Será que ela se orgulharia de mim?

Dia 198/365:

Mãe, hoje faz dois anos que você me deixou. Sabia que a data de 24 de março de 2016 ainda está bem vívida na minha memória. Desculpe, dizer, querida, mas é uma dor diária, um vazio que não se preenche, uma vontade de te incluir  em todos assuntos, em todas as conversas…

Mas hoje vamos conversar.  Preciso saber se ficaria feliz com minhas conquistas.

Sabe que dois anos é muito tempo sem te ver né. Sem ouvir sua voz e aquela sua risada gostosa, o seu jeito espalhafatoso de falar, quase gritando… heheh Eu me divertia com aquilo. Mas, ainda dói, devo confessar… Dói porque parece que foi ontem, as lembranças tão vívidas: todos os cheiros, os barulhos, as lágrimas (que rolam agora também), os abraços, o apoio, as cores, os amigos, as incertezas, as inseguranças, as dores, o medo… Mas, ao mesmo tempo, a sensação é de que faz um século que não nos vemos, não nos falamos, não rimos juntas, não brigamos… hehe

Mãe, não sei se você sabe (acredito que sim, mas vou reforçar): você me ensinou muito! A trabalhar duro (como estou fazendo agora), a honrar meus compromissos (como sempre fiz) e a perseverar por dias melhores (como sempre faço, acreditando que o dia de amanhã será mais feliz, mais produtivo e mais generoso). São lições preciosas que carrego comigo com muito carinho e gratidão.

Mas, mãe, você não vai acreditar no que aconteceu comigo. Bati o carro no ano passado. Mas calma, não foi nada grave. Só estragou o carro e ficou caro! heheh E por conta disso, parei de gastar! É sim! Parei, faz 7 meses que não compro uma peça de roupa. Tá rindo né? Eu imagino que esteja mesmo se divertindo com este meu desafio maluco, esta auto-tortura heheh

O período mais crítico foram os primeiros três meses. Agora já tô mais de boa. Nem ligo tanto, mas você não vai acreditar, estou fazendo uma poupança das boas. É, tá engordando a cada mês.

Criei um blog e venho recebendo convites bacanas por conta dele: apareci na TV, já dei entrevistas para rádios e agora vou escrever como colunista para um jornal de Itupeva. Sim, claro que leria os textos para você. Você iria gostar de ouvir, são divertidas as histórias. As pessoas dizem que escrevo de um jeito fácil de entender ehehe Ainda bem, né?

Ah, tenho uma outra novidade: me converti! Agora frequento a igreja Batista! Mas não conta pra vó Benedita não, ela não vai gostar hehehe Mas pode contar pro Kiko, ele vai ficar feliz e até imagino ele dizendo: ‘eu sabia que isso iria acontecer’. Estou muito feliz, encontrei uma comunhão com Deus que nunca havia experimentado antes. É muito bom! Se estivesse aqui, iríamos juntas. Você iria gostar!

Espero que fique feliz com as mudanças que foram para muito melhor e também com as minhas conquistas. Foi ótimo falar com você, mãe! Estava (estou) com muitas saudades. Mas sei que está num bom lugar! Fique feliz por mim, estou bem (apesar do vazio que a sua ausência me traz).

Deus, posso pedir mais uma coisa, peça para os seus anjos façam todos os carinhos que não posso na minha mãezinha. Ah, autorize-os, por favor, a sentar ao lado dela e ouvir suas histórias, são ótimas!

Obrigada, por tudo, Senhor! Por cuidar de mim com tanto amor e cuidado. E continue NOS abençoando e NOS protegendo todos os dias em todos os momentos. Amém 😉

 

O ‘Obrigada’ virou uma coluna

Dia 197/365:

Hoje, estamos comemorando! O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ virou uma coluna no jornal Olhar Itupeva. E gostaria de agradecer a todos que estão nos ajudando a superar este desafio a cada dia.

Cada seguidor aqui no blog, cada fã no Facebook. Vocês são muito generosos! O apoio de cada um faz toda a diferença em cada conquista, em cada passo dado, em cada pequena vitória.

E quantas já comemoramos não? Parar de gastar com bobagens. Aprender a poupar. Vocês estavam aqui comigo quando a primeira reportagem foi ao ar pela TV TEC e depois com a Rádio Cidade, Rádio TEC, Rádio Ide, Telejornal da Puc Campinas e, mais recentemente, a TV TEM… Uau, quanta coisa já fizemos.

