Sem nada para vestir? Você não está sozinha!

Dia 293/365:

Guarda-roupas cheio e você sem nada pra vestir? Hoje li no Instagram da minha amiga/irmã Simone, que ela está vivendo a crise do comprar roupas e, na semana seguinte, já não ter nada pra vestir.

O seu desespero inspirou o “Obrigada, estou apenas olhando”. Simone, queridona, fique tranquila, você não está sozinha! Nem no desespero, nem na vontade de comprar de novo! Hehehehe

Muitas mulheres passam pelo dilema de montar o look para enfrentar os compromissos do dia. A melhor forma de acabar com isso é descobrindo, exatamente o que você tem no armário!

  • Faça uma triagem, conte as peças;
  • Monte looks e fotografe-os para ter uma ideia do que usar em diversas ocasiões: isso vai agilizar também na hora de se arrumar para sair;
  • Desapega e passa pra frente: coloque como novo hábito que sempre que uma peça entrar no seu armário, outra deve sair;
  • Misture as roupas sem preconceito: esta vai ser divertida! Feche a porta do quarto, ligue o Spotify e divirta-se experimentando e misturando roupas, estilos, faça combinações malucas… Você vai acabar achando looks que vão dar certo e que nunca tinha pensado antes – e quando achá-las, não esqueça de fotografar também.

Todas essas ideias vão ficar mais divertidas se você tiver uma opinião sobre os looks. Chame uma amiga, garanto que vão até encontrar uma calça que não te serve mais pra trocar por uma saia que não serve mais para ela.

Depois de tudo isso, junte toda a sua confiança e saia por aí arrasando. Você vai ver que bem fará para a sua alma descobrir um novo mundo de possibilidades de aproveitamento de peças que temos dentro de casa e montar um guarda-roupa inteligente, econômico e funcional.

A Simone ainda pode aproveitar a companhia dos seus bebês peludos: a Lili e o Tigrão, um casal de maltês, lindo demais!

Que Deus NOS oriente sempre, até na hora de se vestir ( ou na hora de comprar roupas). Que Ele NOS inspire também para doar e desapegar e assim ajudar as pessoas que precisam! 😉

Endividamento cíclico, você padece desse mal?

Dia 292/365:

Vira e mexe você está endividada (o)? Consegue pagar as contas atrasadas, guarda dinheiro, e depois de um tempo, se descuida e volta tudo à estaca zero? Antes do “Obrigada, estou apenas olhando” passei por isso e vou te contar como sai!

Se isso já aconteceu com você ou está acontecendo neste momento, você sofre de um mal conhecido como endividamento cíclico.

Imagine a situação: não importa o quanto faz ou se esforça, você acaba cedendo à tentação e usando a reserva financeira para uma compra supérflua, mas aí acontece um imprevisto que acaba te endividando.

Lei de Murphy? Não! Falta de prioridade, planejamento e foco! Você se descuidou do controle financeiro, deixou seus sentimentos falarem mais alto e se deixou levar pelo impulso, pela emoção.

Muitos podem ser os fatores que te levam a isso, mas uma coisa é certa: você só vai encontrar uma saída quando quebrar esse ciclo!

E como fazer para quebrar esse círculo vicioso? Mudando seus hábitos! O medo de cair me rondou, logo no início deste desafio. Cheguei a pensar “E se eu não aguentar? Vou voltar a ser como era antes?” Me agarrei à minha fé para afastar a insegurança e foquei em ter uma reserva financeira. Deu certo!

Hoje há poucos meses do fim deste desafio, a meta está quase cumprida. E estou orgulhosa do meu propósito, da força de vontade e da resiliência que me acompanhou neste tempo de mudança e transformação.

