Organize sua vida e não esqueça mais nada

Dia 321/365:

Você já esqueceu de pagar alguma conta e depois teve que bancar multa e juros? E o valor da conta aumentou e te deixou sem dinheiro? Isso já aconteceu comigo, lá atrás, em outros tempos… Mas agora, com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’, a organização faz parte da minha vida e nunca mais perdi prazos e, pior, dinheiro.

A boa e velha planilha no Excel, aplicativos no celular ou até mesmo um caderninho vão te ajudar a se organizar. Hoje vi o Google Calendar, uma boa alternativa para quem precisa se organizar e não sabe muito bem por onde começar. O legal é que com ele você pode marcar as contas que você tem a pagar. Insira a conta na data do vencimento, e já replique para todo dia 10, por exemplo e o Google vai mandar um email para te lembrar e ainda fica piscando um alerta na tela do computador. O alerta só para de te avisar, se você for lá e alterar o status do dia como “feita”.

Você pode ainda classificar e separar suas tarefas por cores. Agenda de Trabalho, Pessoal, Aniversários, Feriados (esse ninguém precisa ser lembrado né, gente? heheh), e aí escolha a cor azul (simbólica né?) para as contas a pagar. Evite o vermelho para as contas. Você não quer suas finanças no azul? hehehe

Se você não curte aplicativos, planilhas e ficar anotando as coisas em agendas, o melhor a fazer é colocar as contas em débito automático. Como o banco é doidinho pra pegar nosso dinheiro, no dia do vencimento, ele vai lá e pega a grana para quitar suas contas. Mas fique atento, pois o banco só vai debitar se tiver saldo. De qualquer forma, você vai ter que se lembrar de manter a conta em dia pra não ser surpreendido (a).

Se nada disso funcionar, faça marcações na mão ou amarre uma fitinha no dedo (isso é da minha época de criança heheh). E você, o que faz para se lembrar de datas importantes, contas a pagar, aniversários… Conta pra mim, quem sabe a sua história não vira um post heheh

E que Deus continue NOS abençoando e inspirando em ideias que possam facilitar o NOSSO dia a dia. 😉

Eu preciso de tantos cartões?

Dia 23/365: 

“Quantos cartões de crédito você tem?”, pergunta do professor e educador financeiro, Pedro Braggio, no primeiro dia do curso de Reeducação Financeira. E eu, bem espertona, já fui respondendo que só tinha um e pensando, “estou bem nesta resposta” hehehe Ledo engano. Depois de lembrar que os cartões das lojas Renner e Marisa também vendem via crédito, comecei a ficar preocupada. Então não é um, são três!

Gente, cartões de loja são cartões de crédito, sim! Com seus limites (cada vez mais altos e perigosos), datas de vencimento e, pra piorar, oferecem a cada mês a possibilidade de parcelar o valor total da fatura. Não caia nesta cilada! O que a loja ou a financeira responsável pelo cartão querem, na verdade, é financiar mais crédito pra você, aumentar sua dívida (sim, porque você vai pagar juros, em cima de juros) e te amarrar ainda mais.

Repito: não caia na cilada de pagar o mínimo da sua fatura! Seja do cartão de crédito do banco ou  das lojas. Hoje em dia, quase todas elas oferecem cartões de crédito, normalmente vinculados a alguma bandeira Visa ou Mastercard.

Quando comecei a escrever este post, resolvi que assim que terminar de pagar as faturas pendentes, vou cancelar meus cartões destas lojas. Pois, todas elas são obrigadas a aceitar o meu cartão de crédito do banco e, assim, canalizo as compras futuras (sim, após setembro de 2018) numa única fatura.

Só por curiosidade, fui agora no Google pesquisar a expressão “cartão de crédito”. Você imagina qual foi o resultado da pesquisa? Mais de 20 milhões de links! (de queixo caído) É muita coisa! A primeira página da pesquisa era somente com links patrocinados das empresas que oferecem os famigerados pedaços de plástico que nos dão a falsa sensação de que temos dinheiro (nossa, quanto drama! heheh)

Mas, respondendo à pergunta título deste post: “Não, eu não preciso de tantos cartões”. Resposta bonita! Ainda bem eheheh E a satisfação se estampa no rosto ao lembrar e poder comemorar que as faturas de todos os cartões zeram até dezembro… Sem compras, sem fatura: matemática pura! E que Deus NOS ajude.