Uma experiência incrível

Hoje vivi uma experiência incrível. E não poderia deixar de dividir com o “Obrigada, estou apenas olhando”.

Venho acalentando o sonho de tocar bateria há algum tempo. Até estou buscando informação sobre aulas, valores e horários.

Mas sempre que vejo um baterista tocando logo imagino “não tenho coordenação motora pra fazer isso”. E sem querer, vinha sabotando a mim mesma.

Nesta tarde, acompanhando uma palestra sobre “Comportamentos e atitudes seguras no ambiente de trabalho” me deparei com a oportunidade de provar pra mim mesma que eu tenho coordenação motora pra tocar bateria!

Crenças limitantes, o palestrante falou! E eu logo me identifiquei. Mas quando ele perguntou quem queria experimentar. Não o deixei nem terminar a sua frase e já fui logo levantando a mão!

Medo de pagar um micão na frente das pessoas, coração acelerado, vergonha, quase infartei ao me sentar na atrás da bateria, de frente para a plateia…

Paciente, Cláudio Maroto, o palestrante, me ensinou o que eu tinha que fazer. A respiração foi acalmando e consegui aproveitar os meus três minutos de show! Foi incrível!

Nunca deixe ninguém e nem você mesma (o) dizer que não pode fazer alguma coisa! Aproveite todas as oportunidades de viver algo incrível! Prefira sempre uma vida extraordinária a uma vida comum.

Viva tudo que há para se viver! Deus espera isso de você: ele nos deu uma vida incrível para a vivermos em plenitude! Honre esse dom maravilhoso e seja feliz! 😉

Cláudio Maroto, obrigada pela oportunidade e por me mostrar que sou capaz!

Em constante aprendizado

Dia 269/365:

A vida é um constante aprendizado: isso todo mundo já sabe. Mas você conhece as implicações deste estado de constância? Com o “Obrigada, estou apenas olhando”, venho aprendendo todos os dias e sinto que tenho que compartilhar aqui essas novidades.

Quando escrevo, quando converso com vocês, aprendo duas vezes. Isso é bom!

Mas a questão é: o que você está fazendo com o que vem aprendendo no seu dia a dia? O que você tem feito para honrar tudo isso? Hoje, na igreja, ouvi muito sobre honra e propósito de vida.

Se você não sabe seu propósito, pouco importa o que acontece no seu dia a dia, afinal, você não sabe para onde está indo!

E a sua situação financeira está diretamente ligada à forma como você lida com o que acontece no seu dia a dia. Emoções, conquistas, vitórias, derrotas, alegria, tristeza… Tudo está intimamente ligado à sua relação com o seu dinheiro!

Se a sua relação com as finanças não está da forma como você quer, mude! A sua vida pode ser reinventada, acredite!

Mude os rumos, transforme-se, busque novos caminhos, experimente novas possibilidades e honre todas as oportunidades que Deus colocar no seu caminho. Ele faz isso para o seu bem.

Se este for o seu start, aproveite! O quanto antes você tomar a decisão, mais tempo terá para colocar tudo no lugar e aproveitar as boas novas!

Que Deus esteja no centro desta mudança, afinal, quando impactados por Ele, é impossível voltar a ser o que era antes! Prepare-se, é um caminho sem volta! Seja feliz! Seja agora! Seja em Deus! 😉

A foto deste post é da Santa Ceia na igreja. Ela representa o meu momento de transformação e de intimidade com Deus! Aproveite o seu! 🙏🏻❤️

Olhe para o espelho

Dia 267/365:

“Quando as coisas dão errado não olhe para a janela. Olhe para o espelho”. Hoje, o “Obrigada, estou apenas olhando” quer te fazer refletir. Mais ainda? Sim, mais! Heheh

A frase é do empresário Abilio Diniz. E o que ele quis dizer com isso? Ele está nos alertando: quando a nossa vida não está nos trazendo a satisfação que merecemos, ao invés de olhar pela janela e ver o que está errado lá fora, temos que olhar para o espelho: só assim vamos conseguir nos enxergar.

Afinal, se a sua vida não está do jeito que você quer, a resposta está com você e mais ninguém. O que está de fora pode até ser muito importante (país em crise, por exemplo), mas você não pode controlar, pode?

Você só pode controlar o que está ao seu alcance: seus ganhos, seus gastos, suas compras (principalmente as por impulso), suas emoções… Sim, é muito importante controlar suas emoções…

Ao encarar o espelho, aproveite a oportunidade para se encontrar com seus valores. Eles podem guiar você por um caminho melhor.

Quando aconteceu comigo foi que percebi o que estava fazendo com a minha vida e todas aquelas compras revelavam uma futilidade que não tinha nada a ver comigo. Meus valores eram outros. Resgatei a minha humildade, a determinação e a garra que sempre me acompanharam e trouxe novos valores como a disciplina e o equilíbrio emocional para me ajudar nesta caminhada.

