Gustavo Cerbasi orienta o que fazer neste momento

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ traz as dicas de Gustavo Cerbasi, consultor, professor, palestrante e autor de 16 livros sobre educação financeira, para nos ajudar a passar por este momento tão delicado que estamos vivendo.

Como é um tempo que nunca vivemos, vamos fazer coisas que nunca fizemos? Eu estou! Como estou trabalhando normalmente, com a graça de Deus, estou tirando um tempo pra treinar (estou seguindo as orientações e os treinos diários do Sergio Bertoluci e estou curtindo bastante), para ler a Bíblia e acompanhar as lives dos pastores da minha igreja e também para estudar. E venho acompanhando os vídeos e dicas do Gustavo Cerbasi.

Recentemente, nas redes sociais, ele falou sobre os aprendizados que podemos tirar desta crise  causada pela pandemia do coronavírus. Além de grande impacto na vida financeira das pessoas, elas estão passando por aprendizados bastante dolorosos. Diante disso, Cerbasi destaca três diferentes perfis que surgem em meio a tudo isso que estamos vivendo: os que estão com medo, os que estão aprendendo e os que estão investindo e, por isso, numa situação mais confortável. Este último grupo fez planejamento, sabe como contornar esta situação realocando seus investimentos para surfar na alta da bolsa de valores que ainda não começou.

“Não temos uma clareza dos impactos econômicos, a incerteza é muito grande! Estamos vivendo uma perda de riqueza muito grande no país. Mas a oportunidade de investir vai crescer ao longo do tempo”, avalia Cerbasi. “A situação hoje é mais grave daquela que vivemos em 1929”, reforça, orientando três atitudes que todos devem tomar neste momento.

Autoconhecimento – Cerbasi acredita que a crise não afeta a todos da mesma forma e cada um reage de uma maneira diferente: dependendo da situação financeira em que esta pessoa se encontra (um dos três perfis citados acima).  O autoconhecimento vai permitir que você avalie a sua situação e as suas condições financeiras e faça o que precisa ser feito, por exemplo: substituir seus ativos: venda itens mais caros e compre mais baratos. Importante é se preparar, se planejar montando uma estratégia para o momento de recuperação da economia. “A estabilidade emocional fará muita diferença nesta hora”, destaca.

Enxugue gastos – você se lembra do colchão financeiro? Aquela reserva de emergência que você deve ter para manter você e sua família por uns três meses? Cerbasi orienta a fazer mais cortes orçamentários a fim de que esta reserva dure até seis meses. “É muito importante contar com gorduras financeiras para poder investir e consumir quando oportunidades aparecerem”, explica. É aquela velha história, faça o que precisa ser feito até poder fazer o que você quiser.

Aproveite o tempo – mesmo quem tem pouca ou nenhuma reserva financeira deve usar o tempo a seu favor. Aproveite o tempo extra para estudar, os cursos on-line estão pipocando no google, saiba pesquisar e aproveite as opções gratuitas. Descubra uma renda extra, faça bolos, doces, venda produtos de beleza, aproveite os grupos de whatsapp para oferecer um seus serviços ao invés de ficar divulgando notícias (falsas ou verdadeiras) sobre a pandemia, gerando caos e terrorismo nas pessoas. Aproveite o seu tempo de maneira positiva.

Antes desta quarentena, sempre ouvi as pessoas dizerem não tenho tempo para estudar, não tenho tempo para treinar, não tenho tempo para cozinhar uma refeição saudável, não tenho tempo para ler a Bíblia… Agora, este discurso do “não tenho tempo” caiu por terra. Muita gente deve estar envergonhada com isso: perderam sua desculpa clássica.

Vamos juntos eliminar as desculpas fajutas e fazer o nosso melhor. Neste tempo, estou me aventurando na cozinha e não é que descobri que sou boa em fazer bolos? Já testei duas receitas: de cenouras com chocolate e de coco e, modéstia à parte, eles ficaram muito bons.

