A sua relação com o dinheiro é emocional

Dia 299/365:

A gente já comentou isso por aqui, mas agora quem está dizendo é o CEO do Instituto Destiny (SP), mentor do Clube de Inteligência e Desenvolvimetno (CID) e master coach, Tiago Brunet.

De acordo com Tiago, as pessoas imaginam que o dinheiro delas está ligado à economia do país, ao emprego atual, ao talento nos negócios ou ainda às oportunidades da vida. Ledo engano. “Se suas emoções não estão saudáveis, seus recursos financeiros jamais irão satisfazê-lo. Se o seu emocional não está saciado, o dinheiro NUNCA cumprirá esse papel”, alerta.

Antes de pensar em ganhar dinheiro e administrar bem os nossos recursos, temos que nos preocupar com nossa saúde emocional. Você já reparou que sempre que está triste, alegre, chateada ou decepcionada com alguma coisa ou alguém, você pensa em comer ou comprar alguma coisa?

As duas coisas vão fazer mal e tirar sua paz. A compulsão por comida pode fazer com que você engorde ou seu corpo adoeça em consequência da má alimentação. Por outro lado, a compulsão por compras vai te prejudicar financeiramente e não só você, mas todos aqueles que dependem dos seus recursos financeiros: a sua família.

Ao longo da história, o dinheiro já levou a culpa por tragédias familiares, queda de governos, traições corporativas e a destruição da vida de muitas pessoas. “Precisamos nos conscientizar de que o dinheiro não é nada sem uma mente que o controle”, explica Tiago.

O autor do livro ‘Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki, traz outra verdade que não podemos deixar de refletir sobre ela: “O dinheiro não é a coisa mais importante da vida. Mas afeta todas as coisas que são importantes”. Por isso precisamos ter um relacionamento saudável com o dinheiro e com o uso que fazemos dele.

O controle financeiro vai garantir que NUNCA falte, nem mesmo nos imprevistos. Você precisa ler esse livro, vamos buscar sempre novas formas de nos atualizar em nossa busca diária pela prosperidade. E quando falo prosperidade penso no todo, financeira e emocional, porque não? Ainda não comecei a ler este livro, mas vou atualizando vocês sobre os meus progressos com a leitura e dividindo com vocês o que vou aprendendo, como sempre fiz.

Que Deus continue NOS orientando e NOS abençoando em todos os momentos de nossas vidas. Que Ele nos ajude a controlar nossas emoções, evitando que façamos besteiras que possam prejudicar a nós mesmos e à nossa família. Seja em Deus! 😉

O que o Filho Pródigo pode nos ensinar sobre dinheiro

Dia 297/365:

Hoje, saiu a nova edição do jornal da igreja e meu texto sobre Educação Financeira está lá! E para a Glória de Deus, que inspirou este tema, reproduzo aqui para você também!

A regra para uma situação financeira equilibrada é gastar menos do que ganha.

Educação financeira é um assunto que podemos aprender em muitos lugares e das mais diversas formas. Mas hoje, a fonte de aprendizado é a Bíblia. Sim, você sabia que a Bíblia traz profundos ensinamentos sobre o trato com o dinheiro?

A parábola do Filho Pródigo é um bom exemplo. Esta talvez seja uma das mais conhecidas parábolas de Jesus. Ela está Evangelho de Lucas (15:11-32). Você conhece esta passagem. Mas você sabe o significado da palavra pródigo?

Pródigo significa desperdiçador, extravagante… O filho pródigo sai pelo mundo com sua herança e, depois de perder TODA a sua fortuna, volta para casa arrependido. Com esta parábola, Lucas nos faz repensar todos os erros que cometemos ao longo de nossas vidas com relação ao dinheiro.

O perigo da relação com o dinheiro não está em quanto você ganha. Claro que todos que trabalham merecem ser reconhecidos pelo seu esforço e dedicação com bons salários, mas você pode não ter uma vida financeira equilibrada por conta da forma como você gasta o seu dinheiro.

