“Não boto o chapéu onde a mão não alcança”

Dia 287/365:

A relação com o dinheiro é uma coisa curiosa. Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’, a cada dia percebo que as pessoas sabem o que precisa ser feito para não cair em armadilhas de bancos, de compras por impulso e em dívidas… Mas, simplesmente, não fazem…

E a questão é por quê? Porque será que as pessoas não tomam a decisão de viver melhor e mais tranquilas, financeiramente, falando? Sim, porque ter uma vida financeira saudável é uma escolha, é uma decisão!

Hoje participei de uma palestra com o nosso educador financeiro Pedro Braggio, na Construtora Santa Angela. “Com esta ação, a Santa Angela está mostrando que se preocupa com os seus colaboradores dentro e fora da empresa”, comentou. “Se o funcionário está feliz fora da empresa, ele leva esse sentimento bom pra o seu trabalho também”, explicou o educador.

E foi muito legal ver que a simplicidade dos trabalhadores escondia uma sabedoria incrível, uma sabedoria que vem da vivência do dia a dia; dos erros e acertos e de suas escolhas…

Um dos colaboradores da empresa, seo Pedro, xará do educador, explicou que não tem dívidas. E se orgulha disso. Mas o que são dívidas? Dívida é toda conta que já venceu e você não teve condições de pagar. Ou seja, a principal característica da dívida é a inadimplência.

Casado, ele tem uma filha de 6 meses. “O dinheiro não falta”, conta orgulhoso, certo de que está fazendo o que é certo para sua família. “Temos uma pequena reserva financeira”, completa. A esposa também trabalha e, juntos, os dois salários, cobrem todas as despesas da casa e dá pra viver com tranquilidade.

O segredo do seo Pedro? Não gastar mais do que ganha. Usando de um provérbio português – “Não boto o chapéu onde a mão não alcança” – seo Pedro, sabiamente, explicou que é preciso ir até onde podemos. Ir além, muitas vezes, pode ser falta de sabedoria.

Hoje, a palestra foi do Pedro Braggio, mas acredito que até ele aprendeu muito com as pessoas que estavam ali para ouvi-lo. Eu também aprendi muito. E falei também… heheh Sabe, gente, eu não consigo ficar quieta, tenho que participar, interagir… E faz um bem danado poder ajudar.

Que Deus continue NOS dando novas oportunidades para aprender onde menos esperamos. E que possamos estar atentos aos ensinamentos e assimilá-los para o NOSSO próprio bem. Seja feliz! Vá até onde você pode. Ir além, em determinado momento, pode não ser o que Deus quer pra você. Tudo ao seu tempo. Há tempo pra tudo: tempo de plantar (planejar) e tempo de colher (comprar). Pense nisso! 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.