Você só precisa de foco e determinação. Abra mão de alguns gastos, tenha consciência do que pode fazer e, principalmente, do que não deve fazer. Assuma para os outros e para você mesma (o)! Fale em voz alta: ouça a sua determinação e Deus vai te abençoar porque conhece a sua vontade de vencer! Xô, dívidas! Xô, vida financeira capenga! Que venha vida nova! Que venha prosperidade! 😉

O final será melhor que o início

Dia 255/365:

Hoje, na igreja, o tema da pregação do evangelista foi “O final é melhor que o início! Amém! A gente precisa manter acesa a chama da fé e da esperança e não desistir! Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ já vivi várias fases e, mesmo em meio ao desespero e à frustração, mantive a determinação de chegar até o fim deste desafio.

Este propósito está acabando. Menos de 4 meses. E junto com você aprendi muito e ainda estamos colhendo os frutos desta mudança. Já contei pra vocês como minha vida mudou e não só porque parei de comprar… heheh As transformações são frutos da minha conversão, porque eu acredito que Deus tem o poder de transformar.

E transformou. Veja o meu caso: este desafio começou a partir do susto com um pequeno acidente. A tomada de decisão foi difícil, dolorosa e, apesar de não ter dívidas, não tinha dinheiro investido. Não tinha planejamento, nem reserva financeira e nem um propósito. Não sabia o que queria e nem pensava nisso ou em como garantir o futuro.

Em 8 de setembro, ao final deste desafio, poderei contabilizar tudo que ele trouxe de bom. Todos temos nossas lutas. Você mesmo pode estar passando por uma neste instante: doença, dívidas, desemprego, desesperança… Mas posso te dizer: o seu final será melhor que o início! O seu futuro será melhor que o seu presente.

Faça um propósito com Deus e leve-o para a sua vida, deixe-o enfrentar os seus problemas junto com você. Estabeleça prazos para sair desta situação e abra seus olhos, seus ouvidos e o coração para os ensinamentos e para as oportunidades de aprender e coloque-as em prática. Pode acreditar, este é o caminho e vai dar certo! Com a graça de Deus 😉

Prioridades x gastos supérfluos

Dia 203/365:

Se você é daqueles que espera ansiosamente o pagamento ‘cair’ na conta para gastar, pode parar. Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar sobre prioridades x gastos supérfluos.

Sim, vem mais verdades por aí… E sim, sim, prepare-se, porque vai doer de novo! hehehe

Nada, brincadeira, mas gente, as verdades precisam ser ditas e, se está doendo, é porque você está se identificando com o que estamos dizendo. Ontem, uma amiga comentou sobre o post dizendo: ‘doeu e como doeu’ hehehe

O blog vem com este intuito: fazer você pensar, sacudir você. Assim, você consegue enxergar onde está errando e já encontra um caminho para se corrigir. Simples assim? É, simples assim! Mas, depois que você toma consciência do que está errado, se continuar insistindo no erro é burrice, concorda? (ixi, mais verdades hehehe)

As compras por impulso (e isso posso falar  com conhecimento de causa) são perigosas: tome cuidado! Como diria o Chapolin Sincero (nosso guru no Facebook e Instagram heheh) compras por impulso é um caminho sem volta heheh.

Quando você não tem dívidas, nem cartão de crédito estourado, nem tem empréstimos, tá tudo certo comprar uma bolsa, um sapato ou uma roupinha nova. O problema está quando a sua receita ultrapassa as despesas, você não tem controle sobre isso e, mesmo assim, continua comprando, passeando no shopping, viajando no fim de semana, curtindo a balada com os amigos…

Quando colocamos sobre a mesa suas prioridades e  as compras supérfluas, você saberia identificar qual é qual? Suas prioridades devem estar relacionadas àquilo que você precisa para viver, ou seja, concentre o seu orçamento em alimentação, gastos com moradia, plano de saúde, escola…

Mais da metade dos brasileiros, como já divulgamos aqui, não está nem aí para controlar suas finanças pessoais e é daí que vem a raiz de todo o mal.  E você sabia que quase metade dos brasileiros (46%) admite que poderia ter evitado a compra. E a coisa fica ainda pior: segundo pesquisas do SPC Brasil, 66% dessas pessoas acreditam que a compra realizada não era necessária. Fico pasma com a sinceridade das pessoas e, mais ainda, com a situação delas.

