loja mimoo complexo tatuapé

Você conhece a Mimoo? Lá, tudo é grátis!

Nesta quinta-feira (26), em São Paulo, conheci a Mimoo, a primeira loja dentro de um shopping center onde todos os produtos são GRATUITOS! Sim, isso mesmo que você leu, GRATUITOS! E diante de uma novidade tão bacana, eu não poderia deixar de divulgar aqui, no “Obrigada, estou apenas olhando”!

Se existe uma forma de economizar, a gente divulga e ajuda a espalhar a notícia! É puro serviço de utilidade pública para quem gosta de aproveitar uma promoção hehehe Hoje, fui até o Complexo Tatuapé, para visitar a decoração de Natal inspirada no universo de Harry Potter (eu amo HP) e andando pelos corredores eis que me deparo com a vitrine da Mimoo e o slogan que deixa qualquer um curioso para entender melhor do que se trata: “a primeira loja do Brasil onde tudo é grátis”.

Questionei uma pessoa na fila para saber se tinha alguma pegadinha. Mas não, o slogan era verdadeiro. A moça me explicou que era necessário baixar o aplicativo Zipz, buscar o shopping, encontrar a loja da Mimoo. “Esta loja posta opções de produtos gratuitos todos os dias. Você acompanha, escolhe o produto, reserva o resgate e vem buscar: é muito fácil”, ela explicou.

E é mesmo, baixei na hora o aplicativo, preenchi com meus dados e encontrei o brinde: uma água Miscelar, da Nívea, de 400 ml, um produto novo da marca. Mas aí fiquei curiosa para descobrir de que forma que a Mimoo lucra com esta proposta. E descobri, pesquisando na internet, que a ideia da Mimoo é uma iniciativa de marketing de experiência que tem o objetivo de divulgar novos produtos de empresas parceiras como a Nívea, Unilever, Nestlé, Jeunesse e Eudora. Estas são as que entenderam e apostaram na proposta até o momento. Que venham muitas mais! heheh

Na Mimoo, a relação é de ganha-ganha, ou seja, todos ganham:

  • O consumidor ganha produtos gratuitos para conhecer e experimentar antes de comprar, minimizando assim o risco de erro;
  • A indústria ganha, pois se relaciona com o consumidor de um jeito novo e moderno para construir sua demanda e atingir seus objetivos de venda e construção de marca;
  • O meio-ambiente ganha, pois deixa de receber resíduos de milhares de produtos descartados e queimados ainda dentro do prazo de validade.
  • O supermercado e a farmácia ganham, pois vendem melhor nas lojas localizadas nos bairros onde a Mimoo se encontra.
  • O shopping center e suas lojas ganham, pois que atrai mais público e melhora a experiência dos seus consumidores.

Legal, né? Por enquanto, você encontra a loja da Mimoo nos shoppings Metro Tucuruvi, Mais Shopping (Santo Amaro), Complexo Tatuapé e Grande Plaza Shopping (Santo André). Vamos torcer para a ideia se espalhar por todo o Brasil. Mas se você for de São Paulo ou estiver passando por lá, vale a pena passar em uma das lojas da Mimoo e viver esta experiência de entrar, pegar o produto e sair SEM PAGAR NADA! A sensação é incrível!

Que Deus abençoe esses empreendedores fantásticos e também às nossas carteiras que mantenham nossos cartões de crédito bem seguros lá dentro hehehehe 😉

Medo de investir? Eu também tinha!

A gente sabe que o medo atrapalha em muito a vida das pessoas. Medo de dirigir, medo do escuro, medo de água, medo de investir… Eu tinha todos estes, mas aos poucos fui superando um a um e o “Obrigada, estou apenas olhando” tem sido minha testemunha. Matricule-se numa auto-escola, deixe sempre uma mini-lanterna perto da cama, vá aprender a nadar e, principalmente, vá estudar sobre finanças pessoais e investimentos.

Mas de todos eles, acho que o medo de investir é um dos mais perigosos, ele impede as pessoas de alçar novos voos e conquistar novos objetivos financeiros. A máxima de que a caderneta de poupança é segura é verdadeira, mas de que adianta ser seguro, se o rendimento é mínimo, como se estivesse parado?

Então, deixe de lado estes fantasmas e mitos que estão te impedindo de crescer. Na XP Investimentos, por exemplo, os perfis de investidor giram em torno de três: conservador, moderado e agressivo. Então, deixe de perder dinheiro sendo conservador e seja mais agressivo! Ouse mais e colha os frutos desta mudança de atitude.

