7 lições que aprendi nestes 100 dias…

Dia 100/365:

Uau, lá se vão 100 dias de desafio. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ aprendeu tanto… Já contei pra vocês que vivi dois momentos marcantes na minha vida com relação ao dinheiro, um na infância (quando não tínhamos dinheiro) e outro quando comecei a trabalhar e a ganhar meu próprio dinheiro (fase desenfreada essa heheh). Esta última durou até pouco tempo atrás… heheh

Nunca havia parado para analisar a minha relação com o dinheiro até que tive esta conversa com meu melhor amigo:

– O que você faz com o seu dinheiro?

– Pago minhas contas, respondi de pronto.

E, não satisfeito, ele continuou: – E o restante?

– E sorrindo respondi: Eu gasto!

E a partir da cara dele de reprovação, foi como se uma venda tivesse sido tirada dos meus olhos e passei a enxergar o que vinha fazendo de errado. A partir daquele momento, estabelecemos uma meta mensal para a poupança. Ele me inspirou neste desafio, pois, para conseguir cumprir a meta, eu teria que parar de gastar.

Isso foi em agosto… Hoje, este desafio, que começou em setembro, completa 100 dias. Destes, os primeiros 30 dias foram os piores: frustrantes, tristes, saudosistas… heheh Mas agora, parece que as coisas começam a se encaixar, a fazer sentido… E estou conseguindo transferir a delícia que era gastar para escrever aqui, para estar com vocês…

Nestes 100 dias paguei minhas despesas com a casa, com o carro (este mês paguei a última parcela do conserto, graças a Deus), devolvi o dízimo e fiz ofertas na igreja. Zerei minha fatura na Marisa e, agora em janeiro, vou zerar a Renner. Mas mantive os almoços fora (que gosto muito) e, pelo menos, uma vez a cada 15 dias, um cineminha que ninguém é de ferro.

E este novo propósito de vida me ensinou 7 preciosas lições:

1. Gaste menos do que você ganha: não gastar mais do que ganha é o mesmo que dizer: ‘não tenho dívidas!’ e poder dizer isso dá um alívio tão grande…

2. Guarde o seu dinheiro:  a gente nunca sabe o dia de amanhã. Sem essa de achar que incidentes ou acidentes acontecem somente com os outros, seus vizinhos e amigos. Pode acontecer com você também. Hoje, saber que tenho uma reserva me deixa tranquila…

3. Faça planejamento: tem gente que usa planilha no Excel (eu odeio). Não sei lidar com o programa, então melhor nem tentar. Baixe um aplicativo no celular. Garanto que a loja de aplicativos do seu celular tem várias opções. Escolha um e acompanhe, diariamente, as suas finanças.

4. Peça desconto: comprar à vista tem suas vantagens. Compre em dinheiro, é  a melhor forma de conseguir desconto. Mas peça! Não tenha vergonha. As lojas não vão oferecer, é você que tem que pedir.

5. Não compre presentes para você: esta foi a lição mais recente que aprendi. Estamos às vésperas do Natal e saí para comprar os presentinhos. Não comprei nada pra mim: namorei muito vestidos (que eu adoro), blusinhas, perfumes, coisas pra casa, mas não comprei NADA pra mim. Juro! Pedi descontos, comprei à vista e em dinheiro, andei muito pelas ruas do centro da minha cidade, evitei os shoppings (lá a tentação seria bem maior  heheh).

6. Invista em conhecimento: com os gastos do cartão de crédito cada vez menores, estou aproveitando para investir em conhecimento. Estou estudando bastante – finanças pessoais e marketing digital – e alinhando tudo isso para ajudar o meu trabalho (conseguir mais clientes e, desta forma, aumentar minha renda) e para usar o que aprendo aqui, no blog e NOS ajudar.

7. Nem todo mundo acredita em você: essa foi uma das lições mais dolorosas e satisfatórias ao  mesmo tempo. Ouvi coisas boas nestes 100 dias? Claro que ouvi. Mas ouvi muita coisa ruim também: deboche, descrença, indiferença… Mas quer saber, no começo isso me machucou, hoje não mais… Recebi apoio de pessoas que eu não esperava, feedbacks incríveis de outras que estão pensando melhor antes de ir às compras (não é mesmo, Elisete?)… Mas para aqueles que não acreditam, deixa estar: não estou aqui para provar nada para ninguém. Estou aqui para aprender a viver melhor…

E espero, do fundo do coração, que você também esteja aprendendo a viver melhor. Essa deveria ser a meta de todas as pessoas: aprender a viver melhor. Fazer o melhor por si mesmo e pelo próximo, independente se você o conhece ou não, se ele gosta de você ou não… Ore pelos seus amigos e, principalmente, pelos seus inimigos para que eles venham conhecer a misericórdia de Deus. Vai dar certo. Vamos conseguir. Que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo, nas ruas, nas lojas, nos bancos, no trânsito, em todo o lugar, em todo o tempo… 😉

 

 

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s