Fomos citados em Portugal

Meu amigo e jornalista Eduardo Gregori mudou-se para Portugal o ano passado, de mala e cuia. E, como fiel seguidor do nosso “Obrigada, estou apenas olhando”, ele até já foi tema de um de nossos posts sobre as suas descobertas além mar…

No post “Aprendizado que vem do outro lado do Atlântico“, Eduardo me contou de como o blog o ajudou a desapegar de suas coisas antes da mudança e o quanto ele aprendeu com isso, valorizando o que realmente importa…

E agora ele retribui (não que precisasse retribuir) falando do nosso blog em seu programa “Eu Por aí” para seus seguidores portugueses e brasileiros também, porquê não? No programa, ele lembra das nossas dicas sobre comprar ou não um carro e sobre tudo que vem aprendendo nesta experiência em terras lusitanas.

Eduardo Gregori é meu amigo desde a época de faculdade. Estudamos jornalismo juntos. De lá para cá, um vem seguindo o outro e acompanhando seus progressos e sucessos, suas alegrias e vitórias e, mesmo à distância, chorando junto nos momentos tristes…

Fica aqui a gratidão pela nossa amizade e respeito mútuos. Se quiser ouvir o programa e passar a acompanhá-lo pelas redes, fiquem à vontade. Seus programas são divertidos e falam sobre Viagem e Turismo de Portugal e do Brasil. Aproveitem.

Que Deus nos permita viver e experimentar novas experiências, trocar gentilezas e fazer novos amigos. Beijos, Edu! 😉

 

Aprendizado que vem do outro lado do Atlântico

Dia 279/365:

Minha mãe sempre dizia que as pessoas aprendem pela dor ou por amor. “Feliz daquele que aprende por amor”, alertava ela com sabedoria. E é verdade né, gente? Quanto aprendi nestes últimos meses e foi tudo por amor. Amor à minha paz e tranquilidade…

E o que venho aprendendo tem ajudado as pessoas aqui no Brasil e no exterior. Uia, que legal né? Minha prima Marilza, que mora na Itália, é uma das acompanhantes assíduas do blog. A amiga Djanira Rosseto que mora na Alemanha, também acompanha, diariamente os meus aprendizados. E no domingo, descobri que um querido, da época da faculdade de jornalismo, na PucCampinas, o Eduardo Gregori, também vem acompanhando.

E olha só a declaração dele: “Aprendo muito” e emendou, me deixando mais feliz ainda: “Pensei tanto em você, querida! Nunca seu blog fez tanto sentido pra mim!”, deixou como resposta num post. Ah, gente, é pra explodir de felicidade né?

Greg, como é carinhosamente conhecido pelos amigos, mudou-se, recentemente, para Portugal. E, por amor também (graças a Deus, né, Greg?) descobriu que não precisa de tanto para viver e, o melhor, está feliz da vida! “Não tenho carro aqui em Portugal, mas vou para todos os lados de barco, trem ou metrô: são muitas opções”, enumera. “Precisei sair da minha cidade (Campinas), e do meu país para descobrir que a gente pode ter uma vida mais simples, viver com menos e ser ainda mais feliz”, analisa.

Em Portugal, Greg está mantendo seu blog Eu por aí e discotecando na noite. Ele é DJ, gente! Só festa, que maravilha hehehe. “Ando muito a pé, conhecendo a cidade, os lugares e reconhecendo a cidade como minha”, conta, orgulhoso.

Ele e o marido moram em Barreiro, na margem Sul do Rio Tejo e, de barco, em 15 minutos estão no centro de Lisboa. “Escolhemos viver em Barreiro para economizar. Mas, aqui, desfrutamos da tranquilidade de morar fora de um grande centro, mas com as facilidades de transportes é como se estivéssemos lá”, garante.

Consumo consciente – Além da economia para morar, ele contou que vem economizando nas compras no supermercado também.  “Fazemos compras com nossas próprias sacolas e aqui, fica muito claro o desperdício de alimentos, por exemplo, que temos no Brasil. Hoje, vivemos num país com uma economia estável e que não precisa estocar alimentos em casa por medo dos preços, da inflação…”, compara.

Para a viagem Greg teve que desapegar de parte do seu guarda-roupas. Escolheu o que levar e doou o restante, os eletroeletrônicos, principalmente. E, para o Velho Mundo levou, basicamente, roupas, calçados e documentos. “Saiu com a roupa do corpo”, como diria minha avó heheh

Esta é a segunda vez que ele se desapega de suas roupas. A primeira foi quando emagreceu 60 kg. Sim, minha gente, ele é um case de sucesso e superação. E agora para a viagem. “A gente consegue viver com menos: a gente só precisa decidir! Aqui, a casa funciona, a vida funciona e estou muito feliz em descobrir isso: parei de sofrer pelo que não tinha e comecei a aproveitar tudo o que tenho”.

