“Na próxima semana estará em Miami”

Dia 360/365:

Nossa, faltam apenas 5 dias para o fim deste desafio… Quanto vivemos neste um ano não foi? O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ me fez rir (de alegria, de orgulho e de nervoso), chorar (de frustração e de nervoso)…

Uma mistura de sentimentos que mostram o quanto somos humanos. O quanto somos reais, o quanto somos pessoas normais! De que adiantaria eu dizer aqui que foi tudo as mil maravilhas se não foi? De que adiantaria mentir pra vocês, mas, pior, mentir pra mim?

Ontem encontrei meu amigo Márcio Miguel. Ele é da TV TEC Jundiaí e foi um dos que aqui, na minha cidade, me abriu as portas para falar sobre esse projeto. O alcance que tivemos depois da reportagem da TV TEC foi fantástico e quanta coisa mudou de lá para cá…

Quando comentei com ele que faltavam 6 dias (ontem) para o fim deste desafio, ele brincou: semana que vem estará em Miami gastando TUDOOOOOOO!

Um parênteses para explicar sobre Miami. O Márcio comentou sobre Miami, por conta da fama da cidade. Ela é, sem dúvida, o roteiro de 10 entre 10 brasileiros que viajam para a Flórida, em busca do paraíso das compras. A cidade possui uma estrutura para compras que impressiona todos, com uma quantidade enorme de lojas, outlets, shoppings diversas lojas espalhadas por toda a cidade. Só de curiosidade, os itens que os brasileiros mais compram em Miami e que valem muito a pena lá são os eletrônicos, roupas, maquiagem, perfumes, relógios e tênis.

Ah, gente, quem dera não é mesmo? Mas eu sei que ele estava brincando. Ele acompanhou toda a minha saga neste ano, tudo que aprendi (ele visitava o blog regularmente)… Ele sabe que não dá pra voltar a ser a mesma pessoa…  Mas o post é pra você, Márcio, muito obrigada!

E mesmo sem Miami, vamos continuar firmes, buscando um propósito a cada dia, uma nova oportunidade de fazer o bem, com a graça de Deus! 😉

A foto mostram os cupons de desconto que a maioria dos outlets e shoppings disponibilizam com descontos de até 50% em várias das principais lojas em Miami e Orlando. Tá vendo, mesmo que eu fosse para Miami, ia pechinchar heheheh

Pare! Simplesmente, pare!

Dia 352/365:

Hoje vi uma postagem que tem tudo a ver com o que minha vida – depois do “Obrigada, estou apenas olhando” – se tornou. Calma, eu explico.

O título deste post – Pare! Simplesmente, pare! – é uma alerta para as coisas que a gente faz e precisa parar de fazer: perder tempo com gente que não te acrescenta coisa alguma; e de gastar dinheiro com qualquer bobagem.

Nós temos que parar de perder tempo com pessoas que apenas no sugam; que apenas nos mandam solicitações de amizade e, na vida real, sequer nos cumprimentam; pessoas que não estão em nossa vida para somar, e, a cada oportunidade que nos encontram, têm sempre uma palavra negativa, uma crítica destrutiva ou um olhar reprovador.

Está na hora de sacudirmos a árvore para que caiam os frutos podres e só fiquem os bons, os saborosos, aqueles que agradam os olhos e o paladar…

Pare, simplesmente, pare, de querer agradar a todos. Por mais que nos esforcemos, nunca seremos unanimidade nessa vida! E vamos combinar, tentar agradar em todo o tempo é cansativo, é desgastante!

Seja você! Melhore por você! Faça coisas por você, pela sua saúde, pela sua vida financeira! E você verá que todas as outras áreas de sua vida se encaixarão…

Sobre dinheiro? Sobre gastar com qualquer bobagem? Vocês sabem a minha opinião! Encarem o dinheiro com um fim, não um meio… É ele que vai te proporcionar a realização de sonhos e a materialização de uma vida tranquila e feliz…

Pessoas que não acrescentam e dinheiro gasto à toa foram as principais coisas que risquei da minha vida! Desde que me converti (apenas alguns meses depois, comecei este desafio: acredito que Deus começou a operar as mudanças em minha vida a partir daí), muitas pessoas se afastaram, outras eu afastei e posso garantir, sem sombra de dúvidas, que não fazem falta… E agradeço a Deus por isso!

