O que fazer com o 13º salário?

É gente, já estamos em outubro e, daqui a pouco, milhões de pessoas vão receber o 13º salário. E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer te ajudar se planejar para aproveitar essa renda extra da melhor forma possível, sempre com objetivo de que ela lhe traga alegrias e não dores de cabeça.

Eu não recebo 13º salário. Trabalho como profissional autônoma e não tenho esse direito concedido apenas para aqueles profissionais com carteira assinada. E se você é um deles, aproveite e use essa grana com sabedoria e prosperidade.

Cuidado com a empolgação. O 13º salário é um rendimento  que chega num momento bem propício para ser gasto, afinal teremos pela frente as festividades de Natal e Ano Novo, uma época que é sinônimo de compras. No entanto, o 13º só deve ser usado livremente para compras, presentes ou viagens se você tiver sido disciplinado durante o ano inteiro.

Se você estiver endividado, aproveite este salário extra para quitar suas dívidas. Faça disso sua prioridade para entrar em 2019 com as contas no azul. “Quem está endividado pode aproveitar o mês de outubro para negociar as dívidas, principalmente, com bancos. Nesta época do ano, os bancos fecham seus balanços e este é o melhor momento para negociar”, aconselhou o educador financeiro Pedro Braggio. Ele ainda explicou que os bancos oferecem ótimas condições de negociação para que possam fechar seus balanços anuais com o menor nível de inadimplência.

Mas se você estiver com suas finanças em dia, divida o 13º em três partes:

Para presentear: afinal, você é um filho de Deus e pode sim, comprar presentes para seus familiares e amigos e merece ganhar um também! Então, reserve uma parte do 13º para comprar os presentes de Natal. Lembre-se de fazer uma lista de pessoas que deseja presentear e comece a pesquisar os valores das lembrancinhas. Faça com que o valor caiba no orçamento reservado.

Para investir: se você aprendeu a se organizar, já sabe que uma parte do 13º salário precisa ser guardada para realizar um sonho ou garantir tranquilidade financeira na hora de algum imprevisto. Então, uma parte desta renda extra vai para o nosso COLCHÃO FINANCEIRO.

Para as despesas de início de ano: todo início de ano, as despesas vêm e você pode reservar uma parte do 13º salário para cobrir estes gastos extras com IPTU, IPVA, matrícula dos filhos e material escolar.

Independente destas dicas, peça orientação de Deus. Ele é e sempre será o seu melhor conselheiro e vai te orientar como agir. Que você use o seu 13º com amor, paz, saúde e sabedoria. E que mais do que quitar dívidas, que o 13º salário possa lhe trazer prosperidade. 😉

59,9 milhões de brasileiros estão negativados. Qual a sua situação?

Dia 95/365:

Alerta geral! Imagina aquela musiquinha do Plantão Globo: o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ informa que 59,9 milhões de brasileiros estão com o nome negativado, ou seja, perderam o direito ao crédito por conta de suas dívidas e da inadimplência. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

A pesquisa aponta ainda que a faixa etária com maior quantidade de negativados é entre 30 e 39 anos e a região Sudeste concentra o maior número de brasileiros com contas em atraso e registrados nos cadastros de devedores: dos 59,9 milhões, 24,24 milhões estão entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

Quando o seu nome fica negativado por alguma conta em atraso, o seu CPF fica restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. Vamos olhar pelo lado bom: se for comprar, opte pelas compras à vista e peça desconto. Isso é ponto pacífico entre nós, não é mesmo?

Mas não dá pra brincar com uma situação destas e já te ensinamos quais passos deve seguir para tirar o seu nome dos registros de devedores, no post do dia 5 de dezembro, semana passada. Aproveite o 13º salário e antes de comprar presentes, resolva sua situação e entre em 2018 sem dívidas. Clique aqui e releia o post sobre “Como fazer para limpar o seu nome”.

Infelizmente, não é só a pessoa que não pode comprar que perde. A economia como um todo perde. Estamos  vivendo um processo de recuperação da economia, a passos lentos, sim, mas as expectativas para 2018 são bastante positivas. Apesar de lenta, a recuperação é gradual, isso é uma boa notícia. Com a retomada, as empresas voltam a contratar, diminui a taxa de desemprego e o consumidor retoma o seu poder de compra. Mas negativado, pouco poderá fazer. Então, novamente, batendo na tecla: aproveite o 13º para resolver suas pendências  e planeje 2018 para que você não entre nestas barcas furadas das compras a prazo, cartões de crédito, cheque especial: lembre-se, o dinheiro do cartão de crédito e do cheque especial não são seus e os bancos cobram muito bem para que você possa dispor desse dinheiro.

Um dado animador do estudo divulgado pelo SPC Brasil é que desde o início de 2016, a quantidade de dívidas em atraso vem desacelerando. Isso significa dizer que o consumidor inadimplente está começando a quitar as dívidas em atraso. Isso é muito bom! No entanto, os bancos seguem como os maiores credores do total de dívidas em atraso no país, concentrando 49% do total. Comércio (19%), Comunicação (14%), Água e Luz (9%) são as outras pendências do consumidor brasileiro.