Nós não tivemos educação financeira nas escolas e, por isso, temos que estudar por conta própria. Vale lembrar que em tempos de taxa Selic baixa e tantas mudanças na economia, é preciso saber investir bem para não perder oportunidades e fazer o dinheiro render bem. As denominações para os diferentes perfis vão de acordo com a relação entre risco e retorno que o investidor quer assumir.  Quer entender um pouco mais? Dá só uma olhadinha:

1: Estude sobre finanças pessoais: quebre este tabu na sua vida e vá estudar sobre o assunto: sites, blogs de corretoras de valores, cursos de educação financeira podem te ajudar a entender melhor este universo. E não se culpe não, a gente não teve esse ensinamento nas escolas, a culpa não é sua!

2: O mercado financeiro: você vai aprender que o mercado financeiro leva sempre em conta 3 aspectos principais: risco, retorno e liquidez. O investidor deve sempre pensar nessas 3 palavras antes de tomar uma decisão de como investir seu dinheiro.

3: Invista todo mês: separe todo mês um valor, religiosamente, para investir. Se você ainda não sente segurança para investir sozinho, comece com quantias pequenas, mas não deixe que a inércia tome conta de você.

4: Corretora de Valores: abra uma conta numa corretora de valores: existem um monte hoje em dia: XP Investimentos, na minha cidade, ela é representada pela iTrade Investimentos; Modal, Clear; Easyinvest; entre outras…

5: Estabeleça metas: qual seu objetivo? Comprar um carro novo, uma casa, viajar o mundo, se aposentar? Você pode qualquer coisa!

Que Deus nos inspire e oriente pelos caminhos dos investimentos e segure nossos cartões de crédito dentro da carteira! Amém!

Aprendizado para uma vida inteira

Já se passou um ano do fim do desafio com o “Obrigada, Estou apenas Olhando”. Vocês se lembram, eu tomei a decisão em 7 de setembro de 2017. Nesse fim de semana que passou, o Portal Tudo, um site de notícias de Jundiaí e Região, publicou um texto meu falando sobre a saga de ficar um ano sem compras. Quem sabe Deus permita que possa inspirar outras pessoas. Que assim seja! Obrigada, Portal Tudo! Obrigada, Fabiana Pupo que, como eu, acredita neste propósito de inspirar as pessoas! ❤

Reproduzo aqui o texto publicado no Portal, só pra você relembrar como tudo começou e que Deus continue nos abençoando com saúde e prosperidade e segurando nossos cartões de crédito dentro da carteira. Amém  😉

“Ficar um ano sem compras para uma pessoa que adora shopping centeres não foi das tarefas mais fáceis. Na verdade, foi bem difícil! Bem difícil mesmo! Tomei a decisão em 7 de setembro de 2017. mas os boletos de compras parceladas continuaram chegando por mais três meses. E isso foi bem frustrante. Sei lá, acho que no meu subconsciente imaginava que as contas sumiriam como num passe de mágica. Ledo engano.

Lágrimas de frustração rolaram a cada boleto que chegava. O dinheiro não sobrava. Mas eu já sabia que isso iria acontecer: só não queria admitir. O meu educador financeiro, Pedro Braggio, já havia me alertado sobre a frustração de não ver resultados imediatos.

Criei um blog (obrigadaestouapenasolhando.com) para contar sobre as descobertas, as dores e os aprendizados dia após dia, em contagem regressiva. As pessoas começaram a acompanhar e se identificar com o que eu estava passando: foi incrível! Recebi muitos feedbacks positivos, depoimentos, comecei a ouvir histórias de pessoas que, como eu, também exageravam nos gastos mensais. Aprendi junto com todos eles…

Mais de um ano já se passou desde o fim deste desafio que se encerrou em setembro se 2018. Hoje, continuo guardando dinheiro, investindo, mas, principalmente, controlando os gastos, fazendo planejamento e com apenas um cartão de crédito, o do banco. Cartões de loja? Nem pensar!

Foi um tempo de muita resiliência e aprendizado. Aprendi muito, pesquisei, ouvi conselhos de pessoas que sabiam muito mais do que eu nesta área. Mas, também dividi com as pessoas tudo que foi aprendendo ao longo dos 365 dias.

