O que fazer com o 13º salário?

É gente, já estamos em outubro e, daqui a pouco, milhões de pessoas vão receber o 13º salário. E hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ quer te ajudar se planejar para aproveitar essa renda extra da melhor forma possível, sempre com objetivo de que ela lhe traga alegrias e não dores de cabeça.

Eu não recebo 13º salário. Trabalho como profissional autônoma e não tenho esse direito concedido apenas para aqueles profissionais com carteira assinada. E se você é um deles, aproveite e use essa grana com sabedoria e prosperidade.

Cuidado com a empolgação. O 13º salário é um rendimento  que chega num momento bem propício para ser gasto, afinal teremos pela frente as festividades de Natal e Ano Novo, uma época que é sinônimo de compras. No entanto, o 13º só deve ser usado livremente para compras, presentes ou viagens se você tiver sido disciplinado durante o ano inteiro.

Se você estiver endividado, aproveite este salário extra para quitar suas dívidas. Faça disso sua prioridade para entrar em 2019 com as contas no azul. “Quem está endividado pode aproveitar o mês de outubro para negociar as dívidas, principalmente, com bancos. Nesta época do ano, os bancos fecham seus balanços e este é o melhor momento para negociar”, aconselhou o educador financeiro Pedro Braggio. Ele ainda explicou que os bancos oferecem ótimas condições de negociação para que possam fechar seus balanços anuais com o menor nível de inadimplência.

Mas se você estiver com suas finanças em dia, divida o 13º em três partes:

Para presentear: afinal, você é um filho de Deus e pode sim, comprar presentes para seus familiares e amigos e merece ganhar um também! Então, reserve uma parte do 13º para comprar os presentes de Natal. Lembre-se de fazer uma lista de pessoas que deseja presentear e comece a pesquisar os valores das lembrancinhas. Faça com que o valor caiba no orçamento reservado.

Para investir: se você aprendeu a se organizar, já sabe que uma parte do 13º salário precisa ser guardada para realizar um sonho ou garantir tranquilidade financeira na hora de algum imprevisto. Então, uma parte desta renda extra vai para o nosso COLCHÃO FINANCEIRO.

Para as despesas de início de ano: todo início de ano, as despesas vêm e você pode reservar uma parte do 13º salário para cobrir estes gastos extras com IPTU, IPVA, matrícula dos filhos e material escolar.

Independente destas dicas, peça orientação de Deus. Ele é e sempre será o seu melhor conselheiro e vai te orientar como agir. Que você use o seu 13º com amor, paz, saúde e sabedoria. E que mais do que quitar dívidas, que o 13º salário possa lhe trazer prosperidade. 😉

E as suas metas para 2018?

Dia 237/365:

De tempos em tempos é bom parar, avaliar as metas traçadas, corrigir as rotas e continuar trabalhando para alcançá-las. As minhas com o “Obrigada, estou apenas olhando” estão superando as expectativas e as suas como estão?

Lembra que no início do ano falamos sobre 365 novas oportunidades? Como estão as suas metas agora em maio? Outro dia vi um post do Chapolin Sincero (eu adoro ele no Facebook e no Instagram) que dizia “2018 vai ser o meu ano” e depois um cachorrinho dormindo e embaixo: Maio de 2018.

É piada, Cíntia! É pra rir! É sim, claro, mas também é preocupante, pois o post no Facebook teve mais de 41 mil curtidas. O que ele quis dizer com este piada? Que no início do ano, TODOS fazemos promessas, traçamo planos e o tempo vai passando e tá tudo parado, estamos, simplesmente, dormindo.

Não podemos deixar o tempo passar e ficar adiando as coisas. Lembra do Desafio de Poupar por 52 Semanas? Ontem, começamos a Semana 18, mas ainda tem gente dizendo ‘semana que vem eu começo’. Desse jeito, a sua vida vai passar e você não vai realizar nada, conquistar nada, finalizar nada.

Procrastinação – você sabe o que significa?Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois. Pare de adiar a sua vida e as suas metas. Faça algo por você agora!