Mas não vou me alongar neste post, pois quero que vocês leiam o que saiu lá. Se puderem acessar, vou ficar muito feliz: Olhar Itupeva.

Que Deus continue NOS abençoando e NOS orientando em todas as decisões, todos os caminhos e NOS permita aproveitar todas as oportunidades com saúde e sabedoria. Seja em Deus! Seja feliz! Seja próspero! 😉

Pra que serve este blog?

Dia 76/365:

Hoje fui questionada sobre o objetivo do ‘Obrigada, estou apenas olhando’. E, com convicção respondi: para inspirar as pessoas a consumirem com mais consciência e planejamento.

A palavra inspirar aparece no dicionário (lembra do dicionário? heheh)como: “infundir sentimento, emoção,estado de espírito”;  “impressionar muito, despertando em alguém vontade de criar ou realizar algo”; ou “sofrer influência ou seguir o exemplo de alguém, para  realizar algo”.

Ou seja, é a descrição perfeita para este blog. Desde que decidi ficar um ano sem comprar, venho ouvindo a pergunta “Pra que serve este blog?” e algumas pessoas questionam na intenção de chatear. Até uma pessoa da minha família desdenhou da ideia, dizendo “Você compra porque você quer”, no tom de crítica, como se fosse errado comprar…

Comprar não está errado. Se as pessoas não comprarem, a roda da economia para: as lojas não vão vender, os estoques vão aumentar, a indústria para de produzir e as pessoas ficam desempregadas. Isso não é bom! O que está errado é gastar além dos seus limites. Gastar além das suas possibilidades. Se você tem um salário de R$1.000, tem que gastar R$ 800,00 e guardar R$ 200,00.

A ideia do blog nasceu como um diário. Eu estava encarando o #UmAnoSemCompras como uma aventura, mas depois de fazer o curso de Reeducação Financeira, entendi que o propósito deste blog poderia ser bem maior. E tenho certeza de que ele está cumprindo o seu propósito: o de ajudar as pessoas que não sabem lidar com o dinheiro.

Tenho certeza quando sou convidada para uma entrevista. Tenho certeza quando recebo mensagens, comentários e curtidas. A minha satisfação virá ao conseguir te inspirar sobre os temas Reeducação Financeira, Finanças Pessoais e Econômica Doméstica! Por que nós não temos que ser escravos do dinheiro e ele não deve ser um deus (com letra minúscula) na nossa vida. Tudo que é feito com planejamento, cuidado e consciência tende a dar certo.

E é isso que estou tentando fazer: ajudar vocês a caminharem nesta direção, alertando sobre os perigos de algumas atitudes que podem prejudicar a sua saúde financeira e impactar diretamente na sua vida pessoal, profissional e familiar.

Se estes textos te fizerem parar e pensar… ganhei o dia! Ganhei um pontinho com Deus sendo instrumento de bênção na sua vida. Que Ele continue NOS inspirando: a mim a escrever e a você a ler e refletir. 😉

Seja guiado pelos seus sonhos…

Dia 57/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando” tá ganhando o mundo! Agora estamos também na TV. Hoje pela manhã concedi entrevista para o Admilson Oliveira, da Rádio Cidade, a convite do grande produtor e amigo jornalista, Sandro Crisol. E hoje à tarde, a TV Educativa de Jundiaí, subiu no facebook a entrevista que fizemos. A matéria ficou muito legal, graças ao repórter que me deixou muito à vontade: jornalista virando pauta (esse mundo tá perdido, mesmo heheh).

Mas graças a Deus que os jornalistas estão sendo chamados para falar também. Falar o que  sentem, o que acreditam. Isso é muito importante. Divulgamos nossos clientes e, muitas vezes, falta um espaço pra gente falar! hehehe E eu gosto pouco de falar, já deu pra perceber pelos meus textos né? Longos hehehe

Mas estou muito feliz! Feliz demais, vocês nem imaginam o quanto. Venho recebendo feedback positivo sobre a página,  o blog e sobre este desafio. Graças a Deus. Já ouvi muita gente com desdém também, já chegaram a me falar que eu não conseguiria, que era pra desistir. Mas um aviso aos navegantes, EU NÃO VOU DESISTIR! Hoje li uma frase no Instagram que me chamou a atenção: “Não seja arrastado pelos seus problemas, seja guiado pelos seus sonhos”.

