Passo a passo para sacar o Auxílio Emergencial de R$ 600

No total, R$ 920 milhões serão creditados em contas da Caixa, e R$ 211 milhões em contas de outros bancos.

Porém, muitos inscritos ainda não tiveram acesso ao benefício por uma série de motivos, segundo comunicado oficial da Caixa. Entre eles, o principal é que mais da metade dos usuários que acessam o aplicativo Caixa Tem não se encaixa nos critérios para ter direito ao auxílio emergencial – o que causa congestionamento do sistema.

Veja a seguir como sacar o auxílio emergencial sem cartão:

BAIXE O APP: Quem fez inscrição, se encaixou nos critérios e teve o benefício aprovado, deve baixar gratuitamente o app Caixa Tem, disponível para sistemas Android e iOS para resgatar o valor do auxílio.

GERE O CÓDIGO:

  •  Se você já baixou o app, precisa atualizá-lo;
  • Abra-o no celular e aperte em “Entrar”, depois em “Saque sem cartão”;
  • Feito isso, clique em “Gerar código para saque”. A Caixa orienta a fazer esse passo quando estiver no caixa eletrônico, na lotérica ou nos correspondentes Caixa Aqui pois o código é válido por duas horas;
  • Digite a senha do aplicativo Caixa Tem e clique no botão laranja: vai aparecer um código com seis dígitos.

COMO FAZER O SAQUE

  • Tenha o código mais o CPF em mãos para digitar no caixa eletrônico, na lotérica ou nos correspondentes Caixa Aqui;
  • Especificamente no caixa eletrônico, como o saque é feito sem cartão, é preciso digitar “Entra”, e depois a opção “Saque Auxílio Emergencial”. Na sequência, digite o CPF e “continuar”;
  • Em seguida, digite o código gerado no app Caixa Tem e clique em confirmar. Escolha um valor para saque e pronto.

CALENDÁRIO:  os beneficiários que receberam o crédito do auxílio emergencial na Poupança Social Digital que começou a ser pago na última segunda-feira (27/04) pela Caixa (inclusive os aniversariantes dos meses de janeiro a junho) já podem efetuar a retirada de acordo com o calendário a seguir:

  • 30 de abril – nascidos em julho e agosto
  • 02 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

De acordo com o banco, a antecipação do saque sem cartão para os nascidos em setembro e outubro já pode ser efetuada a partir deste sábado (02/05).

FIQUE ATENTO 

  • Se a conta do beneficiário do auxílio não atender aos critérios de crédito, como ter algum tipo de bloqueio e estiver sem movimentação nos últimos 90 dias, a Caixa abrirá uma Poupança Social Digital em seu nome;
  • O benefício será automaticamente creditado nessa nova conta, e o beneficiário não precisa fazer nenhum procedimento nesse sentido;
  • O app Caixa Tem está disponível exclusivamente para clientes da Poupança Social Digital;
  • Os beneficiários do Bolsa Família que recebem esse benefício pelo banco, pessoas que já têm poupança na Caixa e correntistas de outros bancos com a conta bancária em dia NÃO precisam baixar o app;
  • Sem o código, não é possível efetuar o saque. A Caixa orienta que, caso o beneficiário não consiga acessá-lo, antes de ir à agência e correr o risco de exposição ao novo coronavírus, o ideal é ligar para 0800-726-0101.

TIRA-DÚVIDAS NO DIA 2 DE MAIO:  a Caixa abrirá 800 agências neste sábado (02/5) para atendimento exclusivo de informações e saque sem cartão do auxílio emergencial. Consulte as agências que estarão abertas aqui.

CRITÉRIOS PARA RECEBER O AUXÍLIO EMERGENCIAL 

  • Ser maior de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não receber benefícios previdenciários (INSS); assistenciais; seguro-desemprego; programa de transferência de renda federal (Bolsa Família não impede receber Auxílio Emergencial)
    Renda familiar mensal de R$ 522,50 por pessoa ou R$ 3.135,00 de renda familiar total
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
    Estar desempregado ou exercendo atividades em uma das seguintes condições: microempreendedor Individual (MEI); Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS); Trabalhador informal
  • Não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo.

