Não dá pra fugir. Impostos? Tem que pagar!

As pessoas se estressam para pagar os impostos. E sabe porquê? Por que elas não conseguem enxergar no dia a dia de suas cidades o dinheiro pago revertido em benefícios e serviços para o povo.

A minha cidade – Jundiaí/SP – é muito boa. Gosto muito de morar aqui e aproveito os serviços que o município oferece, os parques, os cursos gratuitos e, às vezes, o sistema de saúde, sem contar os investimentos em saneamento básico e a geração de empregos e oportunidades, ou seja, não tenho reclamações, graças a Deus né?

Não estou rasgando dinheiro, mas ao invés de reclamar por ter que pagar os impostos, agradeço a Deus pelo teto pra morar. Mude a perspectiva você também, talvez fique mais fácil: olhe em volta e veja as belezas da sua cidade, do seu bairro e, se as coisas não estiverem como deveriam, você tem todo o direito de ir até o vereador que recebeu seu voto ou à prefeitura e reclamar. Você tem direito: você paga pra ter esse