Está difícil cuidar da sua vida financeira? Ainda não conseguiu parar para se organizar, planejar, pagar as contas em dia ou fazer o seu salário chegar até o fim do mês? Talvez seja porque você gosta de dinheiro, mas não gosta de finanças.

Você sabia que é uma necessidade entender a lógica do dinheiro? E se tentar, você vai aprender a gostar, como eu… heheh Compare com algo como a prática de exercícios físicos: no começo pode até ser uma obrigação, mas, depois que você começa a ver os resultados, a atividade se torna prazerosa.

Hoje, guardar dinheiro é o meu maior desafio e acompanhar os valores, a minha maior satisfação.

Aceite, de uma vez por todas, que é errado ‘deixar pra lá’ quando a gente fala aqui sobre planejamento financeiro. E sabe porque é errado? Por que a sua vida está ligada o tempo todo às finanças. É verdade, acompanha comigo:

  • Você trabalha e o resultado do seu trabalho é DINHEIRO
  • Para realizar seus sonhos, você precisa de DINHEIRO
  • E quando você está endividado, é porque não soube administrar o seu DINHEIRO

Percebeu? Então, meus queridos, não gostar de finanças não é desculpa. Você pode e deve aprender sobre ela e tirar o maior proveito. Já estamos em maio, faltam apenas 7 meses para o fim do ano. Está ou não na hora de tirar as suas promessas do papel e fazer acontecer?

Não importa se você ganha muito ou pouco, se você é rico ou pobre. Para você viver com dignidade, sem depender financeiramente de ninguém em sua velhice, terá que economizar e investidor 10% de seus rendimentos líquidos desde o primeiro salário. Quanto mais o tempo passa, menos tempo a gente tem.

E claro, não se esqueça de deixar Deus fazer parte de tudo isso. Avalie suas metas, coloque Deus no centro de tudo e corrija o que ainda não conseguiu colocar em prática. Faça novas listas e coloque a sua fé no topo da lista. Deus vai se agradar disso e você será recompensado. Eu garanto e Ele também 😉

“Problema financeiro não se resolve com dinheiro”

Dia 202/365:

A verdade dói. Sim, dói! Mas o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ precisa falar a verdade pra você. Eu também já ouvi algumas verdades que doeram. E esta é mais uma delas.  E este post vai trazer outras verdades doloridas, prepare-se!

Essa frase que ilustra o título do nosso post é do dr. Lair Ribeiro. Médico cardiologista, dr. Lair Ribeiro é palestrante internacional e ele fala, doa a quem doer. E aí fiquei pensando, realmente, ele tem razão.

Já parou pra pensar nisso? Se você está vivendo um momento complicado com as suas finanças, não se culpe, você não está sozinho: 62% dos brasileiros estão endividados. Já passei por isso e saí! Você também vai conseguir!

Mas, a preocupação com a sua situação financeira mexe com toda a sua vida: conflitos no casamento, baixa estima, sentimento de culpa, complexo de inferioridade, sem contar que pode comprometer o seu rendimento no trabalho. E aí, as coisas podem piorar, caso você venha a perder o emprego. Deus NOS livre disso!

E aí quando tudo começa a dar errado na vida, a tendência é imaginarmos que a falta de dinheiro é o problema. Sinto dizer, mas você está enganado! Os nossos problemas financeiros não são por falta dinheiro. A falta de dinheiro é uma consequência que traz mais problemas: contas atrasadas, empréstimos, juros e mais juros…

Então, se você está nesta situação, está na hora de mudar a sua forma de encarar o dinheiro. Organização precisa ser a sua palavra de ordem. Você não precisa ganhar mais dinheiro, você precisa gastar menos. Organize-se! Pare e avalie também os seus sentimentos com relação a tudo que está lhe acontecendo e procure ter mais autocontrole, disciplina, planejamento e bote a criatividade para funcionar!

