Está sem $ para o presente do seu pai?

Dia 337/365:

Nem sempre gastar dinheiro com presentes caros é garantia de sucesso. E o Dia dos Pais não precisa ser comemorado com presente, pode ser comemorado com a presença! Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ venho aprendendo que estar presente é muito melhor do que dar presente (mesmo pq não posso gastar heheh).

E que tal planejar algo diferente para o seu paizão neste domingo? Algo divertido para fazerem juntos? Que tal viver experiências diferentes daquelas que estão acostumados no dia a dia e, o melhor, sem pesar no bolso e nem impactar o seu planejamento financeiro.

Hoje, li no Facebook que presentear o pai com uma caixa de ferramentas é o mesmo que presentear a mãe com uma vassoura. Então, além das camisas, gravatas, meias e cuecas, deixe de lado também a ideia de comprar uma caixa de ferramentas. Ela só vai servir para que seu pai ganhe mais responsabilidades em casa hehehe Sua mãe, com certeza, vai exigir mais dele!

Não tenho muitas lembranças de Dia dos Pais com meu pai, mas com minha mãe sim! Além de presenteá-la, o almoço era por minha conta (assim como no dia das Mães). Eu ia pra cozinha… Era uma diversão, cozinhar com minha mãe dando palpites hehehe Ela não se aguentava!

Mas voltando aos pais, pense em alguns passeios que podem variar de acordo com o tipo de pai. Estas são apenas sugestões. A partir daqui, conhecendo seu pai como você conhece, pense em algo para que consigam estar juntos: este é o segredo!

Seu pai curte programas culturais: experimente unir a família e visitar um museu que vocês ainda não conheçam: Pinacoteca, Museu da Imagem e do Som, MASP, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Zoologia da USP, Memorial da América Latina e tantos outros. Pesquise antes sobre um tour guiado para que todos aprendam juntos.

Filmes? Com a correria do dia a dia, seu pai não está indo ao cinema tanto quanto gostaria? Avalie o estilo que ele gosta. Estão em cartaz: Missão Impossível – Efeito Fallout, Mamma Mia, Uma quase Dupla, Skycraper (Arranha-Céu). Assisti Uma quase dupla com a Tatá Werneck e o Cauã Reymond, o filme é hilário, vale a pena para dar boas risadas juntos.

Seu pai é aventureiro? Pesquise alguma trilha para fazer junto com ele, a pé ou de bike, dependendo do pique de vocês: não esqueçam de roupas confortáveis, água e repelente. Leve-o até o local da trilha e o surpreenda.

Seu pai gosta de toda a família em torno da mesa? Seu presente é um almoço especial, com  risadas e muitas histórias. E para que não pese para ninguém, combine com cada convidado cada um levar um prato e uma bebida, assim não impacta o orçamento de ninguém. Monte um grupo de WhatsApp, mas deixe seu pai de fora. Tentem pensar nas comidas que seu pai gosta mais. Assim vocês conseguirão mostrar pra ele o quanto o conhecem e se importam com suas preferências.

Seu pai é do tipo esportista? Ele pratica exercícios com frequência? Que pegar a bike e passar um tempo com seu pai no parque pedalando, oportunidade também para tomarem um suco ou sorvete (senão estiver frio no domingo). mesmo que você não seja do mundo dos esportes, mas mostrar para o seu pai que você quer dividir este momento com ele, já será um presentão.

Tá vendo? Não precisa de dinheiro para homenagear o seu pai neste domingo. Eu tenho certeza de que ele vai adorar. Minha mãe adoraria… Que Deus NOS abençoe e NOS inspire 😉

Uma conversa pra lá de financeira

Dia 329/365:

Hoje me encontrei com o Educador e Terapeuta Financeiro Pedro Braggio. Fui lá tomar um café e conversar sobre finanças, claro! Com o’Obrigada, estou apenas olhando’, só tenho a agradecer todos os ensinamentos que recebi durante os três dias de curso e tudo que venho aprendendo com ele de lá para cá.

Contei pra ele sobre os progressos com o ‘Obrigada’, com a minha reserva financeira e a chegada de novos clientes, com a graça de Deus e emendei: “O meu colchão financeiro agradece”. Ele se surpreendeu, dizendo: “Que bom ouvir isso e não as minhas compras agradecem”.

Sempre digo que depois de tudo que aprendi não dá pra voltar a ser a mesma pessoa. Sinto que vou me tornar uma pessoa controlada. Hoje penso duas a três vezes para gastar com coisas que preciso. Imagina… Quanta mudança.

