

Ah gente, para não comprar por impulso, você tem que acompanhar o seu saldo bancário em tempo real. Só assim, você vai se assustar como eu me assustei ao me deparar com o que havia sobrado do meu salário ao pagar todas as minhas despesas (fixas, como água, luz, telefone) e dívidas (cartão de crédito, Renner, Marisa…).

Pedro desenvolveu um aplicativo que poderá te ajudar a controlar e monitorar suas finanças de forma simples, objetiva e on-line. “É um verdadeiro eletrocardiograma financeiro. A partir do relatório do seu humor financeiro em tempo real, é possível manter um orçamento bacana e ainda vai sobrar para fazer uma poupança”, garante o educador.

Como não comprar por impulso?

Traçar metas é uma alternativa. A minha é poupar para poder investir na compra de um apartamento. A vida é feita de escolhas e escolhas exigem renúncias, não é mesmo? Mas você pode querer trocar de carro, fazer uma pós-graduação, uma viagem internacional (também quero! heheh).

Outra opção para não ceder à impulsividade é não fechar o negócio na hora. Gostou de alguma coisa, mas sabe que vai se estrepar se comprar, saia da loja, dê uma voltinha, compre um sorvete, distraia-se com outra coisa… Foge, amiga, enquanto dá tempo!

Ah, mas o que ainda não fiz e também é uma boa ideia é arrumar o armário. Descobrir todas as peças que você tem e quem nem se lembrava. Vou tentar fazer isso neste fim de semana e depois conto pra vocês como foi.

Como colocar a casa e a conta bancária em ordem?

Se você se encontra numa situação crítica, Pedro aconselha a conhecer a sua situação financeira, separando o que é despesa e o que é dívida. “Dê prioridade às despesas e tente negociar as dívidas”, orienta. “O brasileiro não aprendeu a ter controle, não teve aula de educação financeira na escola e nem na família”, lamenta.

Este é o primeiro passo. Vamos começar a fazer isso? Depois me conte como você está se saindo. Que Deus NOS ajude.

 

Um comentário sobre “75% da população brasileira está endividada

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s