Fonte: Diário do Comércio

Gustavo Cerbasi orienta o que fazer neste momento

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ traz as dicas de Gustavo Cerbasi, consultor, professor, palestrante e autor de 16 livros sobre educação financeira, para nos ajudar a passar por este momento tão delicado que estamos vivendo.

Como é um tempo que nunca vivemos, vamos fazer coisas que nunca fizemos? Eu estou! Como estou trabalhando normalmente, com a graça de Deus, estou tirando um tempo pra treinar (estou seguindo as orientações e os treinos diários do Sergio Bertoluci e estou curtindo bastante), para ler a Bíblia e acompanhar as lives dos pastores da minha igreja e também para estudar. E venho acompanhando os vídeos e dicas do Gustavo Cerbasi.

Recentemente, nas redes sociais, ele falou sobre os aprendizados que podemos tirar desta crise  causada pela pandemia do coronavírus. Além de grande impacto na vida financeira das pessoas, elas estão passando por aprendizados bastante dolorosos. Diante disso, Cerbasi destaca três diferentes perfis que surgem em meio a tudo isso que estamos vivendo: os que estão com medo, os que estão aprendendo e os que estão investindo e, por isso, numa situação mais confortável. Este último grupo fez planejamento, sabe como contornar esta situação realocando seus investimentos para surfar na alta da bolsa de valores que ainda não começou.

“Não temos uma clareza dos impactos econômicos, a incerteza é muito grande! Estamos vivendo uma perda de riqueza muito grande no país. Mas a oportunidade de investir vai crescer ao longo do tempo”, avalia Cerbasi. “A situação hoje é mais grave daquela que vivemos em 1929”, reforça, orientando três atitudes que todos devem tomar neste momento.

Autoconhecimento – Cerbasi acredita que a crise não afeta a todos da mesma forma e cada um reage de uma maneira diferente: dependendo da situação financeira em que esta pessoa se encontra (um dos três perfis citados acima).  O autoconhecimento vai permitir que você avalie a sua situação e as suas condições financeiras e faça o que precisa ser feito, por exemplo: substituir seus ativos: venda itens mais caros e compre mais baratos. Importante é se preparar, se planejar montando uma estratégia para o momento de recuperação da economia. “A estabilidade emocional fará muita diferença nesta hora”, destaca.

Enxugue gastos – você se lembra do colchão financeiro? Aquela reserva de emergência que você deve ter para manter você e sua família por uns três meses? Cerbasi orienta a fazer mais cortes orçamentários a fim de que esta reserva dure até seis meses. “É muito importante contar com gorduras financeiras para poder investir e consumir quando oportunidades aparecerem”, explica. É aquela velha história, faça o que precisa ser feito até poder fazer o que você quiser.

Aproveite o tempo – mesmo quem tem pouca ou nenhuma reserva financeira deve usar o tempo a seu favor. Aproveite o tempo extra para estudar, os cursos on-line estão pipocando no google, saiba pesquisar e aproveite as opções gratuitas. Descubra uma renda extra, faça bolos, doces, venda produtos de beleza, aproveite os grupos de whatsapp para oferecer um seus serviços ao invés de ficar divulgando notícias (falsas ou verdadeiras) sobre a pandemia, gerando caos e terrorismo nas pessoas. Aproveite o seu tempo de maneira positiva.

Antes desta quarentena, sempre ouvi as pessoas dizerem não tenho tempo para estudar, não tenho tempo para treinar, não tenho tempo para cozinhar uma refeição saudável, não tenho tempo para ler a Bíblia… Agora, este discurso do “não tenho tempo” caiu por terra. Muita gente deve estar envergonhada com isso: perderam sua desculpa clássica.

Vamos juntos eliminar as desculpas fajutas e fazer o nosso melhor. Neste tempo, estou me aventurando na cozinha e não é que descobri que sou boa em fazer bolos? Já testei duas receitas: de cenouras com chocolate e de coco e, modéstia à parte, eles ficaram muito bons.

