Dá pra economizar na Páscoa? Sim!

Dia 196/365:

Ah gente, queria tanto um ovo de Páscoa, mas com os preços, vai ficar inviável hehe Acho que vou comprar aqueles coelhinhos pequenos (e baratos) e barras de chocolate. Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar sobre o feriado da próxima semana.

Três dias! Tem gente que vai viajar. Tem gente que vai reunir a família para o almoço. Tem gente que quer ganhar um ovo de Páscoa bem grandão (eu!). Não importa o que você pretende fazer, o importante é planejar para não gastar além do necessário. E dá pra economizar sim!

Se você vai viajar e tem acompanhado o nosso blog, este passeio já está programado, planejado e pago! Ou pelo menos, deveria! Espero que você tenha pesquisado lugares mais baratos, atrações e passeios gratuitos que poderá fazer com a família ou os amigos.

Mas se você está pensando em um festivo almoço de Páscoa, envolva toda a família para não gastar muito. Em tempos de WhatsApp, monte um grupo com todos que deverão comparecer e defina responsabilidades para cada um. Desta forma, cada um leva um prato, uma sobremesa, um peixe (não precisa ser bacalhau, por que nesta época fica bem caro), sucos e refrigerantes e não pesa pra ninguém e a comunhão em família vai ser mais divertida ainda. Eu garanto!

Sobre os chocolates, calma. Você tem várias opções:

1: Compre barras de chocolate: muitas! heheh Assim, você economiza e come até mais chocolate do que se fosse com o ovo.

2: Faça você mesmo: sim! Aprenda a fazer e presenteie. Quem sabe não surge aí uma possibilidade de renda extra?

3: Ovos caseiros: se você não tem talento para a culinária, compre os ovos caseiros. Você poderá ajudar um amigo a ganhar uma grana extra e ainda economiza, pois, os ovos caseiros são beeeem mais baratos que aqueles que estão pendurados nos supermercados.

4: Faça um amigolate: não entendeu? Amigo secreto de chocolate! Assim, se a família fizer questão dos ovos de Páscoa, você compra apenas um e ganha também! Nada mais justo né? E assim TODO mundo economiza.

Ah, a brincadeira com o chocolate é divertida, mas a Páscoa vai muito além… Todo mundo sabe que a Páscoa é um tempo lindo, momento de agradecer pelo amor e a misericórdia de Deus. É o momento de crer em Suas promessas: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (João 10:10).

A Páscoa celebra o sacrifício de Jesus Cristo que morreu para nos salvar. Sim, a ressurreição de Jesus marca a sua vitória contra a morte e o pecado: uma linda história de amor por todos os homens. Coma chocolate, mas lembre-se também de ir à igreja em respeito e em memória por TUDO que Jesus fez por nós!  Seja em Deus! Seja feliz! Seja próspero! 😉

 

Como envolver a família nas finanças da casa

Dia 188/365:

Estamos na semana 11 do Desafio das 52 Semanas e no post dessa terça-feira, no Facebook do ‘Obrigada, estou apenas olhando’, falamos sobre a família, incentivando todos os membros a participar das finanças da casa.

E, por conta dela, recebi uma mensagem in-box pedindo ajuda para falar com a família sobre as dificuldades financeiras e sobre como convocar todos a participar das economias mensais e até do exercício de poupar. Veja o pedido de socorro:

“Vi o post sobre envolver a família para poupar e fiquei pensando na situação lá em casa. Minha família não conhece a nossa situação financeira. Em casa, só eu trabalho, tenho esposa e dois filhos pequenos (7 e 12 anos). Não consigo falar não para eles e, por conta disso, nos envolvemos em dívidas que não tem fim. Estou precisando de ajuda”

Situação delicada não é pessoal? Como deve ser difícil dizer não àqueles que amamos. Lembro bem da minha mãezinha que se desdobrava para cuidar de mim e do meu irmão, quando meu pai nos abandonou. Enfrentava as dificuldades e nunca nos deixou faltar nada. Mas, mesmo em toda a sua ingenuidade e simplicidade, sempre foi sincera conosco, quando pedíamos algo que ia além da sua capacidade.  E hoje posso imaginar como deveria doer nela assumir esta postura de ‘não posso’…

Mas, para sair dessa situação, não tem outro jeito: o caminho deve ser o da transparência, respeito e sinceridade. É o segredo para ter qualquer conversa com a família sobre o assunto que for. Mas finanças, sempre foi e sempre será, um assunto delicado. E, por conta disso, os cuidados devem ser redobrados.

