As pessoas ainda guardam dinheiro em casa!

Dia 315/365:

Pasmem, gente: as pessoas ainda guardam dinheiro em casa! O “Obrigada, estou apenas olhando” teve acesso a uma nova pesquisa do SPC Brasil que constatou que 25% dos poupadores preferem guardar dinheiro em casa a investir.

Outro dado divulgado pela pesquisa revelou que a Poupança ainda é a preferida por 60% dos brasileiros que possuem recursos guardados. Apenas 16% dos brasileiros conseguiram terminar o mês de maio com recursos para aplicar. Por outro lado, 46% dos poupadores resgataram dinheiro guardado.

Guardar dinheiro em casa está errado por pelo menos dois motivos: é uma opção arriscada por questões de segurança e um hábito negativo do ponto de vista da rentabilidade, uma vez que o dinheiro fica parado sem render juros.

O SPC Brasil sempre defende que “guardar dinheiro no final do mês não é um hábito comum do consumidor brasileiro”. Não concordo e não gosto deste tipo de orientação dos economistas. As pessoas não devem esperar chegar o fim do mês para guardar dinheiro.

Entre os tipos de investimento, a Caderneta de Poupança ainda é a modalidade de investimento mais conhecida pelos entrevistados: ao menos 81% das pessoas que possuem dinheiro guardado já ouviram falar a seu respeito. Em seguida aparecem os Títulos de Capitalização (48%), planos de Previdência Privada (45%), ações em bolsas de valores (39%), fundos de investimentos (33%) e o Tesouro Direto (24%).

Eu sei que as escolhas de investimento são influenciadas tanto pelo conhecimento escasso sobre as possibilidades de investir como pelo comodismo.

Não seja preguiçoso. Faça o melhor por você e sua família. Vá buscar informação sobre outras possibilidades. As oportunidades são infinitas e você só terá a ganhar se buscar conhecimento.

Faça o seu dinheiro render. Quem sabe não sobra até para você ajudar alguém que precisa! Já pensou? Que Deus te abençoe em todos os sonhos! Gente, pé de meia, a gente só faz de meia mesmo, mas sem guardar em casa hein! 😉

Anúncios

Para conquistar o poder do dinheiro

Dia 309/365:

Por conta do “Obrigada, estou apenas olhando”, comecei a pesquisar livros que falem sobre educação financeira e, recentemente, participei do lançamento do livro do Tiago Brunet “O Maior poder do mundo”.

No livro, tem um capítulo com questionamentos sobre dinheiro. Não precisa responder pra mim, avalie e responda pra você mesmo (a):

1) Você tinha alguma resistência à teoria de que o dinheiro é um dos poderes que regem o mundo?

2) Se você entende a importância de ter recursos financeiros enquanto vivemos esta vida terrena, o que fará a partir de hoje para conquistar esse poder?

3) Os livros que você lê e as pessoas com as quais você convive são assertivos para a aquisição desse poder?

4) Em sua opinião, o que esse poder não consegue ou não pode comprar?

5) Vice já se deu conta de que quem tem o poder do dinheiro consegue potencializar tudo aquilo que for a a vida extraordinária?

6) Qual a criptonita do dinheiro?

Reflita sobre essas questões. Tenho certeza de que poderão ajudar você a mudar sua relação com o dinheiro. E que Deus abençoe NOSSAS reflexões e NOSSO modo de encarar a vida! Nada é para sempre e você pode pisar a sua forma de ver o mundo e encarar seus problemas. 😉

E vamos voltar a trabalhar o expediente todo

Dia 302/365:

Acabou pra Seleção Brasileira! Não acabou pro Brasil! Não acabou pra mim e nem pra você! O “Obrigada, estou apenas olhando” não poderia deixar de falar sobre isso.

Agora, nas redes sociais, pipocam críticas e mais críticas, à seleção, aos jogadores, ao técnico… Até aí ok, a gente precisa botar pra fora a indignação, pois o sonho era ser hexa!

O que a gente precisa parar de fazer é confundir as coisas. Pois tem gente que critica quem torce, quem vibra pela seleção, quem fica feliz com a vitória e quem fica triste com a derrota! E fazem isso pra criticar o país, os nossos governantes… Ah gente, isso dá uma canseira, não é?

Chega de misturar tudo: futebol com política, economia e corrupção. Uma coisa não tem nada a ver com a outra! Torcemos para a Seleção Brasileira porque somos brasileiros, simples assim!

Se você está indignado com o país, a política, a economia, a corrupção, Lava Jato, PT, PSDB, MDB e afins, demonstre isso nas urnas em outubro: é o momento certo, é a sua oportunidade de protestar.