Que Deus nos proteja neste momento e que o Espírito Santo nos inspire a escolher sempre as melhores opções entre tantas a que estamos expostos diariamente. Faça o melhor por você e pelos seus e que Deus NOS abençoe e olhe por NÓS!  Fique bem e cuide-se, por você e pelos seus! 😉

Participe, você pode guardar até R$ 6.890,00 neste ano

Há dois anos incentivo as pessoas a participarem do #Desafio52Semanas e agora o “Obrigada Estou Apenas Olhando” vai dar uma forcinha a mais pra você conseguir acompanhar o desafio semana a semana.

Não faz mal que já estamos começando a terceira semana do ano. Como estamos ainda no início, os valores são baixos e você pode começar a partir daqui e guardar os valores das duas primeiras semanas.

Para entrar neste desafio é super fácil. Você sabe como funciona? A ideia é  definir um valor para o início e guardar um pouquinho toda semana, seguindo uma planilha. Elaborei uma tabela onde você poderá escolher os valores com os quais vai participar  (no final do post, você tem o link com a imagem da tabela, só salvar).

Por exemplo, para conseguir juntar R$ 6.890,00 no fim do ano, você precisa entrar no desafio de R$5,00. A cada semana você acrescenta R$ 5,00 ao valor da última semana e assim, sucessivamente… Olha só como é fácil

  • Primeira Semana: R$ 5,00
  • Segunda Semana: R$ 10,00
  • Terceira Semana: R$ 15,00

E por aí vai… Mas cuidado, quando o desafio chegar ao fim, na última semana, você terá que guardar R$ 260,00. Por isso, avalie bem o seu orçamento antes de definir o valor do desafio. Assim, você consegue cumpri-lo até o fim. Pode começar com opções de R$ 1,00, R$ 2,00 ou R$ 5,00 ou quanto puder.  Vá acrescentando o valor definido ao valor depositado na semana anterior, seguindo a mesma regra dos R$ 5,00. A única diferença é o montante. Começando com R$ 1,00, você acumula R$1.378. Se começar o desafio com R$ 2,00, você conseguirá guardar R$ 2.756,00.

Qualquer valor vale a pena. Se você nunca fez, comece com 1,00. Mais importante que o valor acumulado é a sua organização e determinação em chegar até o final. Para isso, terá que fazer escolhas. Ao longo deste ano, podemos nos ajudar a encontrar formas de não gastar e guardar a graninha da semana! Que Deus nos abençoe e mantenha nossos cartões de crédito bem seguros dentro da carteira hehehe 😉

Para baixar a PLANILHA DESAFIO DAS 52 SEMANAS, clique no link.

Uma árvore de dinheiro

Dia 357/365:

Dinheiro não dá em árvores, isso a gente já sabe, infelizmente. Mas hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer propor um jogo de imaginação…

Suponhamos que você recebesse a semente de uma árvore de dinheiro. Mas, para ela dar frutos (dinheiro) dependeria, única e exclusivamente, das suas ações. Como seria?

Enquanto uma árvore comum cresceria com água, poda, adubo e sol, esta precisaria de bons hábitos, controle financeiro, conhecimento, persistência, investimento… Só assim conseguiria crescer forte e frutificar para todo o sempre.

Se você ganhasse esta semente hoje, como reagiria?

Como a sua semente se desenvolveria? Forte e saudável? Ou murcharia até morrer?

Como você trata o seu dinheiro? Quais as suas atitudes positivas?

Quais atitudes podem estar impactando a sua vida financeira a ponto de perder a semente?

Não precisa responder pra mim. Faça para si mesmo! E que Deus permita que você encontre respostas e saídas para todos estes questionamentos. Seja feliz! 🙂

 

Não pagar empréstimo pode te deixar negativado

Dia 347/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ teve acesso à nova pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) que revelou que 35% dos consumidores que contraíram empréstimo ficaram negativados por conta do atraso no pagamento das parcelas. Desse total, 20% já regularizaram a situação, enquanto 15% permanecem negativados.

De acordo com os órgãos, o empréstimo é uma prática recorrente para pagamento de dívidas, situações de imprevistos e até para reformar a casa ou trocar de carro. Mas a falta de controle financeiro e o fantasma do desemprego estão colaborando para que mais pessoas acumulem dívidas e não consigam honrar seus compromissos.