É isso que estou fazendo: colocando meus sonhos em prática, ou pelo menos, trabalhando para viabilizá-los. É isso que a gente tem que fazer. Como disse na rádio hoje pela manhã, temos que encontrar oportunidade na adversidade. Se eu não tivesse feito isso, estaria até agora me lamentando pelo acidente de carro que tive e nem sairia mais de casa. Mas, pelo contrário, estou tão focada no meu desafio que sequer me lembro do problema. Só quando cai o cheque da oficina hehehe

Hoje também recebi uma declaração muito legal sobre o meu trabalho. Uma declaração que respeito muito, pois, foi da minha professora de faculdade. Foi ela quem me inspirou a definir que área seguir no jornalismo: a assessoria de imprensa. Ela me deu um depoimento carinhoso hoje e, vindo de quem vem, fico muito honrada. Ela que foi minha inspiração, hoje disse que vai se inspirar em mim. Fala se não é pra amar tudo isso.

Cíntia, que delícia seu blog! Texto gostoso, leve e informativo. Bacana o curso de reeducação financeira. Nunca pensei em fazer um nessa linha. Vou ler mais posts e depois comentarei. E quero me inspirar em você. Também adoro a Renner (…) Vamos nos falando, ok? Bjs

Estou sendo guiada pelos meus sonhos sim! E tenho muito orgulho disso. E peço a Deus, como faço todas as noites, nas minhas orações, que me ajude e que continue NOS inspirando a corrermos atrás dos nossos sonhos: são eles que nos movem, são eles que fazem com que acordemos todos os dias, com disposição para vencer. Obrigada, Senhor Jesus, força e luz da minha vida! 😉

Links: Rádio Cidade; Reportagem da TV Educativa

 

A união faz a força

Dia 35/365:

O ditado pode ser antigo, mas faz todo o sentido: esta semana o “Obrigada, estou apenas olhando” recebeu um convite super especial. O blog que começou pra ser apenas um diário dos 365 dias sem compras, transformou-se no propósito de debater reeducação financeira e, quem sabe, ajudar aqueles que possam estar na mesma situação que esta jornalista que vos escreve.

As meninas bacanas do Contando até Dez, Ana Paula Bardella e Vaneska Conte Cavalle, me convidaram para escrever sobre Finanças Pessoais, Economia Doméstica e Infantil. Ah, imagina que coisa bacana…

A união realmente faz a força. E vamos nos ajudar mutuamente, compartilhar mesmo: informações, links, audiência… Enquanto levo minhas dicas pro público dela, vou divulgando o meu nome e o “Obrigada, estou apenas olhando” por lá. Não é legal?

A vida é mesmo cheinha de surpresas. Mas só quem está atendo às oportunidades é que consegue aproveitá-las.

Quando a gente menos espera, encontramos os velhos amigos, colegas de profissão que não víamos há algum tempo (fazia tempo que não nos encontrávamos, né, Ana?). E é fantástico quando a gente percebe que o tempo parece que não passou e a amizade tá ali, prontinha pra aflorar novamente. O nosso reencontro rendeu bons frutos. Agora, a gente se ajuda e consegue mais visibilidade ao compartilhar as informações e links dos dois blogs… É matemática pura: uma relação ganha-ganha.

O Contando até Dez é bem legal, traz dicas sobre o universo infantil, de 0 a 10 (Contando até Dez, de 0 a 10, sacou? Claro que sacou! heheh) O blog fala diretamente com as mães, tira dúvidas e logo, logo vai ter dicas sobre economia doméstica, finanças pessoais e até como ensinar os pequenos a lidar com o din din nosso de cada dia.

Ana, obrigada, querida pelo convite e pelas suas palavras. Foram incentivadoras e aumentaram ainda mais a minha responsabilidade em levar a sério este propósito. Conte comigo e tenho certeza de que Deus vai continua NOS ajudando. 😉

 

Abençoado networking

Dia 27/365:

Hoje fui me inscrever para um curso de Práticas de Mídias Sociais. Simmm! O nosso blog “Obrigada, estou apenas olhando – Um ano sem compras” está buscando ferramentas para melhorar e ampliar a influência no mundo digital. Fiquei na lista de espera, mas tenho fé que vai dar tudo certo e, se não for desta vez, me inscrevo de novo!

