O que fazer com o 13º salário?

É gente, já estamos em outubro e, daqui a pouco, milhões de pessoas vão receber o 13º salário. E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer te ajudar se planejar para aproveitar essa renda extra da melhor forma possível, sempre com objetivo de que ela lhe traga alegrias e não dores de cabeça.

Eu não recebo 13º salário. Trabalho como profissional autônoma e não tenho esse direito concedido apenas para aqueles profissionais com carteira assinada. E se você é um deles, aproveite e use essa grana com sabedoria e prosperidade.

Cuidado com a empolgação. O 13º salário é um rendimento  que chega num momento bem propício para ser gasto, afinal teremos pela frente as festividades de Natal e Ano Novo, uma época que é sinônimo de compras. No entanto, o 13º só deve ser usado livremente para compras, presentes ou viagens se você tiver sido disciplinado durante o ano inteiro.

Se você estiver endividado, aproveite este salário extra para quitar suas dívidas. Faça disso sua prioridade para entrar em 2019 com as contas no azul. “Quem está endividado pode aproveitar o mês de outubro para negociar as dívidas, principalmente, com bancos. Nesta época do ano, os bancos fecham seus balanços e este é o melhor momento para negociar”, aconselhou o educador financeiro Pedro Braggio. Ele ainda explicou que os bancos oferecem ótimas condições de negociação para que possam fechar seus balanços anuais com o menor nível de inadimplência.

Mas se você estiver com suas finanças em dia, divida o 13º em três partes:

Para presentear: afinal, você é um filho de Deus e pode sim, comprar presentes para seus familiares e amigos e merece ganhar um também! Então, reserve uma parte do 13º para comprar os presentes de Natal. Lembre-se de fazer uma lista de pessoas que deseja presentear e comece a pesquisar os valores das lembrancinhas. Faça com que o valor caiba no orçamento reservado.

Para investir: se você aprendeu a se organizar, já sabe que uma parte do 13º salário precisa ser guardada para realizar um sonho ou garantir tranquilidade financeira na hora de algum imprevisto. Então, uma parte desta renda extra vai para o nosso COLCHÃO FINANCEIRO.

Para as despesas de início de ano: todo início de ano, as despesas vêm e você pode reservar uma parte do 13º salário para cobrir estes gastos extras com IPTU, IPVA, matrícula dos filhos e material escolar.

Independente destas dicas, peça orientação de Deus. Ele é e sempre será o seu melhor conselheiro e vai te orientar como agir. Que você use o seu 13º com amor, paz, saúde e sabedoria. E que mais do que quitar dívidas, que o 13º salário possa lhe trazer prosperidade. 😉