Ah que orgulho, gente! Fico feliz em ver que o “Obrigada, estou apenas olhando” está ajudando de alguma forma. Também foi uma oportunidade para conversarmos, a entrevista foi via WhatsApp. Santo, WhatsApp hehehe

Hoje, Greg está ocupando seu espaço e se sente a cada dia mais confiante e certo de sua escolha. E, andando como morador pelas ruas de Barreiro ou Lisboa, ele se sente parte da cidade que escolheu viver por amor.

Este é o segredo, gente! Quando a gente aprende a viver com menos, descobre que a vida pode ser menos estressante, mais simples e melhor aproveitada. Você passa a valorizar as pequenas coisas como andar pelas ruas, e até deixa de se importar porque não tem um lustre bacana na sala. Coisas de quem atinge um outro patamar de vida… Espero que a história do Eduardo Gregori possa te inspirar de alguma forma. Espero também que possa sorrir ao ler este post, tendo a certeza de que ele venceu!

Obrigada, Greg por compartilhar conosco sua história e este novo momento. Desejamos que Deus continue abençoando esta nova fase com amor e muito trabalho e que vocês possam aproveitar tudo com sabedoria e saúde. 😉

Dicas para aproveitar o feriado gastando pouco

Dia 51/365:

Uma das metas que pretendo atingir com o  ‘Obrigada, estou apenas olhando’ é viajar. Meu sonho é conhecer a Europa. Tenho que visitar minha prima Marilza e sua linda família, na Itália; tenho que conhecer as locações do filme da saga de Harry Potter, em Londres; e tenho que visitar minha amiga Djanira, na Alemanha.

Mas esta é uma viagem a longo prazo, um sonho para realizar lá na frente, com muito planejamento. Mas queria falar sobre dicas para aproveitar os feriados do mês de novembro gastando pouco. Serão três  feriados para algumas cidades do país, o primeiro no dia 2 de novembro (Finados), que cai numa quinta-feira, ou seja, feriado prolongado à vista hehehe A Proclamação da República que comemoramos dia 15 e, para alguns municípios, o dia 20 (Consciência Negra). Estes dois últimos, se você puder emendar, serão 6 dias (de quarta-feira até segunda).

E foi pensando nestes feriados que resolvi escrever sobre pequenas viagens, destinos rápidos e econômicos que podem transformar um simples feriado num momento bacana a dois ou em família. Ou sozinha, mesmo, porquê não?

Pesquisando sobre isso, encontrei diversos sites que oferecem dicas de roteiros e hotéis. Nos sites de compras coletivas, como Groupon e Peixe Urbano, por exemplo, você encontra ótimas opções de passeios espalhados pelos quatro cantos do país. Ofertas que podem chegar até 80% de desconto. Melhor que isso, só se fosse de graça… hehe

Depois de definir o destino, busque informações sobre o lugar, os passeios. Pesquise mesmo até os benefícios que o hotel oferece como café da manhã gratuito (café da manhã de hotel é tudo de bom, né, gente?); wi-fi gratuito; camas extras (para o caso de viajar em família). Se o hotel não oferecer almoço e jantar, procure nas imediações os melhores lugares para fazer estas refeições. Ou seja, até para uma viagem curta, um passeio de dois ou três dias, você precisa planejar.

Para pesquisar os hotéis mais econômicos, uma dica é usar os aplicativos  Booking ou Trivago que fazem o rastreamento dos hotéis na cidade ou na região que você procura.  Encontrei um site muito legal que lista os destinos mais baratos para você viajar gastando pouco. É o Quanto Custa Viajar que garante ser possível viajar o Brasil e o mundo com pouco dinheiro.

Tenho dois amigos que trabalham viajando. Que sonho ter uma vida dessas, né, gente?  A Mari Campos  e o Eduardo Gregori (do blog Eu Por Aí)  são meus amigos jornalistas. Eles têm rodinhas nos pés, ou seria, asas nas costas? Eles viajam pelo mundo e contam as suas impressões sobre os lugares, dão dicas de hospedagem e passeios. Se você está planejando uma viagem de férias com o namorado, as amigas, a família ou mesmo sozinho, vale a pena visitá-los… Mas alerto que você vai ficar morrendo de vontade de viajar.

Nossa, hoje, estamos cheios de indicações. Mas este é o segredo dividir para multiplicar, não é mesmo? Espero que gostem das dicas e aproveitem os feriados que estão chegando. E que Deus continue NOS inspirando e que tenhamos ótimas oportunidades com economia, casa, comida, educação, além, claro, de lazer e diversão também, pois, ninguém é de ferro né? 😉