Ele ficou feliz e me contou as novidades que vem por aí do seu consultório financeiro. “Vamos crescer muito nos próximos anos”, garantiu. Ele quer impactar o maior número de pessoas com suas orientações, quer vender seus livros, fazer muitas palestras e transformar a vida das pessoas.

Acredito que quando as pessoas tem um negócio e se esforçam, elas podem, sim, atingir o sucesso. Mas quando elas tem um propósito, Deus abençoa e prospera. Além de Jundiaí, o Pedro Braggio tem escritórios em São Paulo e Campinas. Ele me contou ainda que mantém clientes no Canadá, Polônia e Holanda, pessoas que estão vivenciando o Sistema Pedro Braggio de Reeducação Financeira e mudando de vida.

Conforme as novidades forem acontecendo,  eu vou contando pra vocês. E quem sabe, vocês também não são impactados pelos projetos que ele quer desenvolver, não é? Então, Pedro, tenha certeza de que tudo vai dar certo! Todas as suas ideias, tudo que conversamos: conte comigo!

Que Deus continue abençoando TODOS os sonhos, de todas as pessoas de bem! 😉

como não fizemos fotos do nosso encontro (percebo que sempre que o encontro é bom, a gente só aproveita e esquece de registrar), estou usando essa do curso que mudou a minha vida! Obrigada, Pedro.

 

Admitindo para mim mesma

Dia 326/365:

A valorização do TER em relação ao SER bagunçou um pouco o que é importante para as pessoas. As pessoas supervalorizam o que elas têm a ponto de misturarem os significados do que é essencial e o do que é supérfluo. E, por conta do que ouvi hoje, vamos conversar um pouco sobre isso com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’.  Mas também trago mais verdades sobre mim, agora, perto do fim…

No Dicionário Houaiss, encontramos que a palavra Essencial é algo necessário, indispensável, ou seja, você precisa comprar. Neste quesito podemos encaixar alimentação, transporte, as despesas mensais da casa, aluguel… Estes são gastos essenciais.

Já a palavra Supérfluo, no dicionário, aparece como algo que ultrapassa a necessidade, ou seja, é mais do que se necessita. A sociedade atual bagunçou um pouco os conceitos e começou a ditar padrões e comportamentos que valorizam o que é supérfluo para enaltecer as pessoas pelo TER.

“Eu compro mesmo. Depois eu vejo o que faço”. Ouvi esta frase hoje enquanto estava no supermercado. Duas moças conversavam sobre novos modelos de celular. Enquanto uma dizia que não precisava de um novo aparelho, a outra tentava convencê-la para comprar o modelo que ela tinha adquirido no fim de semana.

Enquanto mostrava todas as funcionalidades do novo aparelho, anunciou que parcelou o ‘brinquedinho’ em 12 vezes. Ela errou. Várias vezes! Errou ao comprar algo que não precisava (pois o aparelho que ela tinha não estava quebrado, nem nada). Errou por não se planejar para a compra (isso ficou claro quando ela disse: ‘depois vejo o que faço’). Errou ao tentar convencer a amiga a comprar também.

Aí pesquisando sobre compras supérfluas no site do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), descobri que 59% dos entrevistados ficam inadimplentes depois de comprar coisas que não precisavam. Os números, de uma pesquisa de comportamento do consumidor, apontou que 62% dos entrevistados sentem um prazer inexplicável quando compram. Era assim que eu me sentia. Essa farra eu fazia na Renner. Na semana passada entrei na loja, andei entre as araras e não me encantei por nada. Não sei se por não poder comprar ou se as roupas perderam a graça.

Talvez, a alegria que sentia em comprar é que já não existe mais… Nestes meses todos, venho pedindo a Deus que tirasse essa ânsia de gastar comprando coisas que, muitas vezes, não precisava. Era um vício? Acredito que sim. E dói admitir isso, mas é preciso. Mostrar uma fraqueza pode ajudar outras pessoas a se enxergarem nesta situação. Na verdade – e sempre que falo disso, me lembro da Pashya – somos espelhos um do outro.

Por isso, peço a Deus também que você enxergue na minha história e no NOSSO blog atitudes e hábitos que podem estar contaminando a sua vida financeira. Seja feliz!  😉

 

Uma conversa com Warren Buffett

Dia 325/365:

Entre os meus amigos, aqueles que apoiam e torcem pelo meu propósito, estão sempre me mandando alguma foto, marcando em postagens que remetem ao objetivo do “Obrigada, estou apenas olhando”.