Que Deus nos proteja neste momento e que o Espírito Santo nos inspire a escolher sempre as melhores opções entre tantas a que estamos expostos diariamente. Faça o melhor por você e pelos seus e que Deus NOS abençoe e olhe por NÓS!  Fique bem e cuide-se, por você e pelos seus! 😉

Aprendizado para uma vida inteira

Já se passou um ano do fim do desafio com o “Obrigada, Estou apenas Olhando”. Vocês se lembram, eu tomei a decisão em 7 de setembro de 2017. Nesse fim de semana que passou, o Portal Tudo, um site de notícias de Jundiaí e Região, publicou um texto meu falando sobre a saga de ficar um ano sem compras. Quem sabe Deus permita que possa inspirar outras pessoas. Que assim seja! Obrigada, Portal Tudo! Obrigada, Fabiana Pupo que, como eu, acredita neste propósito de inspirar as pessoas! ❤

Reproduzo aqui o texto publicado no Portal, só pra você relembrar como tudo começou e que Deus continue nos abençoando com saúde e prosperidade e segurando nossos cartões de crédito dentro da carteira. Amém  😉

“Ficar um ano sem compras para uma pessoa que adora shopping centeres não foi das tarefas mais fáceis. Na verdade, foi bem difícil! Bem difícil mesmo! Tomei a decisão em 7 de setembro de 2017. mas os boletos de compras parceladas continuaram chegando por mais três meses. E isso foi bem frustrante. Sei lá, acho que no meu subconsciente imaginava que as contas sumiriam como num passe de mágica. Ledo engano.

Lágrimas de frustração rolaram a cada boleto que chegava. O dinheiro não sobrava. Mas eu já sabia que isso iria acontecer: só não queria admitir. O meu educador financeiro, Pedro Braggio, já havia me alertado sobre a frustração de não ver resultados imediatos.

Criei um blog (obrigadaestouapenasolhando.com) para contar sobre as descobertas, as dores e os aprendizados dia após dia, em contagem regressiva. As pessoas começaram a acompanhar e se identificar com o que eu estava passando: foi incrível! Recebi muitos feedbacks positivos, depoimentos, comecei a ouvir histórias de pessoas que, como eu, também exageravam nos gastos mensais. Aprendi junto com todos eles…

Mais de um ano já se passou desde o fim deste desafio que se encerrou em setembro se 2018. Hoje, continuo guardando dinheiro, investindo, mas, principalmente, controlando os gastos, fazendo planejamento e com apenas um cartão de crédito, o do banco. Cartões de loja? Nem pensar!

Foi um tempo de muita resiliência e aprendizado. Aprendi muito, pesquisei, ouvi conselhos de pessoas que sabiam muito mais do que eu nesta área. Mas, também dividi com as pessoas tudo que foi aprendendo ao longo dos 365 dias.

Hoje, acredito que o terapeuta e educador financeiro, Pedro Braggio, estaria orgulhoso de mim. E se eu posso, você também pode!”

O que fazer com o 13º salário?

É gente, já estamos em outubro e, daqui a pouco, milhões de pessoas vão receber o 13º salário. E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer te ajudar se planejar para aproveitar essa renda extra da melhor forma possível, sempre com objetivo de que ela lhe traga alegrias e não dores de cabeça.

Eu não recebo 13º salário. Trabalho como profissional autônoma e não tenho esse direito concedido apenas para aqueles profissionais com carteira assinada. E se você é um deles, aproveite e use essa grana com sabedoria e prosperidade.

Cuidado com a empolgação. O 13º salário é um rendimento  que chega num momento bem propício para ser gasto, afinal teremos pela frente as festividades de Natal e Ano Novo, uma época que é sinônimo de compras. No entanto, o 13º só deve ser usado livremente para compras, presentes ou viagens se você tiver sido disciplinado durante o ano inteiro.

