Será que ela se orgulharia de mim?

Dia 198/365:

Mãe, hoje faz dois anos que você me deixou. Sabia que a data de 24 de março de 2016 ainda está bem vívida na minha memória. Desculpe, dizer, querida, mas é uma dor diária, um vazio que não se preenche, uma vontade de te incluir  em todos assuntos, em todas as conversas…

Mas hoje vamos conversar.  Preciso saber se ficaria feliz com minhas conquistas.

Sabe que dois anos é muito tempo sem te ver né. Sem ouvir sua voz e aquela sua risada gostosa, o seu jeito espalhafatoso de falar, quase gritando… heheh Eu me divertia com aquilo. Mas, ainda dói, devo confessar… Dói porque parece que foi ontem, as lembranças tão vívidas: todos os cheiros, os barulhos, as lágrimas (que rolam agora também), os abraços, o apoio, as cores, os amigos, as incertezas, as inseguranças, as dores, o medo… Mas, ao mesmo tempo, a sensação é de que faz um século que não nos vemos, não nos falamos, não rimos juntas, não brigamos… hehe

Mãe, não sei se você sabe (acredito que sim, mas vou reforçar): você me ensinou muito! A trabalhar duro (como estou fazendo agora), a honrar meus compromissos (como sempre fiz) e a perseverar por dias melhores (como sempre faço, acreditando que o dia de amanhã será mais feliz, mais produtivo e mais generoso). São lições preciosas que carrego comigo com muito carinho e gratidão.

Mas, mãe, você não vai acreditar no que aconteceu comigo. Bati o carro no ano passado. Mas calma, não foi nada grave. Só estragou o carro e ficou caro! heheh E por conta disso, parei de gastar! É sim! Parei, faz 7 meses que não compro uma peça de roupa. Tá rindo né? Eu imagino que esteja mesmo se divertindo com este meu desafio maluco, esta auto-tortura heheh

O período mais crítico foram os primeiros três meses. Agora já tô mais de boa. Nem ligo tanto, mas você não vai acreditar, estou fazendo uma poupança das boas. É, tá engordando a cada mês.

Criei um blog e venho recebendo convites bacanas por conta dele: apareci na TV, já dei entrevistas para rádios e agora vou escrever como colunista para um jornal de Itupeva. Sim, claro que leria os textos para você. Você iria gostar de ouvir, são divertidas as histórias. As pessoas dizem que escrevo de um jeito fácil de entender ehehe Ainda bem, né?

Ah, tenho uma outra novidade: me converti! Agora frequento a igreja Batista! Mas não conta pra vó Benedita não, ela não vai gostar hehehe Mas pode contar pro Kiko, ele vai ficar feliz e até imagino ele dizendo: ‘eu sabia que isso iria acontecer’. Estou muito feliz, encontrei uma comunhão com Deus que nunca havia experimentado antes. É muito bom! Se estivesse aqui, iríamos juntas. Você iria gostar!

Espero que fique feliz com as mudanças que foram para muito melhor e também com as minhas conquistas. Foi ótimo falar com você, mãe! Estava (estou) com muitas saudades. Mas sei que está num bom lugar! Fique feliz por mim, estou bem (apesar do vazio que a sua ausência me traz).

Deus, posso pedir mais uma coisa, peça para os seus anjos façam todos os carinhos que não posso na minha mãezinha. Ah, autorize-os, por favor, a sentar ao lado dela e ouvir suas histórias, são ótimas!

Obrigada, por tudo, Senhor! Por cuidar de mim com tanto amor e cuidado. E continue NOS abençoando e NOS protegendo todos os dias em todos os momentos. Amém 😉

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s