Não se endivide para presentear seu pai

Dia 330/365:

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) acaba de divulgar que aproximadamente 93 milhões de brasileiros devem ir às compras para o Dia dos Pais. E os líderes na preferência dos entrevistados para a compra do presente são shopping centers e lojas online. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ precisa te alertar sobre a possibilidade de se endividar com o presente.

Você sabia que 20% das pessoas que tiveram o CPF negativado no ano passado se enrolou com o pagamento das compras do Dia dos Pais? Pois é! Depois disso, não precisa falar mais nada né? Mas, mesmo assim, aí vão algumas dicas para você não entrar nesta estatística este ano:

– Se você precisar emprestar dinheiro da sua mãe para comprar presente pro seu pai: NÃO compre;

– Se você vai parcelar no cartão de crédito (sem planejamento e em mais de 3 vezes): NÃO compre;

– Se for comprar pela internet, aproveite os aplicativos que devolvem uma porcentagem do valor do produto, diretamente na sua conta (a gente já falou deles em janeiro);

– Se for comprar num shopping, aproveite os programas de fidelidade, registre suas compras e concorra a prêmios;

As tradicionais datas comemorativas (Dia dos Pais, Dia das Mães, Natal, Dia das Crianças, Dia dos Namorados) carregam um forte apelo emocional e muitas vezes até se descolam do ambiente de crise, que segue, impactando o orçamento das famílias. Tanto é que, apesar de tudo que já vemos, diariamente nos noticiários sobre a situação econômica do país e das famílias, as últimas três datas comemorativas deste ano, o varejo apresentou crescimento nas vendas.

Isso é preocupante, pois as pessoas não estão levando em consideração a possibilidade de se endividar pelos presentes. E acredito que não é isso que o seu pai quer. De todos os entrevistados, apenas 28% dos consumidores não devem presentear no domingo, dia 12 e, a principal justificativa é o falecimento do pai (70%). Vocês conhecem minha história e sabem do abandono do meu pai, quando eu ainda era criança. De lá para cá, quem recebeu todas as minhas homenagens e gratidão neste dia foi a minha mãezinha, que foi uma ‘pãe’ pra mim (pãe= pai + mãe).

Se você for comprar o presente do seu pai ou da sua pãe, fique atento. Compre à vista e, preferencialmente, em dinheiro, o que lhe dá a oportunidade de pedir desconto. De acordo com o SPC Brasil, 25% dos entrevistados anunciou que vai parcelar o pagamento do presente e pior, a compra será dividida em até 4 vezes, ou seja, a pessoa vai agradar o pai e vai ficar endividada até o Natal, quando chega nova época de compras.

E nessa fazer uma reserva para os presentes de Natal acaba ficando comprometida por conta das contas do cartão de crédito. Vale a pena repensar a compra de um presente e ter uma ideia criativa e divertida para homenageá-lo no Dia dos Pais. Ao longo da semana, vamos falar mais sobre isso e vou pesquisar algumas formas de presenteá-lo sem gastar muito! Combinado?

Um ótimo presente é uma oração. Ore por ele! Peça a Deus proteção, sabedoria e prosperidade para o seu pai, para a sua família! A oração dos filhos para os pais tem muito poder! Que Deus NOS abençoe e proteja todos os pais e pães pelo mundo afora. 😉

 

Anúncios

58% dos brasileiros não gostam de dedicar tempo para cuidar das finanças

Dia 201/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ teve acesso a nova pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) que apontou que 58% dos brasileiros não gostam de dedicar tempo para cuidar das próprias finanças.

Genteeeeeeee, como assim? Mas você vai se espantar ainda mais: 19% dos entrevistados evita prestar atenção em números no dia a dia. Assim vai ficar difícil né, gente?

Os resultados desta pesquisa do SPC são alarmantes, mas por aqui, a gente tem defendido outras práticas. E os nossos seguidores, estão sim: controlando suas finanças; já entenderam que finanças pode ser um assunto fácil de entender; não usamos cartão de crédito (só em caso de urgência ou se for bem planejado); não usamos cheque especial e não contratamos crédito (a menos que seja para acertar todas as contas e ficar com apenas uma).

Para não tomarmos decisões equivocadas e nem vivermos fora do nosso padrão financeiro, é preciso controlar os ganhos e também os gastos. Mas nem tudo está perdido, 56% das pessoas entrevistadas, sentem-se mais seguras quando conseguem se planejar por pelo menos 6 meses.

Espero que nossos seguidores façam parte dos outros 39% dos entrevistados que se interessam em controlar suas finanças, sabem exatamente quanto ganham e como gastam e dorme bem à noite, porque as contas estão em dia e o ‘nome está limpo’ na praça (expressão do tempo da minha avó pra dizer que a pessoa está adimplente).

Não precisa ter medo. Mesmo que você não entenda sobre finanças, o que estamos tentando fazer aqui é desmistificar essa dificuldade e esse ‘bicho papão’. Existem muitas maneiras de aprender a cuidar das finanças: nosso blog, planilhas, aplicativos no celular: tudo sem segredo.

E até o educador financeiro do portal Meu Bolso Feliz (SPC Brasil), José Vignoli, reconhece que há conteúdos de qualidade e gratuitos na internet. Ebaaaaaaaaaa, espero que nosso blog esteja entre estes conteúdos hehehe “Hoje com a facilidade de acesso à internet, esse número poderia ser muito maior. Há uma grande oferta de conteúdo de qualidade e gratuito em portais, vídeos e até mesmo nas redes sociais que tratam da relação com o dinheiro de forma leve, descomplicada e aplicada às situações comuns do dia a dia”, afirma Vignoli.

Que Deus NOS ajude e continue NOS inspirando a fazer esse trabalho. Que a vida possa ficar mais fácil para milhares de pessoas enroladas com as finanças. Que elas consigam desenrolar todas as pendências, dificuldades e transforme tudo para o seu próprio bem e de toda a família. Seja em Deus! Seja próspero! Seja feliz! 😉