Se você estiver endividado, aproveite este salário extra para quitar suas dívidas. Faça disso sua prioridade para entrar em 2019 com as contas no azul. “Quem está endividado pode aproveitar o mês de outubro para negociar as dívidas, principalmente, com bancos. Nesta época do ano, os bancos fecham seus balanços e este é o melhor momento para negociar”, aconselhou o educador financeiro Pedro Braggio. Ele ainda explicou que os bancos oferecem ótimas condições de negociação para que possam fechar seus balanços anuais com o menor nível de inadimplência.

Mas se você estiver com suas finanças em dia, divida o 13º em três partes:

Para presentear: afinal, você é um filho de Deus e pode sim, comprar presentes para seus familiares e amigos e merece ganhar um também! Então, reserve uma parte do 13º para comprar os presentes de Natal. Lembre-se de fazer uma lista de pessoas que deseja presentear e comece a pesquisar os valores das lembrancinhas. Faça com que o valor caiba no orçamento reservado.

Para investir: se você aprendeu a se organizar, já sabe que uma parte do 13º salário precisa ser guardada para realizar um sonho ou garantir tranquilidade financeira na hora de algum imprevisto. Então, uma parte desta renda extra vai para o nosso COLCHÃO FINANCEIRO.

Para as despesas de início de ano: todo início de ano, as despesas vêm e você pode reservar uma parte do 13º salário para cobrir estes gastos extras com IPTU, IPVA, matrícula dos filhos e material escolar.

Independente destas dicas, peça orientação de Deus. Ele é e sempre será o seu melhor conselheiro e vai te orientar como agir. Que você use o seu 13º com amor, paz, saúde e sabedoria. E que mais do que quitar dívidas, que o 13º salário possa lhe trazer prosperidade. 😉

Enquanto isso, na sala Dow Jones…

Dia 181/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ está ousando mais… Já explicamos muito sobre como economizar, como poupar e como montar uma reserva financeira. Estamos incentivando compras à vista, desafios e, mais que tudo isso, incentivamos uma mudança de vida. Mas hoje fui buscar mais…

Da janela da sala Dow Jones, do alto do 17º andar, (para quem nunca ouviu falar, Dow Jones é um dos principais índices de ações da Bolsa de Nova York) era possível vislumbrar a nossa linda Serra do Japi, pequeninos homens e mulheres andando apressados na rua, além de carros e caminhões passando na Rodovia Anhanguera. Fiquei tão deslumbrada com a vista que esqueci de fazer uma foto. Mas posso garantir que aproveitei o momento de contemplação…

Gostei do nome da sala. Tudo muito limpo, arrumado e clean, como devem ser os escritórios, tudo muito elegante e sóbrio, com a cara das pessoas que devem frequentar aquele lugar. Observei cada detalhe que transmitia segurança e seriedade.

Depois de compartilhar o deslumbramento com o rapaz que me atendeu, entra na sala aquele que teve a ideia de criar tudo aquilo e, com ele, um notebook com muitos números, siglas e  expressões estranhas. Foram quase duas horas de bate-papo: no princípio timidez, mas depois de um tempo vem à tona a jornalista curiosa e milhões de perguntas surgem na cabeça… Não deu tempo de tirar todas as dúvidas.

Acredito que vou ter que conversar um pouco mais… É um mundo completamente diferente, no qual números se transformam em cifras, gráficos que podem nos fazer rir ou chorar e valores que vão além da minha compreensão.

Foi uma experiência fantástica. Me senti uma mulher de negócios, apesar das dúvidas que ainda pairam sobre a minha cabeça. Não sobre O QUE FAZER,  mas se DEVO FAZER… Sempre fui muito conservadora, então, esse momento foi um importante passo rumo ao crescimento pessoal.

Como se eu fosse uma menininha num mundo de gigantes. Mas sei que posso caminhar entre estes grandes homens e mulheres que movimentam milhões. Mesmo com a minha pequenez, tenho o direito de estar lá também.