Somos um país lindo, com os melhores torcedores, aqueles que acreditam e honram a torcida até o fim. A Seleção Brasileira nem tanto: o que vimos em campo com o jogo contra a Bélgica deixa muito claro que os jogadores não têm estrutura emocional para superar as adversidades e que depender do individualismo não ganha jogo! Não hoje em dia, com o profissionalismo do futebol mundial.

Infelizmente, a seleção brasileira não amedronta mais as demais seleções e o individualismo não ganha mais os jogos. Precisamos mais! Somos a única seleção pentacampeã e que venha 2022.

Outra coisa, nossos jogadores não são meninos. Precisamos parar com isso, parar com esse mimimi! Eles podem até ser craques, mas pensam mais no próprio desempenho do que na camisa amarela!

Mas valeu Tite! Valeu, jogadores! Chegamos onde conseguimos com o futebol que apresentamos e os erros que sempre cometemos.

Agora, voltemos a trabalhar o expediente todo, nos preocupar em pagar nossas contas e poupar dinheiro! Que Deus continue NOS orientando e NOS protegendo em todos os momentos! Com futebol ou não… 😉

A foto do post é do meu amigo Theo Saad que está em sua 5ª Copa do Mundo. Torcedor que acredita não apenas na seleção brasileira, mas no espetáculo, no futebol… No bom futebol! Obrigada Theo, pela autorização da foto! Ele é o primeiro à esquerda. 😉 🇧🇷

Endividamento cíclico, você padece desse mal?

Dia 292/365:

Vira e mexe você está endividada (o)? Consegue pagar as contas atrasadas, guarda dinheiro, e depois de um tempo, se descuida e volta tudo à estaca zero? Antes do “Obrigada, estou apenas olhando” passei por isso e vou te contar como sai!

Se isso já aconteceu com você ou está acontecendo neste momento, você sofre de um mal conhecido como endividamento cíclico.

Imagine a situação: não importa o quanto faz ou se esforça, você acaba cedendo à tentação e usando a reserva financeira para uma compra supérflua, mas aí acontece um imprevisto que acaba te endividando.

Lei de Murphy? Não! Falta de prioridade, planejamento e foco! Você se descuidou do controle financeiro, deixou seus sentimentos falarem mais alto e se deixou levar pelo impulso, pela emoção.

Muitos podem ser os fatores que te levam a isso, mas uma coisa é certa: você só vai encontrar uma saída quando quebrar esse ciclo!

E como fazer para quebrar esse círculo vicioso? Mudando seus hábitos! O medo de cair me rondou, logo no início deste desafio. Cheguei a pensar “E se eu não aguentar? Vou voltar a ser como era antes?” Me agarrei à minha fé para afastar a insegurança e foquei em ter uma reserva financeira. Deu certo!

Hoje há poucos meses do fim deste desafio, a meta está quase cumprida. E estou orgulhosa do meu propósito, da força de vontade e da resiliência que me acompanhou neste tempo de mudança e transformação.

Você só precisa de foco e determinação. Abra mão de alguns gastos, tenha consciência do que pode fazer e, principalmente, do que não deve fazer. Assuma para os outros e para você mesma (o)! Fale em voz alta: ouça a sua determinação e Deus vai te abençoar porque conhece a sua vontade de vencer! Xô, dívidas! Xô, vida financeira capenga! Que venha vida nova! Que venha prosperidade! 😉

Fuja das mentiras financeiras

Dia 283/365:

Mentiras financeiras: você sabe quais são? Mesmo sem associar a expressão à sua vida, pelo menos uma vez na vida você já usou expressões como “eu mereço” ou “não consegui resistir”. Hoje, o “Obrigada, estou apenas olhando vai falar das mentiras que contamos para justificar uma compra.

E sempre que estas desculpas aparecem, estamos diante de uma compra que não precisamos ou que não temos dinheiro para pagar.

A minha preferida era “estava na promoção”. Mas pense bem, quando você compra uma blusa com 50% de desconto, você não está pagando 50% a menos e sim 50% a mais por uma coisa que não estava programada ou que você não precisa.

Meu amigo diz que se você não comprar, terá 100% de desconto heheheh

O maior problema destas desculpas é que você as conta para si mesmo (a). A pior mentira! Tentando se convencer de que está fazendo algo bom, quando na verdade você sabe que não!

Mas não fique preocupada, eu fiz muito isso. E se eu consegui parar, você também consegue. E sabe como consegui? Tendo um propósito, uma meta, um sonho. Até o compromisso firmado com o “Obrigada, estou apenas olhando” é um bom motivo para não ceder à tentação, usando destes subterfúgios.

A meta de ter uma reserva financeira é que está me ajudando a me manter firme neste propósito. É ela que está proporcionando a motivação necessária para chegar lá!