E como estamos lidando com uma família e esta pode ser a dúvida de muitos outros pais e mães, fui conversar com o nosso educador financeiro, Pedro Braggio. “Se um dos membros da família resolveu cuidar das finanças da casa sozinho e já faz tempo que carrega esse fardo pesado, está mais do que na hora de dividir as preocupações com os filhos e com o cônjuge”, explica.  “Por que carregar tudo isso sem dividir com os outros? Tirando o peso das costas, é possível planejar um novo rumo para as finanças da família e vai ser bom para todos”, aconselha.

Mas como conversar com a família? Importante é que você não faça da conversa um sermão, nem uma bronca, senão o assunto fica pesado e ninguém vai querer ouvir. Com os pequenos faça-os entender o o valor do dinheiro: não dá em árvore e custa ganhar.  Lance um desafio. Chegue com um porquinho para cada um e desafie-os a enchê-los. Ou algo do tipo, use a sua imaginação e aproveite para brincar com as crianças.

Converse com todos da família sem marcar data e horário: vai ficar mais fácil. Comece a conversa como se fosse como outra qualquer. E vá sentindo a reação do membros da família. Com o seu cônjuge, que entende e sabe discernir, pode ter uma conversa em separado, seja sincero, mostre que ao longo do casamento sempre fez, sempre se desdobrou, mas que agora não está conseguindo mais… Quem sabe ela (neste caso) não se empolga em ajudar na renda família, fazer um trabalho dentro de casa mesmo (por conta de cuidar dos filhos) e que lhe traga uma remuneração extra: de repente ela descobre um talento escondido com bolos e doces, por exemplo…

Outra forma de começar o assunto é despertar o interesse da família com um tema que eles gostem, como viagem, troca do carro, compra de uma casa maior, festas de aniversário… E explique que para que estas coisas aconteçam, todos deverão colaborar. Comece por aí e vá inserindo o assunto de economias e poupança desta forma.

Mas antes de mais nada, lembre-se de pedir orientação de Deus para conversar com a sua família. Peça para que Ele fale por você… Assim, tenho certeza de que não corre o risco de brigar, nem ofender ninguém. Quando Deus age por nós, tudo fica mais fácil, mais calmo e os resultados, certamente, serão incríveis! Vá com fé, vá com Deus e tudo vai ser resolver da melhor maneira para você e para sua família! Que sejamos felizes, prósperos e abençoados a cada dia, em todos os momentos. 😉

 

Mudar o estilo de vida é possível? Sim!

Dia 183/365:

Hoje fui acusada de ter mudado hehee E a culpa é de quem? Do nosso blog, claro! É do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ heheh Mas a ‘culpa’ aqui não é num sentido negativo, pelo contrário. É beeeem positivo!

E se eu mudei, você também pode. E só precisa de uma decisão. De um ‘vamos lá’.

Você sabia que a maior parte das pessoas que começa a ganhar mais passa também a gastar mais? E este é um do maiores erros para quem quer ter uma estabilidade financeira. Mesmo porque para ter as finanças em dia, não é preciso ganhar mais e sim, gastar menos.

As mudanças no estilo de vida podem gerar grandes retornos financeiros. Por exemplo, eu troquei a operadora de telefonia móvel por outra que me oferece o mesmo serviço pela METADE do valor mensal.

Outra despesa que eu mudei foi com o supermercado. Dividi as compras entre semanais e mensais e, com isso, reduzi o valor gasto em 50% também. Avaliar os nossos custos de vida ajuda a verificar o que você precisa mudar, o que pode ajustar e, principalmente, o que tem que cortar da sua vida.

Lembra que quebrei dois cartões de crédito de lojas? Pois é… Você também pode fazer isso e concentrar as compras em apenas um cartão e isso vai reduzir as suas compras.

Nas lojas, os cartões me davam a possibilidade de parcelar em até 5 vezes. Então, quanto mais parcelas, menor o valor delas, o que incentivava mais e mais compras. Com o cartão do banco, vou poder comprar no crédito nestas lojas, mas com a diferença que vou poder parcelar em até 3 vezes, o que vai reduzir o valor das compras, com certeza… Já estou até prevendo… hehehe

Eu não tenho mais o limite do cheque especial. Se você tem, cancele o seu. Assim você vai se forçar a trabalhar fora do vermelho, evitando os juros abusivos do banco.

Estas pequenas atitudes podem fazer você mudar seu estilo de vida e viver abaixo do que poderia. E isso será importante para você e para a sua família. Por quê?

1) Você vai conseguir poupar e assim realizar seus sonhos, usando o dinheiro da sua poupança ou de investimentos e não de financiamentos (muito mais caro).