E vem dando certo, com a graça de Deus! Aliás, a minha fé em Deus é que vem produzindo todas essas mudanças.

Faça este exercício: encare o espelho, encontre-se e faça acontecer também na sua vida! Que Ele continue NOS abençoando e protegendo todos os dias, em todos os momentos. 😉

O que as pessoas (bem sucedidas) pensam sobre o dinheiro

Dia 218/365:

A gente já falou muito aqui sobre o poder das nossas crenças sobre finanças. Aquelas que aprendemos na infância e teimam em continuar na vida adulta… O ‘Obrigada, estou apenas olhando que te ajudar a se livrar delas.

O livro ‘O Segredo da Mente Milionária’ de T. Harv Eker (gente, ele está no Brasil, hoje, amanhã e domingo para o Millionaire Mind Intensive‎, um treinamento que não consegui participar desta vez, o investimento era muito alto, mas não vai faltar oportunidade, tenho certeza) fala sobre isso: como as pessoas bem sucedidas encaram o dinheiro e o que pensam sobre suas finanças. 

1 – Eu crio minha vida   |   Minha vida acontece

2 – Obstáculos são oportunidades    |   Sou sempre bloqueado

3 – Eu sei como gerenciar o dinheiro   |   Tenho dificuldade em gerenciar o dinheiro

4 – Estou sempre aprendendo e crescendo   |   Já sei tudo o que preciso saber

Com quais pensamentos você se identifica? Quais precisa eliminar da sua vida? Quais precisa trabalhar para alcançar? Quantas perguntas né?

Acredito  que você já percebeu qual o lado é a forma como as pessoas prósperas pensam e aquelas que ainda não atingiram essa maturidade financeira pensam.

Mas tenha sempre em mente que à medida que nos damos conta de que a natureza é rica, abundante, generosa e próspera, fica mais fácil lembrar que fazemos parte disso também. Ou seja, então você vai encarar, normalmente, que também podemos ser ricos, prósperos e abundantes. E que tudo pode, sim, vir para nós, sem limites.

Você merece ter uma relação saudável e equilibrada com sua Saúde Financeira. Eu posso, você pode, nós podemos, TODOS podem! Que Deus continue abençoando NOSSA vida, abrindo NOSSA mente, transformando a NOSSA história, pra melhor, sempre! 😉

 

Crenças sobre o dinheiro

Dia 213/365:

Quantas frases ouvimos ao longo da nossa vida sobre o dinheiro. Ouvi algumas dessas quando era criança e, quando ditas por adultos (que teoricamente, são as pessoas que sabem tudo, na visão de uma criança) passam a ser incorporadas como verdades. E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai derrubar algumas delas.

Lembro bem que minha avó separava o dinheiro que meu avô trazia para as contas: isso é para mercado, isso é para pagar as contas de água e luz, isso é para a igreja. Sim, meus avós, devolviam o dízimo. Ela dizia: ‘10% é de Deus, foi Ele que nos deu tudo que temos’. Mesmo sem entender a grandeza do que aquilo significava, eu respeitava.

Ontem, a aula na Escola Bíblica foi sobre dízimo e sua importância. E a professora deixou muito claro: “este é um assunto sério e faz parte da intimidade entre você e Deus”. Sim, eu acredito muito nisso. Já tive uma experiência com dízimo, já recebi um milagre por ser fiel dizimista.

E uma das primeiras crenças que precisam cair por terra é exatamente sobre o dízimo: se você devolver o dízimo não vai lhe faltar! Muita gente tem medo de ser dizimista por acreditar que o dinheiro que ela está devolvendo vai faltar no seu orçamento. Não vai! Vai sobrar… Sou testemunha disso. Não tenha medo de viver o sobrenatural de Deus com medo de passar necessidades. Você acredita que Deus, vendo a sua fidelidade, vai deixar lhe faltar alguma coisa? Ou à sua família? Faça esta experiência. Tente, desapegue, seja generoso.

O dinheiro não traz felicidade é outra crença que precisa ser quebrada. Muita gente brinca, que ele não traz felicidade, ele manda buscar. Antes de mais nada você tem que definir ao que a sua felicidade está atrelada: às coisas que você tem (casa, carro, smartphone?). Neste sentido, o dinheiro será um meio para você alcançar tudo isso. E por conta disso, o dinheiro nos dá poder de escolha, de ter algo que queremos. Mas o dinheiro também pode lhe proporcionar felicidade associada à sua saúde, viagens, aproveitar a vida com os amigos e familiares…   Ele sempre será um meio. E ele traz felicidade, sim. Basta você saber relacionar-se bem com ele. E não tenha medo de dizer isso. Não se limite!