E estou chegando. As pessoas ainda me perguntam: “tá conseguindo?” ou “como você consegue?”. O segredo? Sonho, meta, planejamento com estratégias para chegar lá, determinação e foco!

Ah, importante lembrar que meu compromisso não é somente comigo, mas com vocês também: seguidores do blog e da página do Facebook. Estamos há poucos meses do fim deste desafio. E a dúvida que não quer calar: se eu vou voltar a comprar? Sim, mas não como antes. Aprendi muito neste tempo. Foram muitas transformações, muito aprendizado e hoje sou uma nova pessoa!

E essa nova pessoa, com a graça de Deus, não voltará a ser como era antes! Como diria Albert Einstein: “a mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original”. E a minha se expandiu, para melhor! Um bom motivo para agradecer, comemorar e aproveitar!

Que Deus continue NOS iluminando e NOS orientando e inspirando todos os dias, em todos os momentos. Que você também encontre seu propósito, motivação e seja feliz! 😉

Mais de 60 milhões de inadimplentes

Dia 281/365:

Mais uma pesquisa do SPC Brasil que deixou o “Obrigada, estou apenas olhando” de boca aberta: o Brasil encerrou o mês de maio com 63,29 milhões de inadimplentes.

É muita gente com dívidas em atraso. E adivinhem quem lidera a lista de credores: os bancos, claro!As pessoas estão se endividando, cada vez mais, por conta de empréstimos e cartões de crédito.

O volume de consumidores brasileiros com contas em atraso e registrados em lista de devedores voltou a crescer em maio. De acordo com dados apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), a quantidade de inadimplentes cresceu 2,78% no mês de maio na comparação com igual mês do ano passado.

Em números absolutos, estima-se que aproximadamente 63,29 milhões de brasileiros estejam com o CPF restrito. Dessa forma, não conseguem fazer compras a prazo ou contratar crédito.

Tanto o SPC Brasil, quanto o CNDL creditam a inadimplência à crise e à lenta recuperação da economia. Mas a gente sabe que não é só isso! A gente precisa parar de culpar a política ou a economia.

Temos que assumir as responsabilidades pelas nossas ações. Quando me encontrei uma situação delicada na minha vida, fui buscar ajuda. Graças a Deus não tinha dívidas e nem estava inadimplente. Mas cheguei no meu limite e precisei fazer alguma coisa.

E fiz! Busquei orientação, aprendi muita coisa e agora consigo compartilhar com você! Mais e esqueça das dicas de como sair desta situação. A primeira delas é admitir que precisa de ajuda!

Só assim você estará pronto para ser ajudado. Que Deus ilumine as NOSSAS vidas para que SEMPRE consigamos escolher os melhores caminhos e tomar as melhores decisões. 😉

Existe a boa compra?

Dia 270/365:

Claro que sim! E não é difícil comprar bem! Hoje, botei o “Obrigada, estou apenas olhando” debaixo do braço e fui comprar um presente. Calma, não foi pra mim, foi de aniversário de uma amiga!

Levei o blog junto para não correr o risco de esquecer nenhuma das dicas para não gastar além do necessário heheh E vou dividir com vocês tudo que vivi hoje.

Antes de ir às compras, avalie algumas questões: o que você está pensando em comprar é realmente necessário; você se lembra de pesquisar preço em diversas lojas; avalia as formas de pagamento e pede desconto?

O que comprar? Quando decidir pela compra procure avaliar se cabe no seu orçamento. Não foi um presente que comprei heheh Tá mais pra lembrancinha, pois, era o que cabia no meu orçamento.

Porquê comprar? A minha compra teve um motivo justo: aniversário de uma amiga. Estou nessa, só com motivos justos, caso contrário é supérfluo. Cuidado com os motivos que te levam às compras. Precisa repor algum eletrodoméstico, verifique se tem conserto! Vai contratar algum serviço? Veja todas as opções disponíveis no mercado.

Onde comprar? Verifique as lojas físicas e as de e-commerce. Existem alguns aplicativos que te devolvem dinheiro para comprar online. Vale a pena aproveitar para comprar e ainda ter uma graninha de volta. Faça pesquisa e compre nas lojas que oferecem desconto para comprar à vista! Sempre à vista: nosso eterno mantra. Como o aniversário é amanhã não foi possível comprar pela internet, mas consegui desconto e paguei à vista!

Viu só como fica fácil se você para e avalia antes de sair desembestada para as compras? Que este exercício antes de sair à compras te ajudar a comprar com mais consciência e gastar menos, já fico feliz!

E que Deus continue NOS abençoando e NOS protegendo, todos os dias, em todos os momentos (mesmo quando saímos para comprar) hehehe 😉