Empatia e planejamento: palavras chaves

Dia 59/365:

Hoje, me cumprimentaram como ‘oi, blogueira’ hehehe Eu ri, claro, mas, fiquei muito orgulhosa pelo  ‘Obrigada, estou apenas olhando’, a minha história e o meu desafio serem reconhecidos. Gosto de ver como as blogueiras famosas são contundentes ao defender as novidades da moda, makes, viagens… E espero que eu possa um dia ser uma digital influencer tão enfática como elas, mas, estou muito feliz por ser reconhecida como tal. Ebaaaaa

Vamos abrir um parênteses para explicar o termo digital influencer, ou, no bom português, influenciador digital. É um nome bacana para descrever aquela pessoa que, com a evolução da internet, ajuda as outras a consumirem informação e produtos.

Enquanto algumas blogueiras incentivam o consumo, eu sigo com informação e orientação sobre como fazer isso com planejamento, palavra chave para aqueles que desejam acertar as suas finanças. Ou seja, nosso trabalho é complementar! Meu desejo é que você possa arrumar a ‘casa’ para realizar seus sonhos, fazer uma viagem, estudar, comprar um carro, por que, não?

Até pensei que fosse uma anti-blogueira, mas não é nada disso. Nosso trabalho é complementar. Mas falando do anti-bloguismo (existe esta palavra?) me lembrei do PandãoGliesi, que sigo no Instagram. Um perfil divertido que satiriza a musa fitness Gabriela Pugliesi. O perfil, comandado pelo publicitário, Fernando Cury, é a resposta para quem está feliz com aquela gordurinha e não abandona a bandeja de doces heheh Mas é pra se divertir, gente, não é pra criticar e  nem arrumar confusão ou fazer bullying. Olha lá hein… O link tá no fim deste post.

E por falar em crítica, ontem recebemos a nossa primeira. E acho super válido que isso aconteça… Nem Jesus agradou a todos, não é mesmo? Mas em tempos de opiniões exacerbadas nas redes sociais, não precisa gostar ou apoiar… Não precisa julgar, só respeitar… Afinal, todo mundo é livre para ter suas próprias opiniões sobre os assuntos, mas julgar, aí, a história é outra. O importante é se colocar no lugar do outro…

Mas em meio aos apoios e críticas seguimos conseguindo mais adeptos, mais divulgação e, consequentemente, mais agentes multiplicadores deste propósito. Obrigada, Dorô Cunha, idealizadora da revista digital Siga Jundiaí, que trouxe uma matéria leve e divertida sobre a minha história. Espero que, por meio do Siga Jundiaí, mais pessoas parem para pensar sobre a importância do consumo consciente. ❤

Ontem, li também no Instagram da amiga, Karol Rabello Picardi, uma mensagem que cabe perfeitamente para ilustrar o que estou dizendo. Embora não saiba o autor, é poderosa, prepare-se:

Quando a sua “sinceridade” for capaz de baixar uma autoestima, cale-se.  Quando a sua “opinião” for capaz de desmotivar, cale-se. Quando a sua “crítica construtiva” for capaz de diminuir, cale-se. “Verdades” sem empatia, são apenas conveniências emocionais berrantes dentro de si mesmo, com uma egoísta necessidade de gritar o pior nos outros.

Fica a dica, pessoal. Vamos nos colocar mais no lugar um do outro. A palavra empatia está para os relacionamentos, assim como planejamento está para reeducação financeira. E que Deus continue NOS inspirando e nos motivando a abraçar mais, apoiar mais, ouvir mais o nosso irmão, ao invés de criticá-lo ou julgá-lo. Estenda as mãos, construa pontes, não muros! 😉

Links: PandãoGliese  /  Siga Jundiaí

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.