Esta semana recebi, via WhatsApp, uma imagem com os conselhos sábios de Warren Buffett. Talvez você nunca tenha ouvido falar dele, mas se você quer ter sucesso financeiro, seguir os conselhos dele pode ser uma boa estratégia.

Mas quem é Warren Buffett? Fundador da Berkshire Hathaway, ele tem uma fortuna avaliada em US$ 80,7 bilhões de acordo coma Forbes. Mas nem tudo foram cifras na vida de Buffett.

Mas uma coisa é certa, apesar da família humilde, ele sabe como construir riqueza: aos 30 anos, ele já tinha acumulado seu primeiro milhão de dólares.

Se estivéssemos na presença de Warren Buffett, certamente ele nos daria alguns conselhos:

  • Sobre Ganhos: nunca dependa de apenas a fonte de renda. Invista para ter uma uma segunda fonte.
  • Sobre Compras: se você comprar coisas que não precisa, logo terá que vender coisas que não precisa.
  • Sobre Economias: não economize o que lhe sobra dos seus ganhos, mas gaste o que sobra de suas economias.
  • Sobre Investimentos: não coloque todos os ovos dentro da mesma cesta.

Acabei de comprar uma trufa de um rapaz que veio até meu portão. O dinheiro das vendas, segundo ele, é para pagar a faculdade. Alegre, simpático, disse que tinha apenas 5. Não comprei todas, apenas uma para ajudá-lo. E, sem perder a fé e esperança, ele foi tentando vender as que sobraram. Espero que consiga!

Faça como o rapaz que nem sei o nome, mas estou orando e torcendo por ele! Essa é a essência da perseverança: não desistir jamais!

Aproveite o exemplo deste rapaz e persevere! Eu tenho certeza de que você vai conseguir superar sua situação financeira. 😘

Chega de gastar e nem perceber

Dia 324/365:

Não, a vida não está fácil pra ninguém e, por isso, não podemos bobear com os pequenos Bastos semanais! O “Obrigada, estou apenas olhando” sugere que você tenha uma semanada.

Sim uma semanada! Sim, de você para você mesma (o). Está é uma forma de controlar estes pequenos gastos que, muitas vezes nos fazem perder o controle das finanças.

Se conseguirmos dar mais atenção e foco para as finanças e não somente para pagar as contas, quem sabe não daria para diminuir os gastos à toa e, por que não, guardar uma graninha para as próximas férias, por exemplo!

Expressões como “dinheiro foi pelo ralo” ou “rasgando dinheiro” significam que você pode estar gastando sem perceber. Comprinhas pequenas, um cafezinho, almoços na rua, chocolatinho… Uma coisinha aqui, outra ali… Experimenta anotar todos esses pequenos gastos e vai ver quanto está indo para o ralo, todos os dias.

Experimente se dar uma semanada. Defina um valor para a semana. Saque o dinheiro na segunda-feira e programe-se para pagar esses pequenos gastos. Em dinheiro, o cuidado que você terá para não gastar vai aumentar (do que se você estivesse passando o cartão de débito ou de crédito).

E que Deus continue NOS orientando e protegendo do mal, do perigo e dos gastos excessivos. 😉

P.S.: o café do Starbucks foi pago pelo meu amigo. Detalhe, a moça não acertou ao tentar escrever o meu nome no copo heheheh

Superamos a marca de mil seguidores

Dia 320/365:

1 k no Facebook… Estou feliz da vida, gente! comemorando os nossos primeiros mil seguidores na página do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ no Facebook. E o melhor, sem impulsionamento. Só na divulgação estilo formiguinha: um conta pro outro, que conta pra um e por aí vai…

Além dos mil seguidores por lá, aqui no blog encontrei números interessantes:

  • 320 posts
  • Total de palavras: 150.444
  • Média de palavras por post: 472.9
  • Total de curtidas nos posts: 503
  • Total de comentários: 223

Hoje o post é somente para agradecer, pela companhia nestes 320 dias. Estamos quase chegando ao fim do desafio, mas este propósito vai continuar.

Continuar para inspirar mais pessoas, abençoar mais pessoas e transformar a vida de mais pessoas. Venho chamando alguns amigos a dedicarem um tempinho enquanto estão conectados no Facebook, para convidar os amigos para curtir. Se você quiser entrar nessa também, vou ficar muuuuuuito agradecida.