2) Você vai se tornar uma pessoa mais flexível financeiramente, falando. Não entendeu? Eu explico: viver com a renda toda comprometida, devido a despesas, dívidas, financiamentos e parcelamentos não te deixa fazer mais nada. Você trabalha, recebe seu salário e paga contas, ou seja, o seu salário vai durar 5 dias no máximo… Isso é muito triste.

3) Você vai aprender, como eu estou, que não é preciso muito para ser feliz! 🙂

Quero que fique feliz! Quero que mude seu estilo de vida, que aprenda a poupar, que realize seus sonhos… Tudo isso vai te fazer uma pessoa muito mais tranquila e saudável. Sim, porque a falta de dinheiro traz diversos transtornos de saúde, sem contar que pode atrapalhar sua vida profissional, pessoal e familiar.

E Deus não quer isso! De jeito nenhum! Ele quer que sejamos prósperos. Mas para que isso aconteça continue pedindo a orientação Dele, que está pronto e esperando para NOS ajudar. Faça a experiência: Ele quer NOS ajudar, NOS inspirar e NOS proteger… É só você permitir. Eu já deixei e Ele tomou conta de tudo! 😉

 

4 aplicativos para você baixar agora

Dia 141/365:

Você já ouviu falar sobre o cashback? O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ não quer apenas poupar, mas também economizar e por quê não ter parte do dinheiro gasto de volta? Essa é a promessa dos aplicativos de cashback que já são bastante populares nos Estados Unidos e vem ganhando força no Brasil… Graças a Deus hehehe

O cashback não é desconto. Quem usa os aplicativos e compra nas lojas parceiras, recebe uma parcela do valor que gastou na forma de bônus ou dinheiro em conta corrente. Mas fique atento, nas compras virtuais, para ter direito ao dinheiro de volta, você precisa primeiro acessar a plataforma de cashback para, de lá ser direcionado para o site da loja que preferir.

É possível usar o cashback também nas compras no comércio tradicional. A diferença é que o  cliente pagará com uma máquina de cartão específica. Este é um modelo de negócio legal e que traz benefícios para todas as partes. Atrai o cliente à loja (ganha o comerciante), os sites de cashback recebem uma comissão (por serem uma forma de anúncio das lojas em questão) e parte desta comissão eles repassam ao consumidor. É um negócio ganha/ganha.

Confira os quatro aplicativos mais populares e aproveite as vantagens de comprar, acumular pontos, trocar por bônus ou receber parte do que foi gasto de volta:

– Méliuz: com diversas empresas anunciantes, o site disponibiliza cupons de desconto para uso nas lojas virtuais cadastradas e o cliente ao consumir nas empresas parceiras, tem parte do valor devolvido diretamente na conta bancária;

– A Poup: atuante desde 2012, trabalha com mais de 100 lojas e oferece cashback em todas elas.

– A Cashola: funciona da mesma maneira e devolve seu dinheiro diretamente na sua conta.

Beblue:  a plataforma não permite o saque do dinheiro retornado. Os valores permanecem como crédito dentro do aplicativo, e o usuário pode utilizá-lo em qualquer loja parceira.

Aproveite estas novas ideias que estão surgindo e que trazem inúmeras vantagens para o consumidor. E que Deus continue NOS proporcionando novas experiências que NOS edifiquem e NOS tragam benefícios em todos os sentidos. 😉

Você já usou cupons de desconto? Se não, tá perdendo dinheiro

Dia 127/365:

Você já usou cupons de desconto? Se a sua resposta for não, sinto dizer, amigos, mas estamos perdendo dinheiro. Sim, sim, eu me incluo nesta onda. Estou descobrindo agora o poder dos cupons de desconto que facilitam a nossa vida e nos ajudam a economizar dinheiro nas compras, principalmente, via e-commerce.

Esta onda de cupons é febre nos Estados Unidos e, se é febre lá, claro que ia chegar por aqui. Os cupons são oferecidos aos usuários pela internet por meio de códigos. Assim, para desfrutar do benefício, o comprador precisa apenas anotar o código de desconto e digitá-lo em um campo específico para isso, que costumam aparecer na página de finalização da compra.

Outro dia, estava pensando em comprar uma máquina fotográfica digital e procurei, claro, primeiro na internet. Entrei na loja que oferecia a melhor oferta claro e qual foi a minha surpresa que o produto já em promoção e com desconto, ainda me oferecia a possibilidade de fazer uma contra-oferta. Calma, gente, você leu certo, “comprar”, mas é uma ferramenta de trabalho, investimento para minha carreira de jornalista. Mas mesmo com a promoção e o desconto que eu pude pedir ainda, não comprei, não tive coragem… Vou esperar mais um pouco…

Renato Xavier é o CEO da Epicentro Digital

E em dúvida com esse mundo dos cupons, fui buscar informações com um especialista na área digital, Renato Xavier, da Epicentro Digital. Você se lembra dele? Isso mesmo, daquele curso de Facebook Em Ação, que fiz em novembro. Renato acredita que não é uma onda, que os cupons e aplicativos de desconto vieram para ficar.

