Aumenta número de negativados: limpe seu nome e durma tranquilo

Dia 216/365:

É de ficar de cabelos em pé, como os meus, que estão sempre bagunçados heheh Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ teve acesso a mais recente pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL): o número de inadimplentes aumentou 3,13% e atingiu 62,1 milhões de negativados.

Graças a Deus meu nome nunca chegou a ficar negativado. Já vivi algumas ameaças dos credores hehe: isso mesmo, aquelas cartinhas que chegam pra gente pelo correio com uma mensagem bem ‘educada’, dizendo: ou paga ou vai pro Serasa hehehe

Quem nunca viveu isso que atire a primeira pedra. Mas, parece que nem todo mundo está preocupado com esta situação. Em tempos de redes sociais exacerbadas, vemos todos os dias, as pessoas vivendo felizes e sem dívidas. Será que esses 62,1 milhões de brasileiros não estão no Facebook? heheh

O problema maior de ter o CPF restrito é a impossibilidade de fazer compras a prazo, além de fazer empréstimos ou financiamentos. Para o presidente da CNDL, José Cesar da Costa, o crescimento da inadimplência reflete o quadro de dificuldades econômicas que as famílias ainda enfrentam, apesar do fim da recessão, como aumento do desemprego e queda da renda.

O que ele quis dizer é que embora a situação econômica esteja melhorando e as empresas voltando a contratar, é muito cedo para que este emprego conquistado reflita na vida das pessoas. A pesquisa apontou também que os mais inadimplentes são os brasileiros na faixa etária entre 30 e 39 anos: 51% da população nesta faixa etária está com contas em atraso. Esta porcentagem representa um universo de 17,6 milhões de pessoas.

Como sair dessa?

3 órgãos de proteção ao crédito fornecem informações do tipo cadastro de restrição: além do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito); existem outros órgãos que prestam serviços a diversas empresas e também têm o poder de colocar seu nome no cadastro de inadimplentes: CCF (Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos do Banco Central); SERASA Experian.

Sempre que o SPC Brasil divulgar estas pesquisas sobre inadimplentes, vou divulgar aqui como sair dessa. Apesar de não ter nenhuma novidade em relação à ultima postagem sobre o assunto, vou continuar insistindo que é possível sair dessa. Para sair da lista de inadimplentes:

1) Ao receber uma notificação, verifique qual empresa te mandou o comunicado que lhe informa sobre a pendência. Caso não tenha o nome da empresa, entre em contato com o Posto de Atendimento do Serviço de Proteção ao Crédito, leve seu RG e CPF. Normalmente estes serviços são prestados pelas Associações Comerciais. Em Jundiaí, ela atende na Rua Rangel Pestana, 533, no Centro da Cidade;

2) Com o demonstrativo de todas as dívidas, procure a empresa para tentar uma negociação. Faça perguntas do tipo: ‘Qual será o desconto, em percentual, sobre a dívida total?’; ‘Se pagar à vista, posso ter um desconto maior?’; ‘Se parcelar, quais serão os juros?’; ‘Depois de pagar, em quanto tempo terei minha situação regularizada no Serasa?’. Após a negociação, solicite um documento de quitação, por escrito, com os valores dos débitos, juros e o acordo realizado entre você e a empresa.

3) Se o seu problema for com cheques sem fundo, procure a agência bancária, quite o valor do cheque devido. Se não se lembrar quem você pagou com o cheque que voltou, peça uma cópia microfilmada no banco.

4) Após acertar seus débitos com a empresa, ela mesma retira o seu nome da lista de inadimplentes.

E depois de conseguir, não se esqueça de agradecer a Deus pela oportunidade de resolver suas pendências e honrar seus compromissos. Se Ele estiver com você, tenha certeza de que tudo será bem mais fácil. Que Ele continue NOS protegendo, NOS abençoando e NOS mostrando o caminho, mas, que estejamos atentos para discernir o certo do errado. Honre seus compromissos, suas pendências e durma tranquilo (como o meu cãozinho, na foto). Seja em Deus! 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.