Não endivide seus avós!

Dia 70/365:

Estamos às vésperas das festas de fim de ano e o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ precisa te alertar para se conter em presentes e festas se as suas finanças não estão lá essas coisas.

Se você chegou até esta altura do campeonato (mês de novembro) e está cheia de dívidas: cartão de crédito, despesas com a casa atrasadas. Pare, pense e avalie as opções para resolver as suas pendências antes de contrair mais dívidas.

Quem não quer uma graninha extra num momento de aperto? E as financeiras sabem disso e apertam o cerco neste período do ano. Fuja dos anúncios do tipo: “Empréstimo pessoal, agora” ou ainda “Dinheiro fácil sem burocracia”… Fuja sempre que oferecer facilidades fora da realidade.

Digo isso por que você assiste a tevê e está vendo que os juros estão nas alturas. E não adianta pedir para o avô aposentado fazer no nome dele e depois deixar o coitadinho pagando a dívida por você. O seu avô pode fazer o empréstimo consignado, que já vem descontado no benefício que ele recebe do governo. Não faça isso! Para sair do sufoco, não coloque outra pessoa.

Outra dica: não contraia um empréstimo para comprar um supérfluo, como um novo aparelho celular, por exemplo. Mas se você estiver com dívidas mais caras, como cartão de crédito, IPTU atrasado, trocar estas mais altas por uma mais barata, como o crédito pessoal, pode ser uma boa opção.

Fuja das financeiras (pra você e pro seu avô). Elas emprestam dinheiro sem muita burocracia, é verdade, mas os juros são próximos aos do cheque especial ou cartão de crédito, ou seja, são exorbitantes. Quanto mais desesperado você estiver, mais longe passe das financeiras.  Agiotas então? Não vou nem entrar nesse assunto… Você já sabe que não é pra fazer isso!

Se não tiver outra alternativa a não ser pedir um empréstimo, não se esqueça de planejar como sair dele. Lembre-se, é uma nova dívida que você terá que honrar. Negocie o pagamento de modo que as parcelas mensais não ultrapassem 15% da sua renda mensal: você está saindo do atoleiro e não vai querer se afundar ainda mais.

Meu desejo é que você consiga quitar suas dívidas o quanto antes, para que não pague muito juros. Vá se livrando das dívidas mais caras. E, por favor, planeje e controle as suas finanças. Gaste de acordo com as suas posses, ou seja, menos do que você ganha e não mais!

Eu daqui sigo torcendo para que você encontre o seu caminho, como eu encontrei o meu. E que Deus continue NOS inspirando a buscar sempre as melhores oportunidades, fazendo o bem. Sem olhar a quem… 😉

 

3 comentários sobre “Não endivide seus avós!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s