Uma fã entre prateleiras e utilidades domésticas

Dia 8/365:

Hoje em uma visita rápida a um shopping em Campinas, conheci a Ana*. Entrei numa loja para procurar um espremedor de frutas, daqueles de plástico, bem baratinhos, pois como não posso mais tomar leite, o suco virou meu companheiro de todas as manhãs. E como não tenho um espremedor…

Ainda estou procurando, pois não encontrei do tamanho que eu queria e por um preço justo. Encontrei espremedores pequenos por R$ 7,99, na loja onde encontrei a Ana. E em outra loja, o valor variava de R$ 4,99 (plástico) a R$ 179,90 (elétrico). O de R$ 4,99 chamou a minha atenção, mas acabei não comprando.

Mas voltando para o encontro com a Ana, foi entre as inúmeras e abarrotadas prateleiras de uma loja de produtos para casa, daquelas cheias de bugigangas que qualquer dona de casa adora. Entre muitos plásticos, o meu espanto chamou a atenção dela que concordou comigo, inclusive sobre a quantidade de coisas supérfluas, mas que as mulheres gostam de ter na cozinha.

E foi aí que ela disse que precisava parar com aquilo. E sem entender, perguntei: “Parar com o quê? e ela exclamou: “Comprar! Preciso parar de comprar!”  E aí aproveitei a deixa e fiz propaganda do blog e da página do Facebook e divulguei: “Você precisa ler o meu blog”.

Quando expliquei sobre a ideia do blog, o meu desafio e a proposta de orientar sobre educação financeira, ela se empolgou ainda mais. “Me passa a página, onde encontro? Estou precisando disso”. Foi aí que ela sacou o celular da bolsa e entrou no Facebook e curtiu a página na minha frente.

Fiquei muito feliz pela sua atitude. Ela me explicou que, como eu (aliás, todos nós), compra por impulso. Mas relatou também que depois, olha para o objeto adquirido – que até então era desejo – se questionando sobre a compra.

Ana, fique tranquila, querida, você não está sozinha. Simpática, ela se despediu e continuou na loja. Eu desisti da compra e fui embora. Vou encontrar um espremedor de frutas sem tanta frescura e mais barato. Depois conto se encontrei. Que Deus NOS ajude, Ana!

 

*Estou usando um nome fictício para a minha mais nova fã, pois, ela ainda não me autorizou revelar seu nome. Se ela permitir, coloco seu nome verdadeiro. 

 

Um comentário sobre “Uma fã entre prateleiras e utilidades domésticas

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s