Os ensinamentos do Filho Pródigo:

– Espere em Deus: o filho pródigo não soube esperar nem o falecimento de seu pai para receber a herança. Vivemos em um mundo onde o imediatismo reina. É por isso que as compras em parcelas a cada dia aumentam. Ninguém mais tem paciência (e disciplina) para juntar dinheiro e depois comprar.

 – Valorize sua família: o filho pródigo trocou a segurança da família para se aventurar no mundo, instigado pelas riquezas. Vivemos em uma sociedade que nos avalia pelo que temos e não pelo que somos. Andamos constantemente ansiosos por questões financeiras. Estamos rodeados por propagandas que valorizam o “poder” do dinheiro.

– Deposite sua fé em Deus: imaturo e inexperiente, o filho pródigo não queria uma vida de trabalho e acreditava que a resposta para suas frustrações estava no dinheiro. Cuidado, ele depositou a sua felicidade no dinheiro.

– Faça uma reserva financeira: a extravagância fez que o filho pródigo perdesse tudo. Ele não guardou, não poupou, não economizou e não investiu. Ele não separou os 10% de Deus, gastando tudo que tinha. Não pense somente no dia de hoje.

Espero que goste! Um beijo e fique com Deus! 😉

Usei a mão da minha mãezinha para ilustrar a força do amor e do perdão!

Endividamento cíclico, você padece desse mal?

Dia 292/365:

Vira e mexe você está endividada (o)? Consegue pagar as contas atrasadas, guarda dinheiro, e depois de um tempo, se descuida e volta tudo à estaca zero? Antes do “Obrigada, estou apenas olhando” passei por isso e vou te contar como sai!

Se isso já aconteceu com você ou está acontecendo neste momento, você sofre de um mal conhecido como endividamento cíclico.

Imagine a situação: não importa o quanto faz ou se esforça, você acaba cedendo à tentação e usando a reserva financeira para uma compra supérflua, mas aí acontece um imprevisto que acaba te endividando.

Lei de Murphy? Não! Falta de prioridade, planejamento e foco! Você se descuidou do controle financeiro, deixou seus sentimentos falarem mais alto e se deixou levar pelo impulso, pela emoção.

Muitos podem ser os fatores que te levam a isso, mas uma coisa é certa: você só vai encontrar uma saída quando quebrar esse ciclo!

E como fazer para quebrar esse círculo vicioso? Mudando seus hábitos! O medo de cair me rondou, logo no início deste desafio. Cheguei a pensar “E se eu não aguentar? Vou voltar a ser como era antes?” Me agarrei à minha fé para afastar a insegurança e foquei em ter uma reserva financeira. Deu certo!

Hoje há poucos meses do fim deste desafio, a meta está quase cumprida. E estou orgulhosa do meu propósito, da força de vontade e da resiliência que me acompanhou neste tempo de mudança e transformação.

Você só precisa de foco e determinação. Abra mão de alguns gastos, tenha consciência do que pode fazer e, principalmente, do que não deve fazer. Assuma para os outros e para você mesma (o)! Fale em voz alta: ouça a sua determinação e Deus vai te abençoar porque conhece a sua vontade de vencer! Xô, dívidas! Xô, vida financeira capenga! Que venha vida nova! Que venha prosperidade! 😉

Fuja das mentiras financeiras

Dia 283/365:

Mentiras financeiras: você sabe quais são? Mesmo sem associar a expressão à sua vida, pelo menos uma vez na vida você já usou expressões como “eu mereço” ou “não consegui resistir”. Hoje, o “Obrigada, estou apenas olhando vai falar das mentiras que contamos para justificar uma compra.

E sempre que estas desculpas aparecem, estamos diante de uma compra que não precisamos ou que não temos dinheiro para pagar.

A minha preferida era “estava na promoção”. Mas pense bem, quando você compra uma blusa com 50% de desconto, você não está pagando 50% a menos e sim 50% a mais por uma coisa que não estava programada ou que você não precisa.

Meu amigo diz que se você não comprar, terá 100% de desconto heheheh

O maior problema destas desculpas é que você as conta para si mesmo (a). A pior mentira! Tentando se convencer de que está fazendo algo bom, quando na verdade você sabe que não!

