Você já usou cupons de desconto? Se não, tá perdendo dinheiro

Dia 127/365:

Você já usou cupons de desconto? Se a sua resposta for não, sinto dizer, amigos, mas estamos perdendo dinheiro. Sim, sim, eu me incluo nesta onda. Estou descobrindo agora o poder dos cupons de desconto que facilitam a nossa vida e nos ajudam a economizar dinheiro nas compras, principalmente, via e-commerce.

Esta onda de cupons é febre nos Estados Unidos e, se é febre lá, claro que ia chegar por aqui. Os cupons são oferecidos aos usuários pela internet por meio de códigos. Assim, para desfrutar do benefício, o comprador precisa apenas anotar o código de desconto e digitá-lo em um campo específico para isso, que costumam aparecer na página de finalização da compra.

Outro dia, estava pensando em comprar uma máquina fotográfica digital e procurei, claro, primeiro na internet. Entrei na loja que oferecia a melhor oferta claro e qual foi a minha surpresa que o produto já em promoção e com desconto, ainda me oferecia a possibilidade de fazer uma contra-oferta. Calma, gente, você leu certo, “comprar”, mas é uma ferramenta de trabalho, investimento para minha carreira de jornalista. Mas mesmo com a promoção e o desconto que eu pude pedir ainda, não comprei, não tive coragem… Vou esperar mais um pouco…

Renato Xavier é o CEO da Epicentro Digital

E em dúvida com esse mundo dos cupons, fui buscar informações com um especialista na área digital, Renato Xavier, da Epicentro Digital. Você se lembra dele? Isso mesmo, daquele curso de Facebook Em Ação, que fiz em novembro. Renato acredita que não é uma onda, que os cupons e aplicativos de desconto vieram para ficar.

Hoje, cinema, restaurantes, fast food, lojas virtuais, grandes magazines, todo mundo oferece desconto. Se a adesão das pessoas se deve à crise econômica que vivemos ou não, uma coisa é certa: não é uma moda! “Quem não gosta de um desconto não é? Na minha opinião, toda essa onda de cupons de descontos e aplicativos vieram para ficar. Obviamente que observamos uma crescente no uso em momentos de crise, pois é quando as pessoas pesquisam por novas alternativas de economia”, explica. Ele também, assim como a gente, também busca desconto para economizar, gente. Tá vendo, não é vergonha nenhuma. “Eu particularmente, desde de que me conheço por usuário de internet, busco pelo melhor preço no momento da compra, aliado à qualidade e entrega, mas ao invés de ir de site em site, recorro a ferramentas que me ajudam além de economizar meu dinheiro a economizar meu tempo”, completa.

Historicamente, essa onda vem de pelo menos há 20 anos. Renato explica que antes dos sites de compras coletivas, como Peixe Urbano e Groupon, vieram os comparadores de preços.  “Um exemplo clássico é o Buscapé que surgiu em 1998, como resultado de um trabalho de três estudantes de engenharia da computação da USP”, conta. Uia, que legal, desta eu não sabia também. Renato acredita que essas ferramentas de comparação de preço foram as grandes precursoras deste movimento de cupons de desconto. “Os comparadores de preço, nada mais são do que a digitalização do que fazemos ao andarmos em uma rua cheia de loja, comparar preços”, compara. Bem mais fácil por sinal.

Além dos cupons, a gente também pode receber dinheiro de volta, em nossas compras pela internet ou até encontrar o produto que você está buscando em outras lojas. Vocês sabiam disso? A gente já falou um pouco disso, naquele post sobre o Homem-Desconto, mas o Renato trouxe mais informações sobre o Baixou.com.br e o Méliuz. Já ouviram falar?

De acordo com Renato, o Baixou.com.br é um plugin que você instala em seu navegador Chrome e ao acessar o produto em uma loja online específica, ele verifica se aquele mesmo produto está com preço menor em outras lojas e te avisa. “Duas funcionalidades que eu adoro nessa ferramenta: a primeira, é a capacidade de solicitar um acompanhamento do preço de um produto, ou seja, quando o produto estiver com um preço menor ou igual ao que você deseja pagar, ele te manda um e-mail. A segunda, é que toda vez que acessamos um determinado produto em uma loja, o Baixou te mostra um gráfico com a evolução do preço deste produto ao longo do tempo”, explica. Gente, imagina que fantástico, em época de Black Friday, O Baixou é perfeito para que a gente consiga identificar se o produto está realmente em promoção ou se a gente está sendo enganado pela loja.