Gente, não pagou, fica negativado. De acordo com o levantamento, dois em cada dez brasileiros (23%) contrataram algum tipo de empréstimo nos últimos doze meses, sendo que 12% buscaram empréstimo pessoal em bancos e 7% em financeiras. Além disso, 14% optaram por empréstimo consignado em banco, principalmente entre o público com mais de 55 anos (27%), e 6% em financeiras, modalidade em que se desconta as parcelas diretamente do salário ou da aposentadoria.

E para piorar a situação, cada entrevistado que participou da pesquisa revelou que possui, em média, dois empréstimos. A maior parte do dinheiro obtido com o empréstimo pessoal é destinada ao pagamento de dívidas (24%), como outros empréstimos, fatura do cartão de crédito e prestações em atraso. Outros 19% utilizam o dinheiro para reformar a casa ou apartamento, 15% para abrir um negócio e 15% para viajar. Entre os que adotaram a modalidade de consignado, as principais finalidades apontadas são: pagar dívidas de outros empréstimos, cartão de crédito e contas em geral (30%), reformar a casa ou apartamento (20%), pagar contas de água, luz, telefone, aluguel, condomínio e escola (16%), comprar mantimentos para casa (14%) e comprar ou trocar de carro (13%).

Conforme fui lendo o resultado da pesquisa, os números me impressionaram ainda mais: o número médio de parcelas para quitar o empréstimo variam entre  15 e 24, esta última entre o público com mais de 55 anos.

A boa notícia é que 75% dos pesquisados consegue controlar o pagamento das parcelas. Desse universo, 34% fazem esse acompanhamento por meio de anotações em agenda ou caderno, 24% usam planilhas no computador e 17% aplicativos de celular.

Mas o que mais me deixou triste foi o percentual expressivo de consumidores que NÃO controlam suas despesas: 25% entre as classes C e D, e 38% entre as classes A e B. Gente, se você não fizer controle financeiro, qualquer imprevisto pode te deixar numa situação complicada e fazer com que suas dívidas se transformem numa bola de neve!

Ah meus queridos, não tem como fugir das contas e dos boletos… Eles batem à nossa porta, regularmente, todo mês, naquele dia marcado. Então, procure controlar suas finanças para que os boletos comecem a diminuir até que sejam eliminados por completo.

Não façam parte das estatísticas negativas, só das positivas heheh Espero que você não esteja entre os 35% negativados. Com a graça de Deus, estamos no caminho certo, tenho certeza! Que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo em todos os momentos e, quem sabe, até de nós mesmos… 😉

 

Quer fazer um curso de finanças pessoais gratuito?

Dia 335/365:

Você sabia que pode fazer um curso de finanças pessoais na XP Investimentos? É verdade! O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ acabou de descobrir esta ferramenta.

A gente sempre fala que a forma como você cuida das suas finanças pode afetar todas as áreas da sua vida, não é? Daí, a importância de aprender sobre finanças para poder planejar melhor o seu presente e, principalmente, o futuro (aposentadoria).

A XP garante que com o curso de gestão financeira pessoal, você aprenderá técnicas básicas e essenciais de como gerir seu orçamento mensal, construir patrimônio de forma segura e consistente bem como usar os juros compostos a seu favor para alcançar seus objetivos e ter uma vida financeira tranquila.

O curso é indicado para aquelas pessoas que gostariam de ter maior controle sobre suas finanças, administrar suas “contas a pagar” ou dívidas com êxito, e ser capaz traçar metas e planos para investimentos futuros.

Gente, é uma oportunidade para você parar de dizer: ‘não consigo administrar o meu dinheiro’. O mais legal é que quando a gente aprende assume uma enorme responsabilidade né? Porque a partir de aprender não vai dar pra dizer que não sabia ou continuar fazendo da forma como fazia antes.

Então, se você quer aprender de verdade, acesse: XP Invetimentos

Não esquece, hein! Informação e conhecimento traz responsabilidades! Aproveite esta oportunidade! 😉

Não se endivide para presentear seu pai

Dia 330/365:

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) acaba de divulgar que aproximadamente 93 milhões de brasileiros devem ir às compras para o Dia dos Pais. E os líderes na preferência dos entrevistados para a compra do presente são shopping centers e lojas online. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ precisa te alertar sobre a possibilidade de se endividar com o presente.