Hoje, cinema, restaurantes, fast food, lojas virtuais, grandes magazines, todo mundo oferece desconto. Se a adesão das pessoas se deve à crise econômica que vivemos ou não, uma coisa é certa: não é uma moda! “Quem não gosta de um desconto não é? Na minha opinião, toda essa onda de cupons de descontos e aplicativos vieram para ficar. Obviamente que observamos uma crescente no uso em momentos de crise, pois é quando as pessoas pesquisam por novas alternativas de economia”, explica. Ele também, assim como a gente, também busca desconto para economizar, gente. Tá vendo, não é vergonha nenhuma. “Eu particularmente, desde de que me conheço por usuário de internet, busco pelo melhor preço no momento da compra, aliado à qualidade e entrega, mas ao invés de ir de site em site, recorro a ferramentas que me ajudam além de economizar meu dinheiro a economizar meu tempo”, completa.

Historicamente, essa onda vem de pelo menos há 20 anos. Renato explica que antes dos sites de compras coletivas, como Peixe Urbano e Groupon, vieram os comparadores de preços.  “Um exemplo clássico é o Buscapé que surgiu em 1998, como resultado de um trabalho de três estudantes de engenharia da computação da USP”, conta. Uia, que legal, desta eu não sabia também. Renato acredita que essas ferramentas de comparação de preço foram as grandes precursoras deste movimento de cupons de desconto. “Os comparadores de preço, nada mais são do que a digitalização do que fazemos ao andarmos em uma rua cheia de loja, comparar preços”, compara. Bem mais fácil por sinal.

Além dos cupons, a gente também pode receber dinheiro de volta, em nossas compras pela internet ou até encontrar o produto que você está buscando em outras lojas. Vocês sabiam disso? A gente já falou um pouco disso, naquele post sobre o Homem-Desconto, mas o Renato trouxe mais informações sobre o Baixou.com.br e o Méliuz. Já ouviram falar?

De acordo com Renato, o Baixou.com.br é um plugin que você instala em seu navegador Chrome e ao acessar o produto em uma loja online específica, ele verifica se aquele mesmo produto está com preço menor em outras lojas e te avisa. “Duas funcionalidades que eu adoro nessa ferramenta: a primeira, é a capacidade de solicitar um acompanhamento do preço de um produto, ou seja, quando o produto estiver com um preço menor ou igual ao que você deseja pagar, ele te manda um e-mail. A segunda, é que toda vez que acessamos um determinado produto em uma loja, o Baixou te mostra um gráfico com a evolução do preço deste produto ao longo do tempo”, explica. Gente, imagina que fantástico, em época de Black Friday, O Baixou é perfeito para que a gente consiga identificar se o produto está realmente em promoção ou se a gente está sendo enganado pela loja.

O Méliuz é outra ferramenta incrível. Este baixei no meu celular: é com ele que é possível reaver uma porcentagem do que você pagou por um produto. “Para receber dinheiro de volta, basta se cadastrar no Méliuz, buscar a loja ou produto, ativar o dinheiro de volta e fazer a sua compra na loja normalmente. Após isso o próprio sistema identifica e restitui uma porcentagem. Após acumulado R$ 20,00 você poderá transferir para sua conta bancária”, explica Renato e destaca que além da economia em dinheiro, a gente economiza também no tempo, com pesquisas e compras.

E se você está pensando que não é seguro comprar pela internet, fique tranquila, essa insegurança é coisa do passado. Hoje em dia, as empresas levam bem a sério as questões de segurança e você não corre nenhum risco e ainda economiza. Perfeito, não?! hehe Mas Renato, como um consumidor precavido alerta para que você escolha sempre uma senha que contenha uma combinação de letras, números e caracteres especiais (como @%$&) para deixar a senha mais segura. “Tanto acredito na segurança das compras pela internet que, frequentemente, realizo compras online, seja de produtos físicos quanto de produtos digitais”, defende.

Mas atenção é sempre importante né, gente, em todo tipo de transação que a gente for fazer. Renato alerta ainda para prestar atenção ao site que está acessando. “Muitos podem ser falsos com uma aparência muito semelhante ao site original. Isso se chama phishing. O que os cibercriminosos costumam fazer é adicionar pequenas variações no domínio para enganar as pessoas. Por exemplo http://www.voeazul.com.br (Original) e http://www.voedeazul.com.br (Falso – Recentemente recebi uma mensagem com esse link, onde eles prometiam passagens aéreas gratuitas)”, alerta.

