E os hábitos de consumo estão mudando: graças a Deus

Dia 81/365:

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ participou de um evento que apresentou dados do mercado imobiliário de Jundiaí e região. Mas não foi só isso. Mais do que números de apartamentos lançados, vendidos e o saldo disso, que o setor chama de estoque, o encontro de hoje mostrou a mudança dos hábitos das pessoas. Os palestrantes do encontro organizado pela Proempi (Associação de Empresas e Profissionais do Setor Imobiliário de Jundiaí e Região) foram unânimes em um aspecto: a importância do setor entender o que o consumidor busca  para oferecer exatamente o que ele espera.

Mas quem é este consumidor? Quais mudanças ocorreram com ele nos últimos 10 anos?

Marcus Araújo, palestrante da noite, exemplificou esta mudança a partir da história da sua família: sua avó teve 8 filhos, sua mãe teve três e ele só tem um. Esta é a tendência: famílias menores e mais exigentes.

Durante o evento, especialistas apresentaram para a imprensa, para os empreendedores locais e, principalmente, para o consumidor as tendências do setor: regiões mais valorizadas, tipos de imóveis e isso inclui metragens, número de dormitórios, preço por metro quadrado. É uma característica nacional, lançamentos de imóveis na faixa de 40/50m2 de dois dormitórios. E porque isso? Por que as famílias mudaram: estão menores e o cenário econômico sinaliza uma retomada gradual.

O mercado imobiliário está refletindo esta retomada e, para 2018, a tendência é melhorar ainda mais. Hoje, o momento é positivo para todos os setores da economia:  taxa de juros mais baixa, inflação mais baixa, confiança do consumidor aumentando. O Brasil está saindo da crise, porque o setor econômico está conseguindo se descolar da lambança política que este país vive todos os dias.

O palestrante, presidente fundador da Datastore, explicou que este novo cenário econômico  contribuirá para o crescimento gradual e efetivação de novos negócios. O consumidor está voltando, ele disse. Com as famílias revisando seus hábitos, elas procuram apartamentos mais enxutos, com novas e menores metragens.

Marcus defendeu que a vida digital, com as pessoas cada vez mais conectadas, também vem influenciando novos hábitos de consumo. “98% das pessoas andam com o celular nas mãos e a primeira coisa que fazem de manhã  é dar uma olhadinha no celular. Entre acesso ao WhatsApp e Facebook, pasme: estas pessoas passam 10 horas no aparelho. 😮 E, por conta disso, de não precisar de muito espaço, eles estão ficando cada vez mais compactos.

Faz sentido né, gente? Se eu só preciso de um sofá ou cama, wi-fi e uma tomada pra carregar a bateria,  tô feliz! Não é assim?  Estou aqui digerindo estes números, mas, sabe que fico preocupada com uma coisa: estamos caminhando para o fim das relações ao vivo e em cores? Espero que não. Se por um lado, as empresas precisam ser digitais, por outro, os negócios somente acontecem presencialmente. O convencimento e a negociação precisam ocorrer cara a cara. Ainda bem!

Fiquei feliz de participar deste evento e entender toda essa relação entre consumidor, oferta, demanda. O que as pessoas querem, precisam? É isso que o mercado precisa entender. Mas, não só o imobiliário: todos os setores da economia!

Espero que as pessoas, cada vez mais exigentes, reivindiquem também das empresas a preocupação com a sustentabilidade, reúso de água, tintas à base de água, madeira de reflorestamento… Ixi, são tantas coisas pra avaliar e pensar antes de decidir pela compra. Você pode comprar, só faça isso cada co mais consciência e planejamento. Eu vejo essa preocupação nas construtoras da cidade, as que nasceram aqui, como a Santa Angela, F.A.Oliva, SCO Tebas. #FicaADica.

Sigo daqui, pedindo que Deus continue NOS inspirando a não aceitar mais do que merecemos. Com esta frase me lembrei da Jaqui, do blog A Girl’s Simple Life. Beijo, querida: uma menina de 23 anos, uma amiga que fiz aqui, nas redes sociais, que vive a vida de maneira leve… Quais serão os sonhos e as demandas da Jaqui? É isso que o mercado precisa descobrir… 😉

 

 

Links: Proempi / Datastore

2 comentários sobre “E os hábitos de consumo estão mudando: graças a Deus

  1. agirlssimplelife disse:

    Aaaaah Cíntia! Que querida você! 😍😍😍😍 obrigada por se lembrar de mim 💖💖💖
    Tento levar a vida de maneira leve, até porque tenho alguns requisitos para isso. Apesar de todas as dificuldades, não podemos nos esquecer que Deus cuida de cada um de nós. E não devemos nos esquecer do que é essencial.
    Quanto aos meus sonhos, um deles com certeza é formar uma família e quem sabe um dia ser uma boa fotógrafa. Mas o maior desejo é viver a vida da melhor forma, valorizando pequenas coisas e atitudes e como você disse, levando a vida de forma leve e mais simples. Porque o simples me encanta 😊
    Beijos linda! Obrigada pelo seu carinho 💖

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.