O Méliuz é outra ferramenta incrível. Este baixei no meu celular: é com ele que é possível reaver uma porcentagem do que você pagou por um produto. “Para receber dinheiro de volta, basta se cadastrar no Méliuz, buscar a loja ou produto, ativar o dinheiro de volta e fazer a sua compra na loja normalmente. Após isso o próprio sistema identifica e restitui uma porcentagem. Após acumulado R$ 20,00 você poderá transferir para sua conta bancária”, explica Renato e destaca que além da economia em dinheiro, a gente economiza também no tempo, com pesquisas e compras.

E se você está pensando que não é seguro comprar pela internet, fique tranquila, essa insegurança é coisa do passado. Hoje em dia, as empresas levam bem a sério as questões de segurança e você não corre nenhum risco e ainda economiza. Perfeito, não?! hehe Mas Renato, como um consumidor precavido alerta para que você escolha sempre uma senha que contenha uma combinação de letras, números e caracteres especiais (como @%$&) para deixar a senha mais segura. “Tanto acredito na segurança das compras pela internet que, frequentemente, realizo compras online, seja de produtos físicos quanto de produtos digitais”, defende.

Mas atenção é sempre importante né, gente, em todo tipo de transação que a gente for fazer. Renato alerta ainda para prestar atenção ao site que está acessando. “Muitos podem ser falsos com uma aparência muito semelhante ao site original. Isso se chama phishing. O que os cibercriminosos costumam fazer é adicionar pequenas variações no domínio para enganar as pessoas. Por exemplo http://www.voeazul.com.br (Original) e http://www.voedeazul.com.br (Falso – Recentemente recebi uma mensagem com esse link, onde eles prometiam passagens aéreas gratuitas)”, alerta.

Outra dica é verificar se o site em que você está realizando a compra possui um cadeado ao lado do domínio (na barra de endereço do site). “Esse cadeado indica que todas as informações que você está enviando para o site será criptografada ao sair de seu computador”, orienta Renato, lembrando do básico também que é verificar se a loja é confiável. Como vai fazer isso? Procure no Google e verifique também depoimentos de outros clientes.

Abaixo, fica uma listinha dos aplicativos que ele mais usa. Ebaaaaaaaaa, os segredos do Renato Xavier heheheh

Buscapé, http://www.buscape.com.br/
Baixou, https://www.baixou.com.br/
Méliuz, https://www.meliuz.com.br/
Groupon, https://www.groupon.com.br/
Economizar Ponto Frio: https://www.facebook.com/Pontofrio/app/112555325478786/
Trivago – https://www.trivago.com.br/ (Para economizar com hotel)
Booking – https://www.booking.com (Para economizar com hotel)
Uber, 99 Pop, Easy Taxi (Esses aplicativos me ajudam a economizar e muito em relação a quando eu tinha carro)
Programa de Fidelidade Sempre Presente da Vivo
Programa de Pontos do Cartão de Crédito Itaú

Então, gente, a moda agora é perder a vergonha para não perder dinheiro hehehe “Pedir desconto não é um crime e saiba que muita gente trabalha com uma gordurinha, exatamente, para negociação”, alerta, Renato. Gente, vamos aproveitar estas dicas para consumir com mais consciência. As compras movimentam a economia, geram empregos e renda, é um ciclo virtuoso, a gente já falou sobre isso por aqui. Mas não é por conta disso que a gente tem que pagar o maior preço. A gente pode fazer isso economizando ou até recebendo um porcentagem do nosso dinheiro de volta.

Mais dicas para colocarmos em prática e melhorar o nosso dia a dia e poupando, o que é melhor. O que você economizar, manda pra poupança! heheheh E vamos juntos, neste desafio, encontrando opções para viver da melhor forma possível. Com Deus no comando e a certeza de que teremos um 2018 muuuuuuuito melhor. Que Ele NOS abençoe e continue NOS orientando para as melhores oportunidades (com desconto, sempre!) 😉

2 comentários sobre “Você já usou cupons de desconto? Se não, tá perdendo dinheiro

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s