Antes de comprar, responda estas três perguntas

Dia 86/365:

Hoje me questionaram: ‘Como está a vida sem compras? Fácil? Difícil?’ Não e sim! Não está fácil e sim, está sendo difícil. Mas temos que aprender a dominar as nossas vontades e o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer te ensinar como. Responder apenas três perguntas pode te  ajudar a controlar o seu desejo de comprar.

Recebo este tipo de pergunta quase todos os dias, na sexta-feira, uma jornalista paulistana me questionou como estou conseguindo e emendou: “eu nunca conseguiria”. É uma questão de escolha e prioridades. Talvez ela não precise fazer este tipo de escolha, mas já vou adiantando: parar de comprar não é só uma questão de economizar dinheiro. Vai além. Estamos falando sobre consumo consciente, ou seja, é um conceito bem  mais amplo.

Mas quando você está nas ruas ou  nos shoppings e ao passar em frente a uma loja, a vitrine te chama a atenção e você entra: este tipo de compra é caracterizada pelo impulso. Você não precisava, mas mesmo assim comprou, sugestionado pelo apelo.

E se ideia é começar a trabalhar o domínio da vontade, antes de entrar na loja, pare: pense, avalie e responda três perguntas básicas. Dessa forma, acredito que suas compras poderão ser reduzidas pela metade. Para o professor de Economia da Puc-Campinas, Roberto Brito, essas três perguntas vão te ajudar a lidar com as armadilhas que, diariamente, incentivam o consumo.

1- Eu realmente preciso comprar isso? Quando se fizer esta pergunta, tente se lembrar de quantas blusas, casacos, calças, sapatos, bolsas você já tem. Não use desculpas como ‘ah, desta cor eu não tenho’ heheh (Já fiz muito isso).

2- Preciso comprar agora? Pode ser que ao se decidir pela compra, sem ter dinheiro, você opte pelo parcelamento no cartão de crédito. Se for este o caso, não compre neste momento. Prefira guardar um pouquinho por mês e comprar à vista daqui um tempo. Você pode até pedir desconto.

3 – Eu tenho condições de comprar isso? Sempre que a gente escolhe fazer uma compra a prazo, crediário ou cartão de crédito (acho que nem existe mais a modalidade crediário né?). Mas enfim, sempre que optar pelo parcelamento, você tem que pensar em todas as despesas que você já tem nos meses subsequentes. Assim, você não corre o risco de ficar sem condições de honrar MAIS UMA dívida.

Prepare-se psicologicamente para sair às ruas. Pode parecer uma piada, mas saber lidar emocionalmente com esse tipo de situação é essencial. Se você ainda não se sente forte o bastante para resistir, deixe o cartão de crédito em casa. Saia apenas com o de débito, pois, assim se você não tiver dinheiro na sua conta, não correrá o risco de passar o outro cartão.

Você já conhece todas as artimanhas das lojas que te influenciam para a compra. Seja mais forte que tudo isso. Fuja dos vendedores insistentes e bem treinados. Aprenda a dominar a sua vontade e viva tranquilo e sem dívidas. E daqui, sigo, (quase) tranquilamente, pedindo a Deus que continue NOS orientando e NOS inspirando em todas as nossas escolhas. 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.