Posso te fazer um convite? Entra em nossa página no Facebook, curte, compartilha, convide os amigos para conhecer a página. Quem sabe, um dos seus amigos não está apenas esperando dessa forcinha para tomar a decisão que pode mudar a vida dele?

Pense nisso e me ajude a disseminar a mudança e a transformação que a fé em Deus, a paz e a tranquilidade com uma vida financeira organizada pode trazer. 😉

 

As pessoas ainda guardam dinheiro em casa!

Dia 315/365:

Pasmem, gente: as pessoas ainda guardam dinheiro em casa! O “Obrigada, estou apenas olhando” teve acesso a uma nova pesquisa do SPC Brasil que constatou que 25% dos poupadores preferem guardar dinheiro em casa a investir.

Outro dado divulgado pela pesquisa revelou que a Poupança ainda é a preferida por 60% dos brasileiros que possuem recursos guardados. Apenas 16% dos brasileiros conseguiram terminar o mês de maio com recursos para aplicar. Por outro lado, 46% dos poupadores resgataram dinheiro guardado.

Guardar dinheiro em casa está errado por pelo menos dois motivos: é uma opção arriscada por questões de segurança e um hábito negativo do ponto de vista da rentabilidade, uma vez que o dinheiro fica parado sem render juros.

O SPC Brasil sempre defende que “guardar dinheiro no final do mês não é um hábito comum do consumidor brasileiro”. Não concordo e não gosto deste tipo de orientação dos economistas. As pessoas não devem esperar chegar o fim do mês para guardar dinheiro.

Entre os tipos de investimento, a Caderneta de Poupança ainda é a modalidade de investimento mais conhecida pelos entrevistados: ao menos 81% das pessoas que possuem dinheiro guardado já ouviram falar a seu respeito. Em seguida aparecem os Títulos de Capitalização (48%), planos de Previdência Privada (45%), ações em bolsas de valores (39%), fundos de investimentos (33%) e o Tesouro Direto (24%).

Eu sei que as escolhas de investimento são influenciadas tanto pelo conhecimento escasso sobre as possibilidades de investir como pelo comodismo.

Não seja preguiçoso. Faça o melhor por você e sua família. Vá buscar informação sobre outras possibilidades. As oportunidades são infinitas e você só terá a ganhar se buscar conhecimento.

Faça o seu dinheiro render. Quem sabe não sobra até para você ajudar alguém que precisa! Já pensou? Que Deus te abençoe em todos os sonhos! Gente, pé de meia, a gente só faz de meia mesmo, mas sem guardar em casa hein! 😉

Hábitos de consumo: em qual tipo você se encaixa?

Dia 313/365:

Quando eu comprava… hehehe (parece coisa de quem nunca mais vai fazer isso né?). Por causa do ‘Obrigada, estou apenas olhando’, as conversas sobre compras são sempre no passado mesmo, mas isso não é ruim e nem me dói falar desta forma, agora até acho engraçado.

Então, quando eu comprava, principalmente, roupas, bolsas e sapatos, era a beleza da peças que me encantava. Mesmo porque roupas, bolsas e sapatos tem que ser amor à primeira vista né? Ninguém compra algo que olha e não gosta e depois olha de novo e passa a gostar.

A moda também é outra coisa relativa. Às vezes entrava numa loja de sapatos, principalmente, e quando era abordada pela vendedora dizia: estou olhando pra ver se me apaixono por alguma coisa. Ou seja, discurso de quem tá comprando não por impulso, porque eu estava pesquisando, mas sem necessidade hehehe Eu fazia muito isso! Nossa, que vergonha heheh

De acordo com a Pesquisa Comportamento de Consumo SPC Brasil, há vários tipos de consumidor. Vou destacar três que mais me chamaram a atenção. Há pessoas que se enxergam nos produtos que compram. O vestido novo, a blusa, o sapato… Eu também era assim, fazia parte desta estatística heheh Este grupo vamos chamar de A.

Há consumidores que compram por influência, de amigos, pessoas próximas ou da publicidade. Sigo alguns perfis no Instagram de moda (eu adoro, podem me julgar hehehe). Mas são dicas de moda, não de venda. Fico babando nos looks, nas modelos altas (tenho 1m58) de pernas compridas e finas hehehe. Mas aí, vez ou outra, aparece um perfil de loja querendo me seguir. Recuso todos! Esses são pura tentação e não precisamos disso, não é? Este grupo vamos chamar de B.