Vamos imaginar uma situação. Se você precisa comprar um celular novo porque o seu quebrou, foi roubado, ou você perdeu: isso é um gasto essencial. Agora, se você quer trocar o celular porque a marca que você usa lançou um modelo mais novo e você pirou quando viu (aconteceu isso comigo semana passada e consegui resistir): isso é um gasto supérfluo.

Quando vir uma coisa que faz você pirar, sai de perto! É sério! Se você não consegue dominar a sua vontade, é melhor evitar a tentação. Não estou dizendo pra você parar de viver o lado bom da vida (diversão, almoços e jantares, passeios, roupas novas…) e ficar somente com o essencial (pagar contas). Você só precisa aprender a se organizar para conseguir sair do sufoco para viver com mais tranquilidade e depois, com planejamento, fazer o que quiser!

Hoje não tenho dívidas, nem gastos extras, mas mesmo assim, não estou comprando (firme e forte até setembro). O que resultou de todo o esse aprendizado? A mudança de comportamento! E é isso que quero que você entenda e tome a decisão também: reveja seus hábitos e avalie a sua situação antes de sair por aí gastando.

Tenho certeza de que tudo vai se resolver da melhor forma! E como sei disso? Sou a prova viva da mudança! Tudo é possível, com Deus no comando de nossas vidas até nossas vontades se transformam. Outro dia ouvi de um amigo: ‘tudo é lícito, mas nem tudo me convém’. Ou seja, nós podemos qualquer coisa (afinal nos foi dado o livre arbítrio), mas nem tudo nos convém (por conta das consequências).

Pense nisso e que Deus continue NOS orientando, NOS inspirando e NOS mostrando sempre os melhores caminhos e que possamos aproveitar todas as oportunidades, com muita saúde e sabedoria. 😉

Expira, inspira e não pira: 90 dias sem compras

Dia 90/365:

90 dias: 90 posts… Três meses de aprendizado, inspirações, compartilhamento de ideias, de dúvidas, de frustrações… A ideia “Obrigada, estou apenas olhando” surgiu para compartilhar com vocês este desafio de ficar 1 ano sem compras.

Agora pensando pelo lado do consumismo, ainda não acredito que estou há 90 dias sem comprar NADA! Nem uma blusinha, nem um blush, batom (ganhei um hoje, da minha amiga Neide: ebaaaaaa) nem um sapato, uma bolsinha sequer, NADA! Absolutamente NADA.

O NADA está com letras maiúsculas, pra expressar a sensação gritante heheh Mas estou comemorando, muito feliz, em descobrir que não morri, não pirei e, o melhor, estou conseguindo poupar. Ao longo destes 90 dias, tive a oportunidade de quebrar este pacto comigo mesma inúmeras vezes, mas resisti.

Resisti porque temos que ter domínio sobre nossas vontades. Resisti não só por mim, mas por você também, que está me acompanhando. Pela Elisete Duque que hoje  fez um comentário bacana numa foto, cuja legenda é ‘é proibido comprar’, em alusão à música do Roberto Carlos ‘é proibido fumar’. A Elisete escreveu assim: “Estou me esforçando” e isso pra mim é mais do que suficiente para que eu continue engajada.

Além de inspirar as pessoas, nesses 90 dias consegui viver a fase de desintoxicação desta coisa de gostar de gastar, gostar de comprar, gostar… Surtei no início. No primeiro mês nem acreditava que iria chegar até aqui. Mas cheguei.

E o saldo é bastante positivo. Além da graninha na poupança, ganhei seguidores, fiz novos amigos, superei a vergonha e o medo de dar entrevistas, saí da minha cidade para divulgar o blog e hoje as pessoas olham pra mim e me questionam sobre esta “loucura”. Muita gente encara desta forma e, apesar de dizerem que também precisam disso, já vão adiantando que não teriam coragem para tal.