Outra dica é verificar se o site em que você está realizando a compra possui um cadeado ao lado do domínio (na barra de endereço do site). “Esse cadeado indica que todas as informações que você está enviando para o site será criptografada ao sair de seu computador”, orienta Renato, lembrando do básico também que é verificar se a loja é confiável. Como vai fazer isso? Procure no Google e verifique também depoimentos de outros clientes.

Abaixo, fica uma listinha dos aplicativos que ele mais usa. Ebaaaaaaaaa, os segredos do Renato Xavier heheheh

Buscapé, http://www.buscape.com.br/
Baixou, https://www.baixou.com.br/
Méliuz, https://www.meliuz.com.br/
Groupon, https://www.groupon.com.br/
Economizar Ponto Frio: https://www.facebook.com/Pontofrio/app/112555325478786/
Trivago – https://www.trivago.com.br/ (Para economizar com hotel)
Booking – https://www.booking.com (Para economizar com hotel)
Uber, 99 Pop, Easy Taxi (Esses aplicativos me ajudam a economizar e muito em relação a quando eu tinha carro)
Programa de Fidelidade Sempre Presente da Vivo
Programa de Pontos do Cartão de Crédito Itaú

Então, gente, a moda agora é perder a vergonha para não perder dinheiro hehehe “Pedir desconto não é um crime e saiba que muita gente trabalha com uma gordurinha, exatamente, para negociação”, alerta, Renato. Gente, vamos aproveitar estas dicas para consumir com mais consciência. As compras movimentam a economia, geram empregos e renda, é um ciclo virtuoso, a gente já falou sobre isso por aqui. Mas não é por conta disso que a gente tem que pagar o maior preço. A gente pode fazer isso economizando ou até recebendo um porcentagem do nosso dinheiro de volta.

Mais dicas para colocarmos em prática e melhorar o nosso dia a dia e poupando, o que é melhor. O que você economizar, manda pra poupança! heheheh E vamos juntos, neste desafio, encontrando opções para viver da melhor forma possível. Com Deus no comando e a certeza de que teremos um 2018 muuuuuuuito melhor. Que Ele NOS abençoe e continue NOS orientando para as melhores oportunidades (com desconto, sempre!) 😉

4 erros que você não pode cometer neste Natal

Dia 96/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ já está sendo reconhecido nas ruas, minha gente hehehe Hoje, encontrei com uma amiga que estava indo às compras de Natal. Ela já foi logo me perguntando o que poderia fazer para não gastar muito e ainda sobrar dinheiro para honrar todas as despesas de início de ano. E depois desta conversa, você avalia se não é melhor ir amanhã mesmo às compras! Eu acho!

Comprando hoje, 13 dias antes do Natal, a Telma estava fazendo direitinho. Isso mesmo, querida, você está certíssima! O primeiro erro que as pessoas cometem é DEIXAR AS COMPRAS PARA ÚLTIMA HORA! Não faça isso! Além da muvuca que você vai encontrar nas ruas ou nos shoppings, o estresse do esbarra-esbarra, empurra-empurra pode ser evitado se você comprar antes.  Tem gente que acredita que deixando para a última hora vai encontrar promoções. Meus queridos, a única coisa que você vai encontrar na véspera de Natal é nervoso hehehe  Vale lembrar que as promoções chegam após o Natal… #FicaADica

O próximo erro, a Telma cometeu: ela NÃO FEZ UMA LISTA DOS PRESENTES QUE PRECISA COMPRAR. Gente, a lista vai ajudar você a comprar exatamente o que precisa. Estipule valores para cada um e não esqueça de seguir a lista. Você pode, além de estipular os valores, definir os presentes para cada um. Por exemplo: cunhada vai ganhar cremes ou perfumes; sobrinhos vão ganhar brinquedos e por aí vai… E, diante destas informações já vai pesquisando os produtos na internet para definir os valores para cada um.

Uma vez que a Telma não fez lista, ela também não sabe quanto poderá gastar, porque ela NÃO ESTIPULOU UM LIMITE DE GASTOS TOTAL. Definir um limite total de gastos vai te ajudar a não gastar além do planejado. Se o valor que você pode dispor para os presentes não dá pra comprar tudo que está na sua lista, você tem duas opções: ou corta as pessoas da lista ou reduz o valor dos presentes. 😮

Diante deste conselho, perguntei pra ela quanto ela tinha na carteira e ela respondeu: ‘só o cartão de crédito’. Outro erro! Telma, NÃO COMPRE NO CARTÃO DE CRÉDITO! Vá até o banco e veja no extrato se você realmente tem o dinheiro para estas compras, saque o dinheiro e pague à vista e peça desconto. Pagar em dinheiro também te ajuda a controlar e gastar somente o que tem nas mãos. Leve o extrato do banco, para ter certeza de que tem dinheiro lá, caso queira pagar no cartão de débito. Crédito jamais! Não vá ficar pagando presente de 2017 até meados de 2018.

