Não deixe que as dores da vida definam sua forma de usar o dinheiro

Dia 310/365:

Prepare-se porque o “Obrigada, estou apenas olhando” vai continuar com as perguntas que fazem refletir.  As perguntas são do outro livro do Tiago Brunet, “Dinheiro é emocional”.

Mas o que me chama a atenção nesse livro é a relação com a saúde emocional da pessoa endividada. A liberdade emocional, segundo Brunet, está intimamente ligada à prosperidade financeira.

E liberdade emocional ele descreve como frutos do Espírito Santo: domínio próprio (sobre a sua própria vontade), mansidão (brandura na maneira de agir, de se expressar), paciência, amor, alegria, bondade e fé.

Agora vocês entendem porque sempre falei de fé aqui no “Obrigada, estou apenas olhando”, porque é a fé que tinha que cumprir este propósito iria ajudar a minha vida financeira. E tem ajudado.

Dominar a vontade de gastar, de comprar, de abarrotar o meu guarda-roupas de coisas e mais coisas foi o ponto alto deste desafio. Os primeiros três meses foram os mais difíceis. Como se estivesse me desintoxicando.

Os outros sentimentos: mansidão, paciência, amor, alegria e bondade estão no mesmo balaio. O da empatia. A partir do momento que você se colocar no lugar do outro vai sentir e expressar todos esses sentimentos. A partir do momento em que você trata o outro como gostaria de ser tratado, dar amor, falar com ternura, agir com paciência, viver com alegria e ser bom fará parte do seu dia a dia.

Sei que existem pessoas que não gostam de mim. E, às vezes, parece que quanto mais tento ser gentil, educado e solícito, mais as irrita. Uma amiga, a Ana, uma vez me disse que somos espelhos. E o que irrita a outra pessoa não é o fato de você estar tentando ser gentil com ela, mas o fato de ela enxergar na sua atitude algo que ela nunca vai conseguir alcançar. Faz sentido, mas não é por isso que vou parar.

O caminho? Continuar dando amor. Se a sua saúde financeira, depende do seu equilíbrio emocional, faça a sua parte! O resto vem. Eu posso garantir. Brunet ainda deixa um último conselho neste livro que vou transcrever (ele fala de Deus o tempo todo, nisso, graças ao NOSSO PAI, somos parecidos), com a certeza de que todo mundo deveria ler esse livro. Quem quiser, eu empresto!

“Quem tem inteligência emocional e espiritual, sabe que Deus escolhe administradores de suas riquezas aqui na terra. Quem guarda o coração, não permite que as dores da vida definam sua forma de ver e gastar dinheiro”, Tiago Brunet. (Glória a Deus, eu creio!)

Aproveite as perguntas para refletir um pouco mais nesta relação conturbada da emoção com o dinheiro. 😉

  1. As frustrações do passado influenciam o seu presente/futuro financeiro?
  2. Você serve ao dinheiro ou ele serve a você?
  3. O dinheiro compra alguma necessidade da alma?
  4. Você sabia que crise não é só falta de algo, mas excesso também?

 

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.