Sobre o dinheiro? Vem sendo um aprendizado muito edificante, pra mim e para as pessoas que nos seguem e também agradeço a Deus pela oportunidade de fazer a diferença neste mundo!

Compartilhar o que venho aprendendo é fantástico! Aprendo duas vezes! Que Deus continue NOS abençoando e NOS mantendo no bom caminho, aquele que leva até o pai! Seja feliz! 😉

A foto marca um momento decisivo: quando quebrei o primeiro cartão de crédito! Heheh

Não espere sobrar dinheiro para poupar

Dia 322/365:

Fico brava quando leio em alguma orientação sobre finanças pessoais para poupar o que sobra. Isso não dá certo. E o “Obrigada, estou apenas olhando” já explicou muito isso aqui!

Não adianta colocar na cabeça que é pra guardar o que sobra. Desse jeito não vai sobrar. Porque a gente vai gastando, gastando, o mês nem acabou e a sua grana já foi. Para com isso!

Depois de aprender a fazer um planejamento para o dinheiro chegar até o fim do mês, você precisa incluir no seu planejamento o valor que será guardado para uma RESERVA FINANCEIRA.

Defina uma porcentagem do seu salário (se você for prestador de serviços ou ganhar por comissão), assim, se você ganhar mais em determinado mês, você guarda mais! Mas se você tem um salário fixo, defina um valor que caiba no seu orçamento e não te aperte. 20% é um bom valor para definir e direcionar para a sua reserva financeira (o nosso colchão, como diria o educador Pedro Braggio).

Outra coisa que me irrita (não hoje não estou nervosinha hehehe), são as orientações equivocadas. Fico preocupada com quem está lendo as informações e aprendendo errado.

As expressões economizar e poupar são usadas como sinônimos, equivocadamente. E entender o significado delas pode te ajudar a se organizar no seu dia a dia.

Quando você vai ao supermercado, você ECONOMIZA. Ou seja, você procura produtos mais baratos e compra na quantidade certa para evitar o desperdício. Economizar é gastar com moderação, de forma inteligente. Uma das ferramentas para se economizar é pechinchar (essa é a minha preferida). Ao pechinchar, você consegue um desconto por um produto, pagando um preço menor. Pra fazer isso, você precisa ter poder de barganha. Como? Oferecendo para pagar à vista e/ou em dinheiro.

Já poupar é sinônimo de guardar, de pôr a salvo. Fazer economia em suas compras vai te ajudar a aumentar o seu poder de poupar! Pense nisso e aumente o seu poder de poupança e o valor de dinheiro que você guarda para o seu futuro!

Futuro… Já está pensando no seu? Vamos falar sobre isso amanhã. Já ouviu a expressão o futuro a Deus pertence? Sim, é verdade. TUDO pertence a Ele! Mas que futuro você quer? Tranquilo? A gente conversa amanhã sobre isso! 😉

Hábitos de consumo: em qual tipo você se encaixa?

Dia 313/365:

Quando eu comprava… hehehe (parece coisa de quem nunca mais vai fazer isso né?). Por causa do ‘Obrigada, estou apenas olhando’, as conversas sobre compras são sempre no passado mesmo, mas isso não é ruim e nem me dói falar desta forma, agora até acho engraçado.

Então, quando eu comprava, principalmente, roupas, bolsas e sapatos, era a beleza da peças que me encantava. Mesmo porque roupas, bolsas e sapatos tem que ser amor à primeira vista né? Ninguém compra algo que olha e não gosta e depois olha de novo e passa a gostar.