Gente, espero que este bate-papo com a Telma tenha ajudado vocês também. Recapitulando: não deixem para a última hora; faça um lista de presentes, estipule valores para cada um que está na lista; defina um valor total para as compras e adeque a quantidade de presentes ao seu limite; compre à vita, crédito jamais!

Quem conseguir fazer isso, depois me conta se deu certo! Eu vou às compras amanhã. Tenho alguns presentinhos para comprar. Não vai ter nada pra mim e ainda tenho um amigo-secreto para presentear. Já estipulei valores para os presentes. Acho que o amigo secreto é o que vai ganhar o presente mais valioso heheh. Mas vai dar tudo certo: Deus no comando, sempre, NOS abençoando e NOS protegendo… 😉

 

 

Vem aí, o 13º salário

Dia 61/365:

Agora que você já está preparado para a Black Friday, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai falar de Natal, sem dúvida, a data mais importante para o comércio, não só no Brasil, como no mundo. O Natal consegue movimentar todos os setores – vestuário, perfumes, brinquedos, eletrodomésticos, móveis, equipamentos eletrônicos, alimentos, cosméticos, flores e até lembrancinhas… Eu vou atacar de lembrancinhas este ano heheh

Como a diversidade de segmentos é grande, todos os setores acabam se beneficiando. E, para a economia, isso é muito bom: todos crescem e têm lucro! É uma época tão fantástica que faz a roda da economia girar como um todo: a indústria contrata mais pessoas para produzir os produtos que serão vendidos nas lojas, que por sua vez, contratam mais vendedores para atender a demanda de público e os horários estendidos, principalmente, nas regiões centrais das cidades. Na sua cidade, o comércio na região central ainda abre até às 10 da noite? Aqui em Jundiaí/SP, abre!

Sem contar o 13º salário que injeta, já no final de novembro, bilhões de Reais na economia brasileira. E é aí que começa o problema. Os mais precavidos e conscientes guardam essa parte para as despesas de início de ano com IPTU, IPVA, material escolar das crianças e matrícula nas escolas. Esta é uma ótima ideia, por sinal: poupar!

Mas há quem aproveite o salário extra para as compras de Natal, o que também pode ser uma boa! Você antecipa as compras e evita a multidão nas lojas às vésperas das comemorações. Sem contar que, como as lojas não estão lotadas, AINDA, é possível encontrar uma variedade maior de cores, modelos e tamanhos (no caso de roupas e sapatos).  É possível também negociar melhor os valores, ganhar desconto, comprar à vista ou pagar no cartão em parcela única.

Lembrando do que falamos ontem, que, ao antecipar as compras para novembro, você consegue pagar o cartão em dezembro (com a segunda parcela do 13º salário) e não vai pesar no bolso.  O educador financeiro, Pedro Braggio, aconselha você a planejar. “Antes de definir quanto vai gastar com os presentes de fim de ano, a pessoa precisa saber se pode gastar, se pode se comprometer com esta despesa”, alerta.

É gente, não adianta ficar bem com todo mundo, presenteando amigos, parentes, vizinhos, pessoal da academia, os vários crush, se enforcar e carregar uma dívida até julho de 2018. Olha lá hein…

Braggio orienta que depois que você definir que pode comprar os presentes, faça uma lista de todas as pessoas que serão presenteadas, estabeleça valores para cada presente e siga à risca o que foi estipulado. “Se a pessoa não tiver controle sobre o que definiu para gastar, ela se perde e o dinheiro vai embora”, aconselha.

Ah, outra vantagem de antecipar as compras é que você tem mais tempo para pesquisar. As compras feitas aos 45 min. do segundo tempo, normalmente, sairão mais caras. Eu ainda não sei como vou fazer, lembrando que sou profissional autônoma e não tenho 13º salário. Minha situação tá bem pior que a sua né? Já percebeu heheh

Mas vai dar tudo certo. Deus está no controle! Eu acredito que Ele vai continuar NOS inspirando e providenciando TUDO que precisamos: seja novos clientes, aumento de salário e até dando aquele puxãozinho de orelha, básico, para nos alertar de que estamos gastando demais! Eu entendi o meu puxão de orelha e você? 😉

 

Dicas para aproveitar o feriado gastando pouco

Dia 51/365:

Uma das metas que pretendo atingir com o  ‘Obrigada, estou apenas olhando’ é viajar. Meu sonho é conhecer a Europa. Tenho que visitar minha prima Marilza e sua linda família, na Itália; tenho que conhecer as locações do filme da saga de Harry Potter, em Londres; e tenho que visitar minha amiga Djanira, na Alemanha.

