O dinheiro é um tempo de vida que se foi…

Dia 192/365:

Acho fantástico quando as pessoas vêm alguma coisa sobre consumismo e me marcam nas postagens ou compartilham na minha página. Na verdade elas não estão se lembrando de mim, especificamente, mas do propósito. Elas se lembram do ‘Obrigada, estou apenas olhando’.

Agora pouco também recebi pelo whats um link que vamos bordar no próximo post. Um tema inspirado por nossos seguidores. Isso é demais e fico muito, muito, muito feliz e agradecida a Deus por estar cuidando de nós desta forma tão carinhosa.

Mas o post de hoje é sobre um vídeo em que o ex-presidente uruguaio e senador José Pepe Mujica fala sobre a sociedade do consumo, que ele descreve como ‘uma gigantesca teia de aranha que está montada em função da acumulação’.

Acumulação de quê? De coisas! Mas ele levanta uma análise interessante e que vale a pena debater aqui.

Mujica defende que quando a gente gasta com alguma compra, o instrumento é o dinheiro, mas, que na verdade, estamos comprando com o nosso tempo de vida que se foi. Faz sentido. Nosso dinheiro é fruto do trabalho. Muitos pais e mães de família trabalham, trabalham, trabalham e esquecem do mais importante: viver a vida!

Quando chegam em casa estão cansados demais para brincar com o cachorro, ouvir a esposa ou o marido, brincar com as crianças. Estas pessoas estão, equivocadamente, escolhendo colocar todo seu tempo e atenção em ganhar dinheiro e se esquecendo de todo o resto.

E Mujica coloca de uma forma para assustar mesmo. Ele diz: ‘você está gastando o tempo de sua vida que se foi”. Se foi, não volta mais. Os filhos estão crescendo e não dá pra resgatar isso… Importante que façamos um exercício para avaliar se estamos empregando nosso tempo em coisas que o dinheiro não compra…

Por isso que devemos avaliar ainda mais nossas compras. Comprar exatamente o que precisamos para não gastar nosso dinheiro com coisas que não valem a pena, pois, nosso dinheiro acaba de ganhar um valor a mais agora: é o nosso tempo de vida (que não volta mais).

Fica assustador pensarmos desta forma. Mas é necessário para que o choque de realidade nos encontre e faça com que reavaliemos cada vez mais as nossas decisões. Para Mujica, pobre é aquele que precisa muito de coisas.

Que você precise cada vez menos de coisas, e mais das pessoas, dos amigos, da família e de Deus. Busque a Deus, clame por Ele nos momentos desesperados e nos alegres também. Lembre-se de partilhar com Ele as coisas boas, suas vitórias. Da mesma forma como Ele está com você na aflição, também quer participar da comemoração! Que Ele continue NOS abençoando e NOS protegendo a cada dia, em cada momento.  Seja feliz, aproveite o seu tempo com sabedoria. 😉

Um comentário sobre “O dinheiro é um tempo de vida que se foi…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.