Você sabia que 20% das pessoas que tiveram o CPF negativado no ano passado se enrolou com o pagamento das compras do Dia dos Pais? Pois é! Depois disso, não precisa falar mais nada né? Mas, mesmo assim, aí vão algumas dicas para você não entrar nesta estatística este ano:

– Se você precisar emprestar dinheiro da sua mãe para comprar presente pro seu pai: NÃO compre;

– Se você vai parcelar no cartão de crédito (sem planejamento e em mais de 3 vezes): NÃO compre;

– Se for comprar pela internet, aproveite os aplicativos que devolvem uma porcentagem do valor do produto, diretamente na sua conta (a gente já falou deles em janeiro);

– Se for comprar num shopping, aproveite os programas de fidelidade, registre suas compras e concorra a prêmios;

As tradicionais datas comemorativas (Dia dos Pais, Dia das Mães, Natal, Dia das Crianças, Dia dos Namorados) carregam um forte apelo emocional e muitas vezes até se descolam do ambiente de crise, que segue, impactando o orçamento das famílias. Tanto é que, apesar de tudo que já vemos, diariamente nos noticiários sobre a situação econômica do país e das famílias, as últimas três datas comemorativas deste ano, o varejo apresentou crescimento nas vendas.

Isso é preocupante, pois as pessoas não estão levando em consideração a possibilidade de se endividar pelos presentes. E acredito que não é isso que o seu pai quer. De todos os entrevistados, apenas 28% dos consumidores não devem presentear no domingo, dia 12 e, a principal justificativa é o falecimento do pai (70%). Vocês conhecem minha história e sabem do abandono do meu pai, quando eu ainda era criança. De lá para cá, quem recebeu todas as minhas homenagens e gratidão neste dia foi a minha mãezinha, que foi uma ‘pãe’ pra mim (pãe= pai + mãe).

Se você for comprar o presente do seu pai ou da sua pãe, fique atento. Compre à vista e, preferencialmente, em dinheiro, o que lhe dá a oportunidade de pedir desconto. De acordo com o SPC Brasil, 25% dos entrevistados anunciou que vai parcelar o pagamento do presente e pior, a compra será dividida em até 4 vezes, ou seja, a pessoa vai agradar o pai e vai ficar endividada até o Natal, quando chega nova época de compras.

E nessa fazer uma reserva para os presentes de Natal acaba ficando comprometida por conta das contas do cartão de crédito. Vale a pena repensar a compra de um presente e ter uma ideia criativa e divertida para homenageá-lo no Dia dos Pais. Ao longo da semana, vamos falar mais sobre isso e vou pesquisar algumas formas de presenteá-lo sem gastar muito! Combinado?

Um ótimo presente é uma oração. Ore por ele! Peça a Deus proteção, sabedoria e prosperidade para o seu pai, para a sua família! A oração dos filhos para os pais tem muito poder! Que Deus NOS abençoe e proteja todos os pais e pães pelo mundo afora. 😉

 

Reduza suas despesas mensais

Dia 327/365:

Hoje, recebi uma ligação da telemarketing da operadora de telefonia móvel oferecendo uma atualização para o meu plano. Há pouco mais de um ano – ainda nem pensava no ‘Obrigada, estou apenas olhando’ – resolvi reduzir os gastos com telefonia móvel.

A mudança foi motivada por dois motivos: estava gastando muito e insatisfeita com os serviços. Até que um dia minha internet pifou e, como trabalho em casa, imagina a correria que foi pra que a operadora resolvesse a situação? Até internet do vizinho eu usei. Já estava ficando com vergonha da situação, quando decidi dar um fim na enrolação da operadora e cancelei os serviços.

Na hora do cancelamento, a atenção era outra, na tentativa de me fazer mudar de ideia. Mas não teve jeito, mudei tudo aqui em casa: telefonia fixa, móvel, internet e acrescentei o pacote de tevê. Mas a atual operadora insiste em “atualizar” meu plano dizendo que o novo oferece uma infinidade de vantagens.

