Como criar bons hábitos financeiros

Dia 164/365:

“O que você pode mudar nos seus hábitos financeiros?” Esta pergunta me deixou pensando no quanto o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ não só mudou meus hábitos financeiros, mas minha vida como um todo.

Todos temos bons e maus hábitos. E, assim como agimos com nossas virtudes e defeitos, temos que exaltar o que é bom, enquanto abafamos e neutralizamos o que é ruim. Antes de começarmos este debate, sobre bons e maus, vamos analisar… Hábitos são repetições de comportamentos que o nosso cérebro assimila, criando um processo de aprendizado interno.

Isso significa dizer que, com o tempo, paramos de pensar em fazer as coisas, para realizá-las inconscientemente, como beber água, comer, trabalhar… A ciência explica que isso acontece para que o cérebro poupe esforços tornando estas ações em ações automáticas.

Será que era isso que acontecia comigo? Já estava enraizado que as idas ao shopping, tinham que incluir sair de lá com uma sacola… Independente da loja…

Como criar bons hábitos…

Se você está endividado, o seu objetivo é acabar com as dívidas. Então, direcione seus esforços para isso. Lembra como tudo isso começou? Meu problema não era por conta de dívidas, mas pela falta de uma reserva financeira. E foquei nisso! Como conseguiria poupar? Parando de gastar e foi aí que surgiu o desafio deste #UmAnoSemCompras.

Não comprar foi a minha melhor decisão nestes últimos 5 meses… Tive que fazer escolhas e consegui substituir aquele padrão repetitivo de passeios no shopping e compras por poupar.

Guardar dinheiro foi o objetivo. No começo foi difícil, não sobrava, até que me toquei que não tinha que esperar sobrar, tinha que definir um valor e pronto. Hoje, o percentual que vai para a reserva financeira é de quase 30% da minha renda, pois, guardar dinheiro se transformou no meu foco. Virou desafio mesmo, ponto de honra. Aquela coisa que tenho que fazer! E comemoro a cada mês… E vem dando certo. Importante comemorarmos nossas pequenas vitórias.

Fiz algumas mudanças também como trocar  a operadora do celular, reduzindo pela metade o valor mensal. Defini um valor limite para as compras no supermercado e passei a comprar à vista, no débito. E, quando compro em dinheiro, peço desconto, sempre! Apesar do limite do cartão de crédito, defini um próprio e a ideia é nunca atingir este limite.

Acredito que hoje meu cérebro já trabalha nesta direção: eu posso, eu quero, eu consigo! Temos que eliminar as crenças que nos limitam, algo do tipo: ‘você não vai conseguir’, ‘ganho pouco’, ‘não mereço’ e por aí vai…

Em resumo… 

  • Comece devagar e escolha um novo comportamento por vez.
  • Defina metas de curto, médio e longo prazo.
  • Crie estímulos que motivem seu processo de mudança.
  • Adote um novo estilo de vida.
  • Tenha menos dinheiro na carteira.
  • Pare de comprar por impulso.
  • Defina prioridades para seu dinheiro.
  • Pague à vista e peça desconto.

Espero que o meu aprendizado sirva de alguma forma para você. Que você encontre nestas histórias diárias um impulso para fazer a sua própria história. Que você prospere e seja feliz! Encontre o seu caminho e faça dele o desafio da sua vida, mas mantenha Deus no centro de tudo: deixe Ele te guiar, te inspirar e te orientar em quais oportunidades aproveitar. Que Ele NOS abençoe e NOS proteja sempre em todos os momentos. 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.