Hoje, acredito que o terapeuta e educador financeiro, Pedro Braggio, estaria orgulhoso de mim. E se eu posso, você também pode!”

Cuidado com a Black Friday, ou seria fraude?

Chegou, a data mais esperada do ano, a Black Friday. Uma tradição que vem dos Estados Unidos e que oferece super ofertas no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças. Aqui, no Brasil, algumas lojas adequam a data de acordo com as formas de fazer promoção: Black Week, Black November e outras ainda mantém os descontos por todo o fim de semana.

Os números são expressivos: segundo levantamento realizado pela Ebit/Nielsen, as vendas da Black Friday em 2018 alcançaram R$ 2,6 bilhões, considerando apenas o e-commerce. No total, as cifras são ainda maiores. O grande atrativo para os consumidores são os descontos oferecidos, acompanhados das promessas dos melhores preços do ano.

Se essa é uma data tão positiva tanto para quem vende quanto para quem compra, por que todos os anos vemos tantos relatos de preços abusivos, ofertas falsas, golpes e fraudes? Justamente por ser uma data que atrai o consumidor, é comum que pessoas e marcas mal intencionadas se utilizem disso para enganá-lo. E há ainda outro problema: o descontrole nas compras podem gerar graves consequências para sua saúde financeira.

Mas não se preocupe, existem meios de sobreviver no azul e pode acreditar, você sabe muito bem disso:

  • Prefira os pagamentos à vista;
  • Cuidado com as compras por impulso;
  • Pesquise bastante para fugir dos preços abusivos, falsas promoções e juros exorbitantes;
  • Desconfie dos preços muito baixos;
  • Em compras on-line, avalie o valor dos fretes;

A Black Friday pode sim, ser uma ótima oportunidade para comprar o que você PRECISA com preços mais vantajosos. O segredo para fazer um bom negócio na Black Friday é comprar o que você realmente PRECISA  (olha a caixa alta aí de novo: pra ficar bem claro). Não perca o controle! Planeje suas compras e não se empolgue: não gaste mais do que o seu orçamento permite!

E que Deus possa NOS inspirar, abençoar, e segurar os nossos cartões dentro da carteira pra nos impedir de fazer escolhas erradas. 🙂 ❤

Melhor de tudo é poder escolher…

Sim, o melhor de tudo é poder escolher entre comprar e não comprar e chegar à conclusão de que não precisa gastar, pois não precisa de nada…

Com os aprendizados que vieram com o “Obrigada, estou apenas olhando”, a troca de experiências e os relatos das pessoas que nos seguem, fica muito mais fácil avaliar e entender que só precisamos agradecer.

Ontem, passei o dia em São Paulo, e posso dizer que oportunidades para gastar não faltaram hehehe Mas resisti a todas elas, primeiro porquê as roupas não serviram de pronto (todas as que experimentei teriam que ser ajustadas); segundo, porquê não encontrei realmente o que precisava (ou achava que precisava: eu estava procurando calça para academia) e terceiro, porquê não estava a fim de gastar: simples assim.

A gente não tem que gastar apenas porque outras pessoas do nosso grupo estão gastando. Sim, se você não está precisando de nada, não vá na onda. Não se deixe levar pelo momento.

Entramos em 3 lojas, a última tinha as roupas mais bonitas mas, infelizmente, a maioria das peças em tamanhos maiores que o meu. Uma pena, mas também uma providência divina para frear a vontade. Hehehe

Mas sabe o que eu fiz? Olhei as araras, experimentei as peças, desfilei pela loja, recebi elogios e me satisfiz com isso. Quando comentei com a dona da loja que cuidava da silhueta com alimentação e exercícios físicos, ela exclamou: “você está de dieta? Só se for dieta de engorda, né? Por que se você está em dieta, eu estou perdida” Hehehe (adorei o elogio).

Mas estou contando tudo isso pra vocês para lembrá-las de que vocês também podem resistir à tentação: basta se perguntar, como já ensinou o nosso educador e terapeuta financeiro, Pedro Braggio, “Eu quero, eu preciso ou estou surtando? Dependendo da sua resposta, você vai saber o que tem que fazer.