Mas não fique preocupada, eu fiz muito isso. E se eu consegui parar, você também consegue. E sabe como consegui? Tendo um propósito, uma meta, um sonho. Até o compromisso firmado com o “Obrigada, estou apenas olhando” é um bom motivo para não ceder à tentação, usando destes subterfúgios.

A meta de ter uma reserva financeira é que está me ajudando a me manter firme neste propósito. É ela que está proporcionando a motivação necessária para chegar lá!

E estou chegando. As pessoas ainda me perguntam: “tá conseguindo?” ou “como você consegue?”. O segredo? Sonho, meta, planejamento com estratégias para chegar lá, determinação e foco!

Ah, importante lembrar que meu compromisso não é somente comigo, mas com vocês também: seguidores do blog e da página do Facebook. Estamos há poucos meses do fim deste desafio. E a dúvida que não quer calar: se eu vou voltar a comprar? Sim, mas não como antes. Aprendi muito neste tempo. Foram muitas transformações, muito aprendizado e hoje sou uma nova pessoa!

E essa nova pessoa, com a graça de Deus, não voltará a ser como era antes! Como diria Albert Einstein: “a mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original”. E a minha se expandiu, para melhor! Um bom motivo para agradecer, comemorar e aproveitar!

Que Deus continue NOS iluminando e NOS orientando e inspirando todos os dias, em todos os momentos. Que você também encontre seu propósito, motivação e seja feliz! 😉

Torça pelo Brasil sem se endividar

Dia 282/365:

O “Obrigada, estou apenas olhando” entrou no clima da Copa para alertar sobre os gastos que você deve controlar neste período. A Copa do Mundo já começou, mas, para nós, brasileiros, começa amanhã! Cuidado! Com os jogos? Não, com os gastos!

É legal se reunir com os amigos, torcer pela seleção brasileira, comprar camisetas, cornetas e afins, participar de bolões, comprar aparelhos de TV maiores… Até sofás, novos as pessoas estão comprando!

O período também é importante para a economia brasileira, mas é preciso alerta-lo (a), principalmente, se você estiver endividado (a).

Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projetou que cerca de 60 milhões de consumidores devem realizar gastos com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo.

Não estou dizendo pra você não torcer pelo Brasil, estou alertando para controlar os gastos: compre à vista, de preferência em dinheiro ou no cartão de débito. Cartão de crédito apenas para compras que cabem no seu orçamento.

Está precisando de uma TV nova ou quer uma TV maior? Não se deixe levar pelo ânimo do evento. Sempre se pergunte se realmente precisa comprar, principalmente, se a compra for de um valor mais alto como um sofá ou uma televisão.

Cuidado também com as promoções que te presenteiam com brindes, o preço do brinde, com certeza, estará embutido no valor do que você está comprando.

A Copa vai durar aproximadamente um mês! Avalie se vale a pena se endividar para além do evento. Espero que Deus NOS ajude: olhando pela seleção brasileira e por nós! Que consigamos NOS conter com os gastos! Vai, Brasil! 😉 🇧🇷

Feliz no presente, poupando para o futuro

Dia 274/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer saber:  você acredita ser possível viver (feliz) o presente e, ao mesmo tempo, poupar para o futuro? Sim é! E eu vou te explicar como.

Imagine ter liberdade para fazer escolhas que lhe permitam aproveitar tudo que a vida tem de bom e ser feliz. Imaginou? Agora, some a isso conseguir guardar dinheiro para imprevistos, controlar suas finanças e ainda programar um futuro mais tranquilo, financeiramente falando. Seria a glória, não?

Tudo isso é possível. Eu ainda estou na fase de controlar as finanças e guardar dinheiro para imprevistos. Uma vez que não estou podendo gastar com supérfluos (e supérfluos leia-se passeios, viagens, compras). Se bem que você se lembra que não abro mão do cineminha né?