Apesar dos números serem altos, eles estão estáveis, segundo o SPC Brasil. Ainda bem, né gente? E você como está a sua situação? Espero que você não faça parte dessa massa que está endividada. Mas se estiver, a gente vai se ajudando e logo, logo, você estará livre dessa. Coloque a palavra planejamento na sua vida a partir de 2018. E, enquanto isso, eu sigo daqui pedindo a Deus que continue NOS inspirando, NOS orientando em toda as nossas escolhas… 😉

Mais de Ti…

Dia 62/365:

Hoje foi um dia muuuuito corrido. Mas, eu não poderia deixar o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ de lado. Foi corrido, mas produtivo. Sabe aqueles dias que você termina com a certeza de dever cumprido? Meus dias têm sido assim, ultimamente… Mas hoje foi especial, pois terminou de maneira abençoada. E estou aqui, firme, forte e renovada: as forças, a fé, a confiança… Cheia de Ti, Deus!

Hoje, a ideia é continuar falando sobre as oportunidades que vem com o 13º salário. Que tal aproveitar esse salário extra para quitar suas dívidas? Você pode fazer isso, é uma opção… E tenha certeza de que sempre que um devedor vai à Casa do seu credor, vai encontrar as portas abertas para uma negociação.

Não tenha medo de falar com o seu credor. Não tenha medo de chegar diante Dele e dizer, estou aqui para saldar a minha dívida. Estou aqui em busca de perdão. Por que eu tenho certeza de que Ele te receberá de braços abertos e com sorriso no rosto…

O fato de você admitir a dívida, mesmo que não tenha condições de quitá-la toda já é um passo. Um primeiro passo rumo à sua redenção. Quando você decide saldar uma dívida, o poder está nas suas mãos.

Você pode mostrar arrependimento, você pode dizer que não teve condições de saldar aquela dívida antes, você pode até mentir diante de seu credor, mas… Ele sabe quem é você. Ele vai saber se você estiver falando a verdade. E Ele vai te perdoar por entender que este é o seu momento. Que esta é a sua oportunidade…

Mas, cuidado com o perdão, pois, se ele te fizer esquecer quem você é ou o que você fez, você corre o risco de cair novamente.  Com o perdão, vem também uma responsabilidade, a de não fazer de novo, principalmente, para aquele credor que já Te conhece.

A vida é cheia de surpresas… Hoje eu ia falar sobre quitar suas dívidas com o 13º salário, mas acabei falando de Ti, Deus… Que o Senhor nosso Deus possa continuar NOS orientando, nos guiando, nos protegendo e nos livrando de todo o mal… Amém 😉

Vem aí, o 13º salário

Dia 61/365:

Agora que você já está preparado para a Black Friday, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar de Natal, sem dúvida, a data mais importante para o comércio, não só no Brasil, como no mundo. O Natal consegue movimentar todos os setores – vestuário, perfumes, brinquedos, eletrodomésticos, móveis, equipamentos eletrônicos, alimentos, cosméticos, flores e até lembrancinhas… Eu vou atacar de lembrancinhas este ano heheh

Como a diversidade de segmentos é grande, todos os setores acabam se beneficiando. E, para a economia, isso é muito bom: todos crescem e têm lucro! É uma época tão fantástica que faz a roda da economia girar como um todo: a indústria contrata mais pessoas para produzir os produtos que serão vendidos nas lojas, que por sua vez, contratam mais vendedores para atender a demanda de público e os horários estendidos, principalmente, nas regiões centrais das cidades. Na sua cidade, o comércio na região central ainda abre até às 10 da noite? Aqui em Jundiaí/SP, abre!

Sem contar o 13º salário que injeta, já no final de novembro, bilhões de Reais na economia brasileira. E é aí que começa o problema. Os mais precavidos e conscientes guardam essa parte para as despesas de início de ano com IPTU, IPVA, material escolar das crianças e matrícula nas escolas. Esta é uma ótima ideia, por sinal: poupar!

Mas há quem aproveite o salário extra para as compras de Natal, o que também pode ser uma boa! Você antecipa as compras e evita a multidão nas lojas às vésperas das comemorações. Sem contar que, como as lojas não estão lotadas, AINDA, é possível encontrar uma variedade maior de cores, modelos e tamanhos (no caso de roupas e sapatos).  É possível também negociar melhor os valores, ganhar desconto, comprar à vista ou pagar no cartão em parcela única.

Lembrando do que falamos ontem, que, ao antecipar as compras para novembro, você consegue pagar o cartão em dezembro (com a segunda parcela do 13º salário) e não vai pesar no bolso.  O educador financeiro, Pedro Braggio, aconselha você a planejar. “Antes de definir quanto vai gastar com os presentes de fim de ano, a pessoa precisa saber se pode gastar, se pode se comprometer com esta despesa”, alerta.

É gente, não adianta ficar bem com todo mundo, presenteando amigos, parentes, vizinhos, pessoal da academia, os vários crush, se enforcar e carregar uma dívida até julho de 2018. Olha lá hein…

Braggio orienta que depois que você definir que pode comprar os presentes, faça uma lista de todas as pessoas que serão presenteadas, estabeleça valores para cada presente e siga à risca o que foi estipulado. “Se a pessoa não tiver controle sobre o que definiu para gastar, ela se perde e o dinheiro vai embora”, aconselha.

Ah, outra vantagem de antecipar as compras é que você tem mais tempo para pesquisar. As compras feitas aos 45 min. do segundo tempo, normalmente, sairão mais caras. Eu ainda não sei como vou fazer, lembrando que sou profissional autônoma e não tenho 13º salário. Minha situação tá bem pior que a sua né? Já percebeu heheh

Mas vai dar tudo certo. Deus está no controle! Eu acredito que Ele vai continuar NOS inspirando e providenciando TUDO que precisamos: seja novos clientes, aumento de salário e até dando aquele puxãozinho de orelha, básico, para nos alertar de que estamos gastando demais! Eu entendi o meu puxão de orelha e você? 😉