“Moça, eu não uso nem o que eu contratei. Não preciso melhorar o meu plano: estou satisfeita com ele”, respondi hoje pela manhã, antes da dita cuja me irritar. Mas mesmo diante do meu desinteresse, ela continuou insistindo, insistindo e insistindo. Eu até entendo que este é o trabalho deles, não critico por isso, mas diante da resposta negativa, eles deveriam parar de insistir. Mesmo porque eles não nos tratam com o mesmo empenho na hora da reclamação.

O detalhe era que o plano ficaria quase o dobro do que pago hoje: dos atuais R$ 105,00, o plano iria para R$ 189,90 nos primeiros sei lá quantos meses (parei de ouvir o que ela dizia, quando ela falou do desconto). Pasme: R$ 189,90 era um valor promocional, com R$ 70,00 de desconto. Ou seja, o plano real era R$ 259,90. Imagina. Iria quase triplicar o que pago atualmente. Tá maluca?

Pra completar, ela queria que eu explicasse o porquê não queria contratar o plano (eles têm que colocar no cadastro): porque eu não tenho interesse, respondi. É uma boa resposta, não, gente? Mas ela não se deu por satisfeita. E aí já alterando a voz, respondi: “Porque não quero pagar mais pelo serviço que estou usando”.  E finalmente ela entendeu…

Quando o assunto são os gastos domésticos, não é só com a conta de energia ou água que devemos nos preocupar. Os gastos com telefone fixo e móvel podem surpreender no final do mês e, por isso, devemos estar atentos. O telefone fixo nem uso. Não atendo também.

Mas para economizar com o celular:

  • Peça uma conta detalhada. Assim você conseguirá visualizar os minutos que utilizou em cada ligação e o seu custo.
  • Negocie com a operadora.  Devido à grande concorrência, conseguir descontos para serviços de telefonia pode ser viável. Dessa forma, peça descontos, negocie valores e serviços. Você pode conseguir contratar o serviço desejado com um preço mais vantajoso, ou talvez ganhar a utilização de outro serviço gratuitamente, como bônus. Vale a pena tentar.
  • Fique atento aos horários em que as ligações são mais baratas:

Horários com tarifas reduzidas

De fixo para fixo De fixo para móvel
Seg. a sexta: das 00h às 6h Seg a sexta: das 21h às 7h
Sábados: após as 4h Sábados: das 21h às 7h
Dom. e feriados:o dia inteiro  Dom. e feriados:o dia inteiro

Eu fujo dos operadores de telemarketing. A minha antiga operadora começou a me assediar também para voltar. Mas lá não quero mais o serviço, a menos que seja de graça hehehe

Vamos procurar economizar em todos os momentos. Fazer economia em suas compras e nas despesas da casa vai te ajudar a aumentar o seu poder de poupar! Pense nisso e aumente o seu poder de poupança e o valor de dinheiro que você guarda para o seu futuro! Uma coisa puxa a outra e enquanto isso, vamos aumentando o valor da nossa reserva financeira.

Que Deus continue NOS iluminando, inspirando e mostrando os melhores caminhos para atingirmos nossos objetivos. 😉

 

 

 

Não espere sobrar dinheiro para poupar

Dia 322/365:

Fico brava quando leio em alguma orientação sobre finanças pessoais para poupar o que sobra. Isso não dá certo. E o “Obrigada, estou apenas olhando” já explicou muito isso aqui!

Não adianta colocar na cabeça que é pra guardar o que sobra. Desse jeito não vai sobrar. Porque a gente vai gastando, gastando, o mês nem acabou e a sua grana já foi. Para com isso!

Depois de aprender a fazer um planejamento para o dinheiro chegar até o fim do mês, você precisa incluir no seu planejamento o valor que será guardado para uma RESERVA FINANCEIRA.

Defina uma porcentagem do seu salário (se você for prestador de serviços ou ganhar por comissão), assim, se você ganhar mais em determinado mês, você guarda mais! Mas se você tem um salário fixo, defina um valor que caiba no seu orçamento e não te aperte. 20% é um bom valor para definir e direcionar para a sua reserva financeira (o nosso colchão, como diria o educador Pedro Braggio).