O dinheiro não cresce em árvores: minha mãe dizia isso para gente não gastar à toa. Mas, essa frase mostra o quão difícil e penoso pode ser ganhar dinheiro. E não deve ser assim. Para termos abundância, o correto seria alterar essa frase para ‘o dinheiro cresce como uma árvore’. Claro, você planta uma semente (aprende a poupar), faz a árvore crescer (investindo o seu dinheiro) e, com o tempo é possível colher os frutos (ou os resultados dos seus investimentos). Da próxima vez que for falar: ‘não posso comprar isso’,  pense “o que preciso fazer para comprar isso”. Assim, vai ficar mais fácil conquistar o que você almeja.

O dinheiro é sujo/corrupto: isso a gente vem vivendo nos últimos dias e muita gente associa a corrupção ao dinheiro. Mas corrupção não tem a ver com o dinheiro, tem a ver com caráter. Não é o dinheiro que é corrupto, as pessoas é que são. São as pessoas que fazem mal uso do dinheiro. Esqueça isso e veja o dinheiro como um meio para conquistar o que você precisa. Como? Trabalhando, ganhando seu salário honestamente, poupando, investindo e planejando.

Espero que você pare um pouco para pensar nestas frases e comece a transformar esses conceitos que podem estar arraigados aí dentro de você. Na sexta-feira foi dia de pagar as contas do mês. E vocês se lembram que me encontrei com o Pedro Braggio né? Quando comentei isso com ele, ele me disse: “Não sofra por pagar suas contas. Pegue seus boletos dê um beijinho neles e diga: obrigada pela oportunidade de pagar minhas contas”. E foi assim que fiz. Há algum tempo  não sofro mais para pagar as contas, pois sei que vou pagar tudo, vou separar o valor dízimo, o do colchão financeiro e vai sobrar!

E Deus está em tudo isso, gente. Ele está em nosso trabalho (sustento para os nossos dias), Ele está em nosso salário (fruto do trabalho e meio para conquistarmos nossos sonhos). Seja íntimo Dele e agradeça por conseguir fazer com que o dinheiro dure mais que três dias. Que Ele continue NOS abençoando, NOS protegendo e NOS orientando em todas as decisões de NOSSAS vidas, em todos os momentos. 😉

Deixe que suas próprias crenças governem sua vida!

Dia 205/365:

Quando crianças, ouvíamos que ‘o dinheiro é sujo’, ‘ganhamos tão pouco’, ‘somos tão pobres’, ‘a gente sobrevive’, entre outras crenças… E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar sobre isso.

Importante lembrar que estas crenças, que você ouvia quando criança, não são suas! Sim, são dos seus pais ou parentes… Você precisa desenvolver sua própria percepção sobre o dinheiro. Quando criança, depois do abandono que sofremos, aqui em casa as coisas ficaram um pouco complicadas. Naquela época, o dinheiro era visto com tristeza, ou melhor, a falta de dinheiro. As dificuldades fizeram com que associássemos dinheiro a um sentimento negativo.

E isso perdurou por muito tempo. Acho que até por isso que gastava todo o dinheiro e não guardava, pra me ver livre dele logo hehehe Só pode ser… Freud ou o nosso educador financeiro Pedro Braggio pode explicar melhor.

Vejamos quão impactantes podem ser as crenças que carregamos:

1) Tudo é motivo pra reclamação: o governo, a crise, os concorrentes… E os culpados são sempre os outros, cuidado com isso!

2) Pare de olhar para os ricos com sentimentos e emoções ruins.Como vai ser rica, repudiando a riqueza? ;

3) Vá aprender ou dê o braço a torcer e, humildemente, peça ajuda!

4) Controle suas emoções para não compensar sentimentos negativos com compras supérfluas e que podem comprometer as suas finanças.

Viu só, pequenos insights podem te ajudar a encontrar um caminho para a mudança. E cá estamos nós falando de mudança de atitude de novo. E o primeiro passo para que a mudança se concretize é a decisão. Decida ser uma pessoa melhor, decida ser uma pessoa sem dívidas, decida ser uma pessoa controlada, decida ser uma pessoa rica!

Deus quer a nossa prosperidade. Não tenha medo disso! Busque o melhor para a sua vida e de sua família. Isso não é nenhum bicho de 7 cabeças. E tenho certeza de que a partir do momento que você decidir abandonar esses hábitos nocivos, vai encontrar a prosperidade que Deus quer lhe entregar. Afinal, Ele está aqui, todos os dias, NOS abençoando, NOS orientando e NOS mostrando o melhor caminho, sempre, todos os dias, em todos os momentos. 😉