A moda também é outra coisa relativa. Às vezes entrava numa loja de sapatos, principalmente, e quando era abordada pela vendedora dizia: estou olhando pra ver se me apaixono por alguma coisa. Ou seja, discurso de quem tá comprando não por impulso, porque eu estava pesquisando, mas sem necessidade hehehe Eu fazia muito isso! Nossa, que vergonha heheh

De acordo com a Pesquisa Comportamento de Consumo SPC Brasil, há vários tipos de consumidor. Vou destacar três que mais me chamaram a atenção. Há pessoas que se enxergam nos produtos que compram. O vestido novo, a blusa, o sapato… Eu também era assim, fazia parte desta estatística heheh Este grupo vamos chamar de A.

Há consumidores que compram por influência, de amigos, pessoas próximas ou da publicidade. Sigo alguns perfis no Instagram de moda (eu adoro, podem me julgar hehehe). Mas são dicas de moda, não de venda. Fico babando nos looks, nas modelos altas (tenho 1m58) de pernas compridas e finas hehehe. Mas aí, vez ou outra, aparece um perfil de loja querendo me seguir. Recuso todos! Esses são pura tentação e não precisamos disso, não é? Este grupo vamos chamar de B.

E existem aqueles que compram por status. Em busca de prestígio, as pessoas compram para ostentar: carro novo, último modelo de celular e por aí vai. Acho que de todas as compras, essa é a mais perigosa. A pessoa não está comprando pra ela, mas sim, para os outros. A chance de se endividar aqui é muito maior. Então, cuidado! Estes vamos chamar de C.

E você? Em qual grupo se encaixa? Meus amigos, independente do seu perfil de consumidor, o importante é não se endividar para realizar seus sonhos e desejos. Programe suas compras, planeje-se e terá uma vida financeira tranquila e feliz! Eu garanto! E que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo, sempre, em todos os momentos. 😉

 

Compras da semana com economia

Dia 303/365:

Faz três semanas que venho economizando nas compras do supermercado. Demorei para comentar com vocês porque queria ter certeza de que daria certo! O “Obrigada, estou apenas olhando” quer saber: com que frequência você vai ao supermercado?

Todo dia? Hehehe Brincadeira! Nas últimas três semanas fui apenas duas vezes. E consegui reduzir em 50% os gastos no supermercado por conta das mudanças que fiz.

Frutas, verduras e legumes agora só na feira! Sim, feira livre é tudo de bom. E mesmo lá tem que pesquisar, pechinchar e andar de barraca em barraca. Os preços e a qualidade dos produtos variam há poucos metros de distância.

Com R$32,00 consegui trazer as frutas, verduras e legumes para a semana toda! Gosto muito de frutas: nos lanches da manhã e da tarde e, às vezes, também elas substituem o jantar! SEM leite condensado, hein, gente! Hehehe

Mas precisei comprar macarrão, leite, bolachas e queijo (este último estava mais barato no supermercado do que na feira). No supermercado, busque sempre as marcas que estão na parte de baixo das prateleiras: normalmente, os preços dos produtos estão mais baixos do que aqueles que estão na altura dos olhos.

A gente sabe de todas essas coisas. Mas deixa pra lá por conta da correria do dia a dia: entrar e sair do supermercado com pressa resulta em compras sem pesquisa.

Mas, independente do que comprei na feira e no mercado, as compras vêm ficando 50% mais baratas nas últimas três semanas. E o melhor, na feira, a gente leva dinheiro né? É só compra enquanto tem dinheiro! Heheheh

Hoje fui numa feira em outro bairro. O mais engraçado das feiras são os maridos andando atrás das mulheres carregando as sacolas de um lado para o outro, enquanto elas pesquisam, pechincham e fazem suas escolhas.

Muita gente comendo pastel também. Pastel é tudo de bom, né gente? Só o cabelo que fica com aquele cheiro de óleo hehehe

Mas vamos seguir economizando, poupando e fazendo o dinheiro render. Hoje perdi o cartão do banco. Fiquei chateada. Não por ter perdido (esqueci no caixa eletrônico), mas pelo fato da pessoa que o encontrou não ter tido a decência de deixá-lo lá)!

Que Deus perdoe essa pessoa e continue NOS inspirando e protegendo em todos os momentos, sob todos os aspectos! Ele é grande e quer cuidar de você também. 😉

Foto da PMJ

Sem nada para vestir? Você não está sozinha!