E existem aqueles que compram por status. Em busca de prestígio, as pessoas compram para ostentar: carro novo, último modelo de celular e por aí vai. Acho que de todas as compras, essa é a mais perigosa. A pessoa não está comprando pra ela, mas sim, para os outros. A chance de se endividar aqui é muito maior. Então, cuidado! Estes vamos chamar de C.

E você? Em qual grupo se encaixa? Meus amigos, independente do seu perfil de consumidor, o importante é não se endividar para realizar seus sonhos e desejos. Programe suas compras, planeje-se e terá uma vida financeira tranquila e feliz! Eu garanto! E que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo, sempre, em todos os momentos. 😉

 

Três pares de sapato e duas bolsas: R$ 115,00

Dia 311/365:

Não, não comprei nada! Não cedi à tentação e nem quebrei o meu compromisso com o “Obrigada, estou apenas olhando”.

Há 15 dias fiz uma arrumação no guarda-roupas e encontrei roupas, sapatos e bolsas para doar, para consertar e para peças para jogar fora.

E qual foi a minha tristeza quando liguei no sapateiro e ele disse que uma bolsa que gostava muito não tinha conserto? Uma bolsa verde, linda, que havia ganhado num bingo hehehe Ela estava com o couro fake esfarelando. Diagnóstico: lixo!

Separei tudo que ia pro sapateiro: duas bolsas, três pares de sapato, que, por conta de precisarem de ajustes não os estava usando mais.

Ao sapateiro ajustou os botões da bolsa marrom; trocou o cabo da bolsa vermelha (que também estava esfarelando); trocou a borrachinha do saltos do sapato preto; fez um reforço no scarpin branco e cortou o salto da sandália vermelha. E tudo por R$ 115,00.

Uau! Resultado: mais três opções de sapato prontos para usar e duas bolsas! E você? Quando um produto quebra, rasga, você joga fora ou leva para arrumar? As lojas de consertos são importantes formas de economizar.

Até panelas já consertei: tem um senhor que passa aqui pelo meu bairro pelo menos uma vez a cada dois meses consertando panelas, trocando cabos ou se oferecendo pra trocar a borracha da panela de pressão.

A nossa tendência quando algo quebra é encostar o objeto e comprar um novo. Mas, mandar consertar e continuar usando é uma forma de economizar, ou seja, fará bem para o bolso e para o meio ambiente.

Da próxima vez que pensar em comprar algo, dê uma olhadinha no seu armário: eu garanto que vai encontrar algo que só precise de um ajuste para voltar a ser usado.

Economize por você, pelo seu bolso e pelo meio ambiente. Vamos cuidar deste planeta tão lindo que Deus NOS emprestou para morar! 😉

Quer que o sucesso sorria para você?

Dia 304/365:

Hoje li uma frase que rendeu inspiração para este post. O “Obrigada, estou apenas olhando” quer falar sobre sucesso e desculpas.

“O sucesso sorrirá para você quando seus sonhos forem maior que as desculpas que você inventa”. Não sei quem disse isso, ou quem foi a primeira pessoa a dizer isso, mas pouco importa, não é mesmo?

O importante é que é verdade! Quais desculpas você está usando para não botar as suas finanças em dia? Quais desculpas você continua dizendo pra si mesma (o) para não guardar dinheiro?

Ganha pouco, não sobra pra guardar? Mas aí é que está a questão, você não tem que guardar o que sobra, mas incluir o hábito de guardar dinheiro no seu planejamento.

Quando eu comecei esse desafio, já tinha vivido a experiência de guardar dinheiro para comprar um carro à vista! E consegui! Nós podemos qualquer coisa! Nós temos poder, força e determinação suficientes para realizar todos os nossos sonhos! Qual é o seu?

No início, meu plano era ter dinheiro para dar entrada em um apartamento ou fazer uma viagem internacional. Hoje não sei mais… Minha vida mudou tanto de lá para cá, que já não penso mais nisso.

Quer que o sucesso sorria para você? Faça acontecer! Mude sua vida e seus hábitos e seja feliz! Coloque em prática o que vem aprendendo, trabalhe com determinação e o sucesso vem!

Quais serão meus próximos passos, ainda não sei… Mas Deus vai revelar, disso eu tenho certeza. 😉