Mas esta é uma viagem a longo prazo, um sonho para realizar lá na frente, com muito planejamento. Mas queria falar sobre dicas para aproveitar os feriados do mês de novembro gastando pouco. Serão três  feriados para algumas cidades do país, o primeiro no dia 2 de novembro (Finados), que cai numa quinta-feira, ou seja, feriado prolongado à vista hehehe A Proclamação da República que comemoramos dia 15 e, para alguns municípios, o dia 20 (Consciência Negra). Estes dois últimos, se você puder emendar, serão 6 dias (de quarta-feira até segunda).

E foi pensando nestes feriados que resolvi escrever sobre pequenas viagens, destinos rápidos e econômicos que podem transformar um simples feriado num momento bacana a dois ou em família. Ou sozinha, mesmo, porquê não?

Pesquisando sobre isso, encontrei diversos sites que oferecem dicas de roteiros e hotéis. Nos sites de compras coletivas, como Groupon e Peixe Urbano, por exemplo, você encontra ótimas opções de passeios espalhados pelos quatro cantos do país. Ofertas que podem chegar até 80% de desconto. Melhor que isso, só se fosse de graça… hehe

Depois de definir o destino, busque informações sobre o lugar, os passeios. Pesquise mesmo até os benefícios que o hotel oferece como café da manhã gratuito (café da manhã de hotel é tudo de bom, né, gente?); wi-fi gratuito; camas extras (para o caso de viajar em família). Se o hotel não oferecer almoço e jantar, procure nas imediações os melhores lugares para fazer estas refeições. Ou seja, até para uma viagem curta, um passeio de dois ou três dias, você precisa planejar.

Para pesquisar os hotéis mais econômicos, uma dica é usar os aplicativos  Booking ou Trivago que fazem o rastreamento dos hotéis na cidade ou na região que você procura.  Encontrei um site muito legal que lista os destinos mais baratos para você viajar gastando pouco. É o Quanto Custa Viajar que garante ser possível viajar o Brasil e o mundo com pouco dinheiro.

Tenho dois amigos que trabalham viajando. Que sonho ter uma vida dessas, né, gente?  A Mari Campos  e o Eduardo Gregori (do blog Eu Por Aí)  são meus amigos jornalistas. Eles têm rodinhas nos pés, ou seria, asas nas costas? Eles viajam pelo mundo e contam as suas impressões sobre os lugares, dão dicas de hospedagem e passeios. Se você está planejando uma viagem de férias com o namorado, as amigas, a família ou mesmo sozinho, vale a pena visitá-los… Mas alerto que você vai ficar morrendo de vontade de viajar.

Nossa, hoje, estamos cheios de indicações. Mas este é o segredo dividir para multiplicar, não é mesmo? Espero que gostem das dicas e aproveitem os feriados que estão chegando. E que Deus continue NOS inspirando e que tenhamos ótimas oportunidades com economia, casa, comida, educação, além, claro, de lazer e diversão também, pois, ninguém é de ferro né? 😉

Horário de Verão: como economizar?

Dia 38/365:

Todo mundo já acertou o seu relógio? O “Obrigada, estou apenas olhando” já e nem foi dando uma marretada no coitado do aparelho, como alguns memes sugeriram entre ontem e hoje heheh. Eu gosto do Horário de Verão! Ainda bem, né? Já ouviu aquela máxima: aceita que dói menos? Essa também vale para este período que vai terminar somente em fevereiro de 2018.

A medida do governo federal divide opiniões e incomoda muita gente desde 1931, quando foi adotado pela primeira vez, pelo presidente Getúlio Vargas.  Você sabia que até 2008, cabia ao governo decidir, a cada ano, se ele seria acionado? E que foi só na gestão do presidente barbudinho que o horário de verão ganhou um decreto instituindo-o de maneira permanente no país da meia-noite do terceiro domingo do mês de outubro de cada ano até a meia-noite do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano seguinte? Pois é amigos, não tem pra onde correr.

E, enquanto o governo institui mais uma edição do Horário de Verão, a ironia é que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) decretou Bandeira 2 na conta de energia. Isso quer dizer que a conta de energia elétrica vai ficar mais cara: pode ir preparando o bolso. Segundo a Aneel, esta “é a primeira vez que o patamar 2 é acionado – desde que a bandeira vermelha passou a contar com as duas graduações, em janeiro de 2016”, divulgou dia 2 de outubro.

