Não pagar empréstimo pode te deixar negativado

Dia 347/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ teve acesso à nova pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) que revelou que 35% dos consumidores que contraíram empréstimo ficaram negativados por conta do atraso no pagamento das parcelas. Desse total, 20% já regularizaram a situação, enquanto 15% permanecem negativados.

De acordo com os órgãos, o empréstimo é uma prática recorrente para pagamento de dívidas, situações de imprevistos e até para reformar a casa ou trocar de carro. Mas a falta de controle financeiro e o fantasma do desemprego estão colaborando para que mais pessoas acumulem dívidas e não consigam honrar seus compromissos.

Gente, não pagou, fica negativado. De acordo com o levantamento, dois em cada dez brasileiros (23%) contrataram algum tipo de empréstimo nos últimos doze meses, sendo que 12% buscaram empréstimo pessoal em bancos e 7% em financeiras. Além disso, 14% optaram por empréstimo consignado em banco, principalmente entre o público com mais de 55 anos (27%), e 6% em financeiras, modalidade em que se desconta as parcelas diretamente do salário ou da aposentadoria.

E para piorar a situação, cada entrevistado que participou da pesquisa revelou que possui, em média, dois empréstimos. A maior parte do dinheiro obtido com o empréstimo pessoal é destinada ao pagamento de dívidas (24%), como outros empréstimos, fatura do cartão de crédito e prestações em atraso. Outros 19% utilizam o dinheiro para reformar a casa ou apartamento, 15% para abrir um negócio e 15% para viajar. Entre os que adotaram a modalidade de consignado, as principais finalidades apontadas são: pagar dívidas de outros empréstimos, cartão de crédito e contas em geral (30%), reformar a casa ou apartamento (20%), pagar contas de água, luz, telefone, aluguel, condomínio e escola (16%), comprar mantimentos para casa (14%) e comprar ou trocar de carro (13%).

Conforme fui lendo o resultado da pesquisa, os números me impressionaram ainda mais: o número médio de parcelas para quitar o empréstimo variam entre  15 e 24, esta última entre o público com mais de 55 anos.

A boa notícia é que 75% dos pesquisados consegue controlar o pagamento das parcelas. Desse universo, 34% fazem esse acompanhamento por meio de anotações em agenda ou caderno, 24% usam planilhas no computador e 17% aplicativos de celular.

Mas o que mais me deixou triste foi o percentual expressivo de consumidores que NÃO controlam suas despesas: 25% entre as classes C e D, e 38% entre as classes A e B. Gente, se você não fizer controle financeiro, qualquer imprevisto pode te deixar numa situação complicada e fazer com que suas dívidas se transformem numa bola de neve!

Ah meus queridos, não tem como fugir das contas e dos boletos… Eles batem à nossa porta, regularmente, todo mês, naquele dia marcado. Então, procure controlar suas finanças para que os boletos comecem a diminuir até que sejam eliminados por completo.

Não façam parte das estatísticas negativas, só das positivas heheh Espero que você não esteja entre os 35% negativados. Com a graça de Deus, estamos no caminho certo, tenho certeza! Que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo em todos os momentos e, quem sabe, até de nós mesmos… 😉

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.