Obrigada, Leopoldo e Márcio por me fazerem me sentir em casa. No final estava tão à vontade que derrubei a garrafa de água na mesa (coisas de uma pessoa beeeeeem atrapalhada) e quase molha o computador hehehe. Sei de alguém que ao ler isso deve estar pensando: ‘só você mesmo’ heheh

Fico encantada com a forma como a minha vida mudou de 2017 para cá. Do início deste desafio até agora. Quem diria que um dia eu estaria na sala Dow Jones, da iTrade, um representante da XP Investimentos em Jundiaí?

A gente não sabe mesmo de todas as coisas… Só vamos vivendo, mas com a certeza de que temos um Deus que cuida de tudo para NÓS. E só tenho a agradecer a Ele por tudo que tem feito por mim: as melhores escolhas, as melhores oportunidades, afastando pessoas que não me merecem e trazendo outras de bem para ajudar a crescer.

Tenha esta certeza também. Confie Nele e tudo mais virá por acréscimo. Ele garante e eu sou testemunha! 😉

 

 

 

Monitore o seu desafio e mantenha-se no foco!

Dia 154/365:

154 dias se passaram desde o início deste desafio. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer saber: como vão as suas finanças? Sempre que começamos um desafio, temos que monitorar para saber se estamos no caminho certo, se algo precisa mudar, se precisamos corrigir a rota…

Então vamos parar para avaliar o que já passou. É uma oportunidade para refletirmos sobre tudo que já vivemos e aprendemos neste tempo: nossas vitórias, nossas conquistas e, principalmente, nossos resultados tão sofridos e tão esperados.

Faça um balanço: você vem conseguindo poupar? Conseguiu pagar todas as contas de início de ano? Como está a fatura do cartão de crédito? Responda para você todas estas perguntas.

Orçamento e planejamento financeiro: se você ainda não conseguiu fazer planejamento porque não tem uma planilha ou não baixou nenhum aplicativo de celular para te ajudar… Em breve, vamos divulgar uma planilha que você poderá baixar e preencher.

Esta semana conversei com um importante diretor financeiro  de uma empresa de Jundiaí que teve 30% de crescimento em 2017 (mesmo em  meio à crise)! Imagina, gente! Ele deve saber o que faz… hehehe E claro, já fui convidando ele para nos ajudar por aqui. Então, ele vai montar uma planilha bacanérrima que vai nos ajudar neste desafio. Se você ainda não conseguiu montar seu, aguenta um pouquinho mais que já já vamos divulgar.

Hora de investimentos: já chegou a hora de investir? Você tem conseguido fazer sua reserva financeira? Já estamos naquele momento de passar para um próximo passo? Sim, precisamos evoluir!

Já está na hora de buscar novas formas de investir? Deixar a reserva financeira na poupança, quietinha para algum imprevisto (espero que ele nunca aconteça) e voar mais alto! Lembre-se, não fique nessa de ‘nunca sobra dinheiro para começar a poupar’. Tente reservar um valor dentro do seu orçamento para a poupança. Reserve um dinheiro como se fosse pagar uma conta e todo mês, você deposita.

Lembre-se, para tomarmos as rédeas das nossas finanças, é preciso ter, acima de tudo, autocontrole, disciplina e dedicação. Não dá pra descuidar… A cada salário recebido, temos que dar Glória a Deus por termos um emprego, mas lembre-se de chamá-Lo para participar dos outros 25 dias do mês. Traga Deus para todas as suas decisões. Deixe Ele decidir por você o que é melhor.

Hoje fui pra uma reunião e realmente não sabia como ela iria terminar. Mas no caminho fui conversando com Deus e pedindo tranquilidade para lidar com aquela situação… E qual foi a minha surpresa? Percebi que Ele quer mais de nós! E vamos juntos, buscar um caminho que nos traga paz, alegria e prosperidade! 😉