A intenção do governo é reduzir o consumo de energia à noite, no horário de pico, entre 18h e 21h.  Mas será que funciona? Alguns especialistas dizem que não. Mas como é que a gente pode ajudar nisso? Fazendo a nossa parte: economizando. Listei abaixo algumas dicas de como você pode economizar energia. E não estou pensando apenas em ajudar o governo com a economia, mas ajudar o seu bolso, pois, assim, o valor da sua conta de energia vai diminuir e, principalmente, ajudar o planeta Terra.

Fiquei assustada com os números que a Aneel divulgou na semana passada: “a humanidade consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação do planeta”. Precisamos, urgentemente, aprender a consumir os recursos naturais (água, energia e alimentos) pensando não apenas em nossas necessidades, mas também nas gerações futuras.

  • Substitua ar condicionado por ventilador: consome menos energia;
  • Não deixe a tevê ligada à noite toda: se for dormir vendo tevê, deixe ela no modo soneca (desliga automaticamente);
  • Se for usar secador de cabelos ou chapinha, seque primeiro com a toalha;
  • Como o dia vai começar a escurecer mais tarde, deixe portas e janelas abertas e aproveite a luz natural;
  • Junte as roupas para passar tudo de uma vez (eu nem passo mais roupas: a sociedade precisa começar a aceitar as pessoas saírem nas ruas com a roupa sem passar heheh);
  • Mude a chave do chuveiro para o modo Verão e tome banhos mais frescos e rápidos;

Viu, mudando pequenos hábitos a gente já consegue ajudar o planeta e a nossa conta de energia no fim do mês.  Que Deus NOS ajude a cuidar daquilo que Ele criou. 😉

 

Quando a gente planeja…

Dia 18/365:

Quando a gente planeja dá certo e a economia vem. Sim, lá vamos nós, de novo, falar sobre o que foi economizado.

Quando comento com as pessoas que fui em dois shows da São Paulo Trip, elas se espantam e dizem: nossa, tá podendo hein? Antigamente, quando me diziam isso, eu ficava ofendida, porque a impressão que eu tinha era que a pessoa estava querendo me diminuir. A leitura que eu fazia era algo do tipo: ‘ei, como você conseguiu, se não tem condições para tal’.

Mais do que me ofender, isso doía.  Mas a gente aprende, no amor e também pela dor. E hoje tal comentário não me incomoda mais. Agora, quando me dizem que eu estou podendo, eu respondo: “estou mesmo”. Este é o segredo, não deixar que as pessoas ditem a forma como você deve se sentir. Você é quem tem que saber disso. A gente não pode jogar o joguinho de pessoas que não são como nós e não tem coragem de enfrentar os seus medos e vencer seus desafios.

Pessoas que não saem do lugar e ficam julgando, apontando o dedo e, pior, tentando fazer com que você se sinta tão inferior quanto elas. Não caia nessa. Se se deixar levar, o trabalho será duplo: você cai e depois tem que se levantar… Então, para economizar energia e focar no que é importante, não jogue o jogo destas pessoas… Só você sabe do seu potencial! Só você sabe quem é… Ah e Deus também sabe, pode acreditar!

Este foi um parênteses de desabafo, mas acredito que muita gente já viveu ou ainda vive isso no seu dia a dia e, às vezes, nem percebe.

Vamos voltar aos shows, quer dizer às economias hehehe O primeiro show, no sábado eu tive que almoçar no shopping  (R$ 25,00) e comprei uma água e ganhei outra  (então total de gastos R$ 5,00) e tomei um sorvete (R$ 10,00). Quase tudo naquele estádio era R$ 10,00 (absurdo!). Gastos: R$ 40,00.

No domingo, já entendida dos esquemas do evento, almocei em casa e levei uma mochilinha com as coisas que tinha em casa: bolacha, bala, chiclete e um pacote de amendoim (que comprei na rodoviária por R$ 2,50), comprei uma casquinha no shopping de R$ 2,50. No ônibus peguei dois copos de água para aguentar durante o show. Mas tive que comprar um copo alusivo ao show para guardar de recordação (R$ 20,00).  Total de gastos no show de domingo: R$ 22,50.

Ah e, na saída, achei uma camiseta do Aerosmith jogada no chão, aliás, tropecei nela heheh (uma baby look da turnê de 2016, mas igualmente linda) Acho que foi presente divino por eu ter me comportado bem heheh

É possível economizar na diversão. Essa coisa de levar algo para comer e água foi conselho da Renata e da Mariana Abel, meninas experientes nos paranauês dos grandes shows de rock. Obrigada, meninas e que Deus NOS ajude.