O conselho para sair dessa também vem do dr. Lair Ribeiro. Ele defende que mudando nosso modo de pensar, mudaremos nossas prioridades e, consequentemente, nossas atitudes em relação à vida. “Isso modificará a sua forma de lidar com o dinheiro e, principalmente, a sua forma de investi-lo, para que ele passe a trabalhar para você, e não o contrário”, alerta o médico. Eu vivo falando nisso, né gente?

Ele reforça ainda que os pensamentos têm a capacidade de expandir crenças que, em geral, se autoperpetuam, aumentando a sua área de influência. “E eles também têm poder criativo. Tudo no universo físico foi, um dia, um pensamento seu, de outra pessoa ou do Divino Criador. Mude seus pensamentos em relação ao dinheiro e a sua vida financeira mudará também”, aconselha Lair Ribeiro.

Ah, gente, ele também fala em Deus, isso é muito bom. O Universo é um lugar potencialmente abundante e Deus quer o melhor para todos nós, seus filhos: Ele quer evolução e abundância.E o que estamos fazendo de errado para viver da forma como estamos vivendo? Pense nisso. Mas, com a certeza de que Ele está cuidando de NÓS, o tempo todo. Este texto é uma prova disso. Que Ele NOS abençoe e NOS oriente e proteja todos os dias! 😉

 

Pense de forma abundante e atraia a prosperidade

Dia 199/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ recebeu um e-book com seis passos para acertar a vida financeira. E esse material fala muito em pensar de forma abundante.

Lembrei-me do coaching, John Viudes, que falou sobre ressignificação, quebra de paradigmas e mudança de crenças. E tudo isso está ligado à decisão. Nós temos que decidir pensar diferente, agir diferente para ter uma outra relação com o dinheiro. Mais tranquila, mais saudável, sem estresse, sem dor e, principalmente, sem apertos.

Ninguém quer passar a vida correndo atrás do prejuízo não é mesmo? Por isso, se você está vivendo desta forma, está na hora de fazer algo pela sua vida para alcançar as mudanças que esperam por você logo ali.

Segundo o autor, Paulo Vieira, o primeiro passo para começar a criar prosperidade financeira na sua vida é pagar a si mesmo pelo menos 5% de toda sua renda mensal antes de honrar qualquer compromisso. Uma ideia diferente né? Ele orienta a pegar 5% da sua renda para começar a se familiarizar com o dinheiro, criar intimidade, para que ele seja algo normal e natural na sua vida.

O que ele quer dizer é que a gente tem que olhar para o dinheiro e controlar aquela ansiedade de gastar. ‘Nossa, tenho 100,00 na carteira! Preciso gastar! O que vou fazer com ele?’ Calma, é possível ter dinheiro no bolso, na carteira ou em casa e só! Se o dinheiro é o motivo da sua ansiedade, você precisa mesmo conviver mais com ele para poder domar esta vontade. Afinal, é o dinheiro que te serve e não o contrário. Não seja escravo!

Outra coisa interessante que Paulo destaca é sobre a importância de pagar todas as suas contas. Sim, todo mundo sabe que pagar as contas é uma obrigação. Mas quanta gente vive com as contas atrasadas, todo santo mês? Muita gente.

E aí está o início do caos. Contas atrasadas refletem em falta de organização e falta de controle: organização com as suas finanças e controle da sua vida. Se você tem mais contas do que consegue honrar, veja se não está gastando além do seu padrão de vida. Aprenda a dizer não, para você mesmo e para a sua família. Se você não pode comprar, fazer uma viagem de férias, trocar o smartphone dos filhos, explique com todas as letras que não pode fazer isso.

Lembra da regra 50/30/20? Então, você tem que conseguir pagar suas contas com 50% da sua renda. Faça as contas agora: reúna todos os boletos e avalie. Se o valor das suas despesas superou 50% está na hora de reorganizar sua vida e seus gastos para que se adeque a essa porcentagem.

Não é fácil. Mas também  não é impossível. Avalie os seus gastos. Uma boa dica é preencher a planilha que já apresentamos aqui. Ela vai te ajudar a organizar as contas, enxergar seus gargalos e projetar o futuro.