A gente precisa buscar atualização sempre, correndo atrás das novidades que o mercado e a nossa profissão (seja qual for a sua) oferece. Fui até a Rede TVTec e reencontrei muitos amigos, colegas de profissão e pude falar sobre o blog e a página no facebook. Ah, muito legal falar sobre o “Obrigada, estou apenas olhando” para as pessoas…

Elas se interessam e curtem a ideia e eu? Vou ficando cada vez mais orgulhosa heheh. Ouvi muito hoje “ah, que ideia boa. Também estou precisando disso…” Então, amiga, vem com a gente. Quanto mais gente curtir, compartilhar, comentar, mais pessoas serão impactadas por essa ideia e poderão aprender, como eu estou aprendendo, que não é tão difícil assim promover um equilíbrio financeiro na sua vida, não é Pedro Braggio?

Falando no nosso amigo e educador financeiro, me lembrei de um dos conselhos dele, em nossa primeira aula, na semana passada: compartilhar! Lembra quando a gente se reunia com os amigos e cada um levava um prato? E no final da festinha, você tinha muito mais coisa pra levar pra casa do que havia trazido? Esta é a mágica: você compartilha e multiplica! Matemática pura!

Por isso é importante mantermos a nossa rede de relacionamentos sempre ativa, tanto nas redes sociais, quanto fora dela. E foi o que fiz hoje. Encontrei a Ana Paula Bardella e sua sócia do Blog Contando até Dez, o Rafael Amaral, o Rafael Santos, o Pedrinho Fávaro e conheci gente muito bacana, a Dai Pantaleão, apresentadora da Rede TV TEC, a Mariane Azevedo e a Bia Teodoro, do BlogsFera. Foi muito legal. Aproveito todas as oportunidades de falar do Blog e do propósito deste desafio.

Vamos compartilhar mais minha gente! Pode ser desde um sorriso ou um abraço até informações, dicas, conselhos, uma oportunidade de emprego… Faça contato com um amigo que não vê há algum tempo. Mande uma mensagem pra ele, nem que seja pelo WhatsApp…  E a partir daí você inicia uma reaproximação. Compartilhe e você verá a mágica acontecer: quanto mais a gente ajuda alguém, mais Deus se agrada e multiplica em nossa vida também! E vamos em frente e que Deus NOS ajude…

Ser ou ter?

Dia 10/365:

Ontem, meu amigo Éder, olhou pra mim e me perguntou se eu havia emagrecido. Estampei aquele sorriso de satisfação no rosto e respondi: “Verdade, parece que emagreci?”. E ele: “Sim, parece sim. Você está diferente”.

E aí a satisfação foi maior ainda ao responder: “Sim, estou diferente. Mas é Deus na minha vida”. Contei a ele que havia me convertido e que estava muito feliz! E desde então, aquela afirmação  de que estou diferente ficou martelando na minha cabeça. Quem somos nós?

Somos as bolsas de marca, sapatos das mais diversas cores e modelos, roupas da nova coleção que temos abarrotando nossos armários? Ou somos a filha, a mãe, a irmã, a amiga, a profissional, a cristã…

A sua felicidade está no que você compra ou no que você é, faz e acredita? Sempre tive muita fé e, desde maio deste ano, venho experimentando esta fé de uma maneira totalmente diferente. Sentindo Deus falando comigo de uma forma toda especial. Sentindo a presença do Espírito Santo me abençoando e me inspirando. Acredito que este texto é fruto desta inspiração. Aliás, a ideia deste blog é fruto desta inspiração.

Mas você deve estar pensando, este blog não é sobre meus 365 dias sem compras. Por que ela está falando em Deus? Por que Deus tem tudo a ver com a minha mudança. Deus tem tudo a ver com este propósito de mudar de vida e ser uma pessoa melhor a cada dia. Melhor amiga, melhor profissional, melhor companheira, melhor serva de Deus, melhor…

Temos que vigiar, pois, o mundo nos confunde ao pregar que consumo é promessa de felicidade. O ter é um prazer momentâneo, tão efêmero que nem nos damos conta quando ele se esvai. Ontem, enquanto arrumava meus armários e pensava na compra daquelas roupas, sapatos e bolsas me dei conta de que comprar me dava mais prazer do ter aqueles objetos. Por isso sempre fui mão aberta e doava as roupas que comprava com facilidade. E por quê, doava? Para poder comprar mais! Resolvida a questão! Uma resposta que veio agora, ao parar para revistar o texto.

Por isso que vou focar esta fase de um ano em ser. Por que o ser é eterno. O ser nos aproxima de Deus. O ser é que nos abre novos caminhos, novas oportunidades, novas portas, nos aproxima de pessoas maravilhosas. O ser nos permite ser feliz todo o tempo.  Que Deus NOS ajude.