Aí que está, não precisa de coragem, precisa de decisão. Quando você toma a decisão e está convicta disso (como eu estou) a sua mente começa a aceitar e passa a trabalhar ao seu favor. Já consigo, por exemplo ir ao shopping e não sofrer tanto por não poder entrar na Renner hehehe

Tome a decisão. Eu sei que você pode, assim como eu estou conseguindo. Elisete, vamos conseguir minha amiga! Este post é dedicado para todas as Elisetes e Cíntias e Andreas e Marias e Anas e Sílvias que encontrei ao longo destes 90 dias. Que Deus continue NOS inspirando e NOS orientando no caminho do bem e das boas oportunidades para que as aproveitemos com sabedoria.

Enquanto estava escrevendo este post, minha amiga Andrea Larrubia encontrou um poema que imaginávamos havia se perdido. Numa foto, eu vestia rosa e sorria. Ela se inspirou e escreveu:

“Ela é rosa, flor que desabrocha ora no sorriso, ora no olhar. Olhar que fala num brilho tão grande que irradia como um farol. Farol de luz, de brilho. Brilha, brilha sempre nessas escuridões em nós, por nós, pra nós” – Andrea Larrubia 07.03.17

Que este meu desafio possa continuar inspirando você também… 😉

 

Poupar: a transformação começa na sua mente

Dia 87/365:

Hoje o assunto é um alarmante resultado de pesquisa.  O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ apurou que 66% dos brasileiros não sabem poupar, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Gente, isso é mais da metade da população! Sem contar que 20% dos entrevistados prefere guardar dinheiro em casa. 😮 Em casa, o dinheiro perde valor e você não ganha os rendimentos que poderia se ele estivesse ao menos na poupança. Se guardar dinheiro já é difícil, imagina investir… Mas saiba que a partir de R$ 30,00 você pode investir no Tesouro Direto. E  guardar o dinheiro na poupança é ainda mais fácil, não tem um valor mínimo: você poupa quanto pode ou quer ou precisa.

Você sabia que o ato de poupar tem que começar na sua mente? Sim, você tem que deixar de lado aquelas velhas desculpas: ‘eu não consigo poupar’, ‘não sobra dinheiro para poupar’, ou ainda ‘eu ganho pouco’… Para! Comece a trabalhar a sua mente, diga para você mesmo as coisas que poderá fazer daqui um tempo: trocar de carro, comprar um apartamento/casa, viajar pelo mundo… Defina um sonho e programe-se para realizá-lo.

Na época em que minha meta era a compra de um carro, a primeira coisa que fazia era separar o o valor que seria transferido: meus queridos, é só assim que vai dar certo. Não espere o mês terminar para poupar o que sobrou, pois, acredite, não vai sobrar. E sabe porque não vai sobrar? Porque a gente vai gastando, gastando, gastando, até zerar a conta, ou pior, ficar com ela negativa, esperando, ansiosamente, o dia em que o próximo salário será depositado.

Para te ajudar a poupar todo mês:

1- Defina um valor para poupar: a partir da sua renda individual ou familiar, defina 10 ou 20% para a poupança. Você sabia que apenas 7% das pessoas entrevistadas pela pesquisa do SPC Brasil, fazem isso?

2- Automatize sua poupança: programe a aplicação da sua poupança para alguns dias após o salário ser depositado na sua conta. Assim, se você recebe no 5º dia útil, programe a aplicação na poupança para todo dia 10 e fique tranquilo. Confie, vai dar certo.

3- Casado (a)? Converse com seus cônjuge sobre os rendimentos de cada um: desta forma, vocês poderão programar melhor a receita total e aprender juntos a reduzir os gastos, dividir as despesas da casa e planejar melhor o orçamento. Você sabia que 39% dos entrevistados não sabe quanto  ganha o seu cônjuge?

Pare de arrumar desculpas para poupar. Comece a dizer que pode e que vai conseguir. Lembre-se, a transformação que você quer para a sua vida, começa na sua mente. Tem um versículo que fala sobre vontades e transformação. Você pode, basta querer. E eu sigo aqui pedindo a Deus que continue NOS orientando e transformando as nossas vontades para o nosso próprio bem. 😉

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:2).