Outra coisa que me irrita (não hoje não estou nervosinha hehehe), são as orientações equivocadas. Fico preocupada com quem está lendo as informações e aprendendo errado.

As expressões economizar e poupar são usadas como sinônimos, equivocadamente. E entender o significado delas pode te ajudar a se organizar no seu dia a dia.

Quando você vai ao supermercado, você ECONOMIZA. Ou seja, você procura produtos mais baratos e compra na quantidade certa para evitar o desperdício. Economizar é gastar com moderação, de forma inteligente. Uma das ferramentas para se economizar é pechinchar (essa é a minha preferida). Ao pechinchar, você consegue um desconto por um produto, pagando um preço menor. Pra fazer isso, você precisa ter poder de barganha. Como? Oferecendo para pagar à vista e/ou em dinheiro.

Já poupar é sinônimo de guardar, de pôr a salvo. Fazer economia em suas compras vai te ajudar a aumentar o seu poder de poupar! Pense nisso e aumente o seu poder de poupança e o valor de dinheiro que você guarda para o seu futuro!

Futuro… Já está pensando no seu? Vamos falar sobre isso amanhã. Já ouviu a expressão o futuro a Deus pertence? Sim, é verdade. TUDO pertence a Ele! Mas que futuro você quer? Tranquilo? A gente conversa amanhã sobre isso! 😉

Vai casar? Dívida as contas

Dia 317/365:

Ontem, o “Obrigada, estou apenas olhando” falou sobre a fase do namoro. Suponhamos que o relacionamento evoluiu e vocês ficaram noivos.

Preparem-se, vai começar a cobrança. Preparem-se para começar a ouvir de amigos, parentes e até vizinhos: “Quando vai ser o casório?”. Calma, vocês não precisam casar imediatamente. Esta data pode ser o start para marcar Wedding Day e a partir daí vocês se planejam com tudo que vão precisar fazer JUNTOS!

DICA DE OURO: DEFINA UM VALOR E ORGANIZE TUDO DENTRO DESTE ORÇAMENTO: para que isso aconteça vocês terão que ficar atentos a três verbos: planejar, organizar e controlar.  Lembre-se de controlar os gastos, anotar tudo e, se estiver saindo do orçamento, reorganize as contas!

FAÇAM LISTAS! Faça uma agenda com tudo que terá que fazer. Defina tempos  como um ano antes da data, seis meses antes, três meses antes, um mês antes e depois diariamente até chegar o grande dia. Se você contratar uma cerimonialista, ela cuida de tudo isso pra você, mas aí você não vai aproveitar as delícias de correr atrás das coisas hehehe

FAÇAM UMA POUPANÇA: se vocês acabaram de ficar noivos, mas ainda não tem uma data prevista para o casório, comecem uma poupança juntos. Quem sabe não conseguirão pagar alguns serviços à vista? Lembrem-se, pagando à vista é possível negociar desconto.

ESCOLHA A MELHOR DATA: quando for escolher a data do casamento, é bom ficar atento aos meses de abril, maio (mês das noivas), setembro (início da primavera), novembro e dezembro (fim de ano) são os mais caros. A baixa temporada dos casamentos acontece nos meses de janeiro, fevereiro, março, junho e agosto segundo as organizadoras de casamento. Ah, é bom lembrar também que almoços sempre saem mais barato do que jantares, para a recepção aos convidados.

APERTEM OS CINTOS: combinem entre vocês que com a aproximação do grande dia, vocês vão economizar. Gastos supérfluos, além de jantares e cineminhas podem ser reduzidos para economizarem na reta final.

CUIDADO PARA NÃO ENGORDAR OU EMAGRECER DEMAIS: hehehe Sim, eu tenho que dizer isso! Alguém precisa dizer pra vocês heheh Com o estresse grande dos preparativos para o casamento, tanto a noiva, quanto o noivo, costumam engordar ou emagrecer, dependendo de como encaram o estresse: comendo ou perdendo a fome heheh Então, cuidado!

Ah, casar deve ser lindo né? Eu também já sonhei com isso… Mas é melhor ficar aqui trabalhando e  imaginando o dia de vocês… hehehe Pedindo a Deus para que seja tudo lindo, maravilhoso e abençoado. 😉