Vai dar certo, eu tenho certeza. Eu consegui! Estou vencendo a corrida pela vida financeira nos eixos. Até o meu sono melhorou, com a graça de Deus. Vem também, acertar as suas finanças e, se quiser ficar um ano sem compras, eu te ajudo! Te apoio e peço desde já que Deus continue NOS orientando, NOS abençoando e NOS indicando os melhores caminhos daqui para a frente, e que possamos aproveitar nossa vida (com as contas em dia) com saúde e sabedoria. 😉

Como organizar documentos e contas

Dia 159/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ já leu muita coisa sobre pagar juros e multas de contas de água, luz, telefone, entre outras, por pagar com atraso. Sai dessa agora. Podem ser poucos reais cada conta, mas soma tudo isso por um ano e você vai ver quanto dinheiro foi jogado no lixo.

Para resolver este problema fui pesquisar sobre organização de documentos e contas. Quanta papelada a gente guarda sem necessidade: só tomam espaço e juntam poeira.

Diante disso, vamos levar a sustentabilidade para nossas vidas neste quesito também. Reúna toda a papelada que deseja organizar: procure em gavetas, armários, pastas, caixas e junte tudo. Separe o papéis em três pilhas: o que é pra reciclar, o que é pra guardar e o que é pra resolver.

Na pilha de reciclar, coloque tudo que pode ser descartado: não esqueça de rasgar os documentos antes de separar para o lixo. Na pilha de guardar, vão todos os documentos que precisam ser arquivados: contas pagas, contratos, escrituras, notas fiscais… E na pilha do que for pra resolver, como as contas a pagar, por exemplo, utilize uma caixa ou pasta organizadora e separe por data de vencimento. Deixe este material em um local visível para não perder a hora de pagar estes boletos. Débito automático também pode resolver esta situação fácil, fácil.

Tudo que for arquivado precisa ser separado por categoria. Se você organizar por ordem alfabética, vai ficar mais fácil de encontrá-las caso precise encontrá-las por algum motivo. Assim, separe como água, banco, carro, casa e assim por diante.

Você sabe por quanto tempo precisa guardar os documentos ou contas pagas? Esta eu também não sabia e fui pesquisar.

Guarde por 1 ano: apólices de seguro de vida, saúde, veículo, residência, entre outros. Exames de saúde geralmente tem validade de 6 meses a 1 ano.

Guarde por  5 anos: tributos: IPTU, IPVA, Imposto de Renda; contas de água, luz, telefone e gás; aluguel; condomínio; comprovante de mensalidade escolar; comprovante de pagamento de cartão de crédito; comprovantes eleitorais, recibos de assistência médica, recibos de pagamentos a profissionais liberais;

Guarde para sempre:  documentos pessoais, certidões, passaportes, escrituras, carnês do INSS, holerites ou contracheques, testamento;

Comecei hoje e vou terminar a minha organização amanhã. Espero que estas dicas facilitem a vida de vocês. Sabe quando você fica com a sensação de que descobriu a América heheh Eu estou assim. Vai ficar tudo arrumadinho e organizado.

Já utilizo uma caixa para as contas a pagar. Elas vão chegando e vou colocando tudo lá. E, como todas vencem no mesmo dia (15), vou até a caixa, separo as que vieram pelo correio, baixo as que vem por e-mail e pago tudinho antes do vencimento: é a melhor coisa! Sem juros! Há muito tempo que não pago juros das contas. Depois que adaptei o vencimento delas à data do meu pagamento, o mundo fez mais sentido heheh

E, se você paga suas contas pela internet, imprima ou salve uma cópia do comprovante de quitação da  conta. Lembre-se, a ordem é facilitar a vida, não juntar papéis desnecessários e não pagar juros e multas de contas. Mais um aprendizado! Vamos em frente, estamos no caminho certo. Que Deus continue nos abençoando e nos protegendo de todo o mal (inclusive dos juros e multas heheh) 😉