 

 

 

Por que é tão difícil resistir à Black Friday?

Dia 77/365:

Se você está contando os minutos para cair nas compras na Black Friday deste ano, não se culpe, você não está sozinho. O mundo está esperando o relógio bater meia noite desta sexta-feira e o ‘Obrigada, estou apenas olhando’, não poderia deixar de falar nisso.

A Black Friday chegou ao Brasil em 2010, meio tímida, mas desde 2013 vem ganhando força e movimentando a economia. A maioria das pessoas buscam entre as ofertas realizar os sonhos de consumo Smartphone, viagens, eletrodomésticos e eletroeletrônicos. De acordo com pesquisa da SPC Brasil, Smartphones e roupas serão os produtos mais comprados. 29% dos entrevistados declararam que vão comprar celular, 28%, roupas e, 25% eletrodomésticos.

Em 2016, a campanha no Brasil R$ 1,9 bilhão e foi o recorde de vendas. Este ano, o comércio eletrônico prevê atingir R$ 2,1 bilhões.  Para se proteger e não entrar nesta estatística, a dica é pensar a longo prazo. Hoje, a professora da Academia Clube do Exercício, Fabiane Barbosa, veio me contar que não resistiu ao preço de dois pares de tênis para o filho (ela já foi justificando que ele precisava para ir à escola: a gente sempre tem justificativas para nossas compras, sei bem como é heheh). Mas fez questão de ressaltar: “não comprei a prazo, fiz boleto bancário e vou pagar em parcela única”. Muito bem, Fabi, fez direitinho, tá aprendendo hehehe Assim como todos nós.

Para aqueles que economizaram durante todo o ano para a Black Friday, comprem sem peso na consciência: vão ser felizes realizando seus sonhos e desejos. Para aqueles que estão pensando em comprar e parcelar em 12 vezes, minha sugestão é que espere a próxima campanha em 2018. Até lá, você vai guardando dinheiro e compra à vista, no débito ou no boleto bancário, como fez a Fabi.

A sociedade nos cobra participar para estar na moda, para ter assunto nas conversas, nos círculos sociais e nas redes. Não deixe que a sua decisão seja emocional, resista à tentação ativando a escolha racional, pesando os prós e contras, avaliando sua situação financeira e seu planejamento para os próximos meses. Importante também prestar atenção aos preços que, normalmente, são apresentados com o quanto você vai economizar e não com o valor que você vai gastar. Fique atento!

Boas notícias desta Black Friday:

* Nesta sexta-feira (24), o McDonald’s oferecerá refil de batata frita 😮 . O cliente que comprar uma McFritas média (avulsa ou no combo) receberá uma embalagem preta que pode ser trocada por mais uma McFritas média (1 refil). É a Black FryDay (fry de fritas em inglês), num trocadilho com Friday (sexta-feira). É a primeira vez que o Mc Donald’s adere à campanha. Ah, fala sério, quem não gosta das fritas do Mc? Ah, o refil da batata pode ser trocado até sábado, dia 25. Legal né?

* A rede Petz promete descontos de até 40% nas compras online, para produtos como ração, antipulgas e medicamentos veterinários. A promoção começa a partir das 20h desta quinta (23) e vai até domingo (26).

* Veículos também aparecem com bons descontos: pesquise! Chevrolet e Ford estão oferecendo descontos de até R$ 10 mil. Uia. Não, meu Celtinha tá lindão ainda e vou ficar com ele por muito tempo heheh

Ah, aproveite com planejamento esta Black Friday que eu fico aqui na torcida pra que você compre e gaste com sabedoria. Se no último instante, algo lhe disser que não é pra comprar, não compre! Mas se quando você vir o seu objeto do desejo e seu coração bater mais forte, seja feliz!  E que Deus continue NOS inspirando para que façamos sempre as melhores escolhas para a nossa vida. 😉