Dia 293/365:

Guarda-roupas cheio e você sem nada pra vestir? Hoje li no Instagram da minha amiga/irmã Simone, que ela está vivendo a crise do comprar roupas e, na semana seguinte, já não ter nada pra vestir.

O seu desespero inspirou o “Obrigada, estou apenas olhando”. Simone, queridona, fique tranquila, você não está sozinha! Nem no desespero, nem na vontade de comprar de novo! Hehehehe

Muitas mulheres passam pelo dilema de montar o look para enfrentar os compromissos do dia. A melhor forma de acabar com isso é descobrindo, exatamente o que você tem no armário!

  • Faça uma triagem, conte as peças;
  • Monte looks e fotografe-os para ter uma ideia do que usar em diversas ocasiões: isso vai agilizar também na hora de se arrumar para sair;
  • Desapega e passa pra frente: coloque como novo hábito que sempre que uma peça entrar no seu armário, outra deve sair;
  • Misture as roupas sem preconceito: esta vai ser divertida! Feche a porta do quarto, ligue o Spotify e divirta-se experimentando e misturando roupas, estilos, faça combinações malucas… Você vai acabar achando looks que vão dar certo e que nunca tinha pensado antes – e quando achá-las, não esqueça de fotografar também.

Todas essas ideias vão ficar mais divertidas se você tiver uma opinião sobre os looks. Chame uma amiga, garanto que vão até encontrar uma calça que não te serve mais pra trocar por uma saia que não serve mais para ela.

Depois de tudo isso, junte toda a sua confiança e saia por aí arrasando. Você vai ver que bem fará para a sua alma descobrir um novo mundo de possibilidades de aproveitamento de peças que temos dentro de casa e montar um guarda-roupa inteligente, econômico e funcional.

A Simone ainda pode aproveitar a companhia dos seus bebês peludos: a Lili e o Tigrão, um casal de maltês, lindo demais!

Que Deus NOS oriente sempre, até na hora de se vestir ( ou na hora de comprar roupas). Que Ele NOS inspire também para doar e desapegar e assim ajudar as pessoas que precisam! 😉

Endividamento cíclico, você padece desse mal?

Dia 292/365:

Vira e mexe você está endividada (o)? Consegue pagar as contas atrasadas, guarda dinheiro, e depois de um tempo, se descuida e volta tudo à estaca zero? Antes do “Obrigada, estou apenas olhando” passei por isso e vou te contar como sai!

Se isso já aconteceu com você ou está acontecendo neste momento, você sofre de um mal conhecido como endividamento cíclico.

Imagine a situação: não importa o quanto faz ou se esforça, você acaba cedendo à tentação e usando a reserva financeira para uma compra supérflua, mas aí acontece um imprevisto que acaba te endividando.

Lei de Murphy? Não! Falta de prioridade, planejamento e foco! Você se descuidou do controle financeiro, deixou seus sentimentos falarem mais alto e se deixou levar pelo impulso, pela emoção.

Muitos podem ser os fatores que te levam a isso, mas uma coisa é certa: você só vai encontrar uma saída quando quebrar esse ciclo!

E como fazer para quebrar esse círculo vicioso? Mudando seus hábitos! O medo de cair me rondou, logo no início deste desafio. Cheguei a pensar “E se eu não aguentar? Vou voltar a ser como era antes?” Me agarrei à minha fé para afastar a insegurança e foquei em ter uma reserva financeira. Deu certo!

Hoje há poucos meses do fim deste desafio, a meta está quase cumprida. E estou orgulhosa do meu propósito, da força de vontade e da resiliência que me acompanhou neste tempo de mudança e transformação.

Você só precisa de foco e determinação. Abra mão de alguns gastos, tenha consciência do que pode fazer e, principalmente, do que não deve fazer. Assuma para os outros e para você mesma (o)! Fale em voz alta: ouça a sua determinação e Deus vai te abençoar porque conhece a sua vontade de vencer! Xô, dívidas! Xô, vida financeira capenga! Que venha vida nova! Que venha prosperidade! 😉