Que Deus continue abençoando sua vida com amor, respeito, saúde e prosperidade, inclusive, a financeira. 💰😉

Cuidado com gastos supérfluos

Gente, desculpe minha ausência no ‘Obrigada, estou apenas olhando’, sei que preciso ficar mais atenta a todos vocês. Tenho uma missão e peço desculpas por estar negligenciando com o meu compromisso de colocar todo mundo na linha. Assim, como fui colocada uma certa vez hehehe

Quando este desafio de ficar um ano sem compras estava para terminar,  me lembro que dividi com vocês o meu medo de voltar a gastar. a paranoia de ficar imaginando que iria, no dia seguinte, enfiar o pé na jaca e gastar tudinho no primeiro shopping que passasse pela frente.

Ledo engano. Estou aqui, alguns meses depois do término deste desafio, e de bem com a vida, com as minhas escolhas, com a minha receita mensal que chega até o fim do mês, com a reserva financeira que vai aumentando a cada dia. Mas precisamos conversar sobre gastos supérfluos. Sim, aqueles que a gente nem percebe que faz, mas que impactam fortemente no nosso dia a dia.

E pensando nisso, me lembrei de uma frase que li num dos autores que estudei durante a reeducação financeira, que a gente ‘tem que fazer o que é preciso até poder fazer o que quer” e o que isso significa? Que temos que fazer o que precisa ser feito (economizar, parar de gastar com bobagens, parar de parcelar compras, parar de comprar blusinhas, sapatos e bolsas) se quisermos comprar um carro, um apartamento ou fazer aquela viagem dos sonhos.

Já pensou nisso? O que você quer para o seu futuro? Como você se enxerga daqui a alguns anos? Quer ter uma casa própria, quer um carro novo, quer falar um outro idioma, quer viajar o mundo, quer estar casado (a)? Não importam os seus sonhos e nem como você está se imaginando no futuro, o importante é o que você está fazendo agora, no seu presente, para que o seu futuro se transforme.

Planejamento é o segredo para conquistar tudo que deseja. A partir do momento que definir o que você quer, trace o caminho até lá. Qual o seu sonho? Quanto precisa para realizá-lo? Em quanto tempo você consegue juntar a grana que precisa? Defina uma data para começar!

A partir daí, o tempo começa a correr e você terá que abrir mão de algumas coisas para atingir seu objetivo, como por exemplo, parar de gastar com supérfluos, avalie seus gastos, diminua suas despesas, planeje os aportes que fará mensalmente até chegar no montante que precisa. Faça o que precisa ser feito até conseguir fazer o que quiser! Você vai conseguir, eu tenho certeza!

Ah se eu não tivesse parado de guardar dinheiro… Hoje teria bem mais. Mas Deus sabe de todas as coisas e se não o fiz, era pra que hoje pudesse estar aqui dividindo com vocês todo esse aprendizado. Sejamos gratos. Faça uma oração e agradeça esse Deus que NOS ama e cuida de NÓS em todos os momentos. 😉

Consultoria express e a amiga fica feliz

Neste domingo, um bate-papo de 15 minutos, nem isso, deixou a amiga feliz e o “Obrigada, estou apenas olhando” mais ainda.

A conversa começou no hall da igreja Casa de Deus, pouco antes do culto Manhã com Deus. A Lidiane Andrade veio perguntar sobre o “Obrigada” e já emendou outra pergunta: como faço para economizar, tenho muitos sonhos e quero realizá-los.

Falei pra ela sobre o desafio de ficar um ano sem compras, sobre os aprendizados, as lições que ficaram e, principalmente, sobre o propósito de Deus na minha vida e com este blog: abençoar a vida daquele que precisam de orientação sobre finanças.

Em 15 minutos, expliquei para a Lidiane sobre:

– Guardar um valor mensal como se fosse uma conta a pagar, para manter a disciplina;

– Anotar as receitas e despesas da família e, principalmente, os gastos, todos eles, só assim a gente tem noção sobre os gastos supérfluos;

– Dividir o orçamento da família em 3 partes: 50% para despesas, 30% para compras e lazer, 20% para uma reserva financeira;

– Definir metas e traçar estratégias para chegar aos seus objetivos é a forma mais fácil de realizá-los .

Lidiane, querida, tudo é possível quando temos um propósito. Guardar dinheiro por guardar vai ficar mais difícil. Que Deus abençoe sua vida mais e mais com saúde e prosperidade.

Que Deus abençoe todos NÓS! Sempre em todo o momento e nos proteja das armadilhas das compras sem planejamento. Seja feliz! Seja em Deus! 😉