Você sabe também que o meu tratamento de choque com o desafio de ficar um ano sem compras foi uma medida drástica, porém, necessária. Mas o controle financeiro não precisa sufocar suas possibilidades de aproveitar a vida. A gente não precisa trabalhar apenas para poupar. É mais ou menos isso que estou fazendo, mas foi preciso para aprender.

Faz parte do bem-estar financeiro usufruir do dinheiro que você ganha. É só aprender a fazer isso de modo que não comprometa o seu orçamento. Administrar o dinheiro faz toda a diferença. Você sabia que segundo o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), apenas 12% das pessoas têm condições de aproveitar a vida e a culpa, segundo alegam, é a forma como administram o dinheiro que ganham?

Mas, pensa comigo, desfrutar o presente está relacionado apenas com dinheiro ou bens materiais? E para mudar essa situação, você precisa viver de bem com as finanças não é só ter dinheiro sobrando no bolso, mas saber investir para assegurar o futuro, aproveitar o presente e poder lidar com imprevistos a qualquer momento. Como? Assim ó:

Proteja-se contra imprevistos: esteja preparado, pois, eles acontecem. Poder contar com uma reserva própria, nesses casos, evitará muitas noites em claro. Reserve parte das suas receitas, todo mês. Faça disso um hábito e quando menos esperar, estará poupando sem sofrimento.

Controle sobre as finanças: você controla suas finanças ou elas te controlam? Muita gente tem medo que o dinheiro acabe ao longo do mês. Se você vive neste dilema, precisa se libertar e fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Confronte-se com a sua realidade. Viva de acordo com seus padrões financeiros, coloque na ponta do lápis, numa planilha ou aplicativo, todos os seus gastos e ganhos. Estabeleça prioridade e corte gastos.

Sonhe e trace metas: sonhar apenas não vai te levar a lugar nenhum. Você precisa ter metas. E qual a diferença? A partir do seu sonho, planeje o que quer, em quanto tempo e quais recursos para conseguir. Não, não é simples! Mas é possível! E eu sei que você vai chegar lá! Só tomar a decisão! Agora! Vamos?

Que Deus abençoe sua vida, seus sonhos, suas metas e estratégias para chegar lá! Lembre-se Dele e também daqueles que precisam. Comece a incluir em seu planejamento financeiro uma ajuda ao próximo, que às vezes pode estar bem mais perto do que você imagina 😉

Em constante aprendizado

Dia 269/365:

A vida é um constante aprendizado: isso todo mundo já sabe. Mas você conhece as implicações deste estado de constância? Com o “Obrigada, estou apenas olhando”, venho aprendendo todos os dias e sinto que tenho que compartilhar aqui essas novidades.

Quando escrevo, quando converso com vocês, aprendo duas vezes. Isso é bom!

Mas a questão é: o que você está fazendo com o que vem aprendendo no seu dia a dia? O que você tem feito para honrar tudo isso? Hoje, na igreja, ouvi muito sobre honra e propósito de vida.

Se você não sabe seu propósito, pouco importa o que acontece no seu dia a dia, afinal, você não sabe para onde está indo!

E a sua situação financeira está diretamente ligada à forma como você lida com o que acontece no seu dia a dia. Emoções, conquistas, vitórias, derrotas, alegria, tristeza… Tudo está intimamente ligado à sua relação com o seu dinheiro!

Se a sua relação com as finanças não está da forma como você quer, mude! A sua vida pode ser reinventada, acredite!

Mude os rumos, transforme-se, busque novos caminhos, experimente novas possibilidades e honre todas as oportunidades que Deus colocar no seu caminho. Ele faz isso para o seu bem.

Se este for o seu start, aproveite! O quanto antes você tomar a decisão, mais tempo terá para colocar tudo no lugar e aproveitar as boas novas!

Que Deus esteja no centro desta mudança, afinal, quando impactados por Ele, é impossível voltar a ser o que era antes! Prepare-se, é um caminho sem volta! Seja feliz! Seja agora! Seja em Deus! 😉

A foto deste post é da Santa Ceia na igreja. Ela representa o meu momento de transformação e de intimidade com Deus! Aproveite o seu! 🙏🏻❤️