O dinheiro do cheque especial não é seu!

Dia 298/365:

Quando você tira um extrato no caixa eletrônico da sua agência vai aparecer o valor do cheque especial incorporado ao seu saldo. Mas não se engane: este dinheiro não é seu! É do banco, que ele malandramente coloca pra você, como se estivesse sacudindo uma isca para o peixinho.

As novas regras do cheque especial entraram em vigor ontem, dia 1/7, e começaram a valer em todo o território nacional. Por conta disso, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgaram uma pesquisa sobre o uso deste recurso que o banco disponibiliza para ajudar? Talvez, mas, na minha opinião é para atrapalhar a vida financeira das pessoas.

De acordo com o SPC Brasil e o CNDL, 17% dos consumidores recorreram ao cheque especial nos últimos 12 meses (29% destes eram das classes A e B). E quase a metade destes consumidores (46%) possui o hábito de usar esse valor todos os meses. O principal erro das pessoas que utilizam o cheque especial todos os meses foi ter incorporado esse valor à sua renda mensal. Desta forma, não conseguem sair desta situação.

Quando você não consegue cobrir o cheque especial, ou seja, quitá-lo, você pode acabar com o nome na lista de inadimplentes e aí, você pode dar um tchau para crediário e empréstimos. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) acredita que essa situação vai acabar com as novas regras do Cheque Especial.

Com as mudanças que entraram em vigor nesse domingo, a tendência é acabar essa farra de incorporar o cheque especial à sua renda mensal. A partir de agora, as instituições financeiras passarão a entrar em contato com os clientes que usarem mais de 15% do limite da conta por 30 dias consecutivos. Pela nova regra, os bancos deverão oferecer como alternativa um financiamento pessoal mais barato, com a possibilidade de parcelar a dívida.

Apenas cuidado, pois, você estará saindo de uma dívida para entrar em outra mais longa. E se você tem o hábito de usar o cheque especial poderá ter a dívida do financiamento e mais o cheque especial para pagar. Os bancos também deverão orientar as pessoas sobre o uso correto do cheque especial, que deveria ser de forma emergencial e temporária.

Vale lembrar que o cheque especial é uma das mais caras modalidades de crédito no país. Em maio, os juros tiveram queda, mas seguem em um patamar considerado bastante elevado: 311,9% ao ano. É de deixar qualquer um de cabelos em pé. Por isso, evite ao máximo usar o limite do seu cheque especial, mas, se o fizer, pague o valor integral para não rolar a dívida.

Os leitores do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ já sabem disso. Mas não custa lembrar. O assunto foi tema do post por conta das novas regras do cheque especial que já estão valendo em todo o país. Por isso, fiquem atentos às orientações de todos os dias. E que Deus continue NOS orientando, protegendo e mostrando os caminhos sem dívidas e inadimplência. Honre suas despesas,  faça planejamento financeiro, controle suas finanças, peça inspiração de Deus, glorifique SEU nome que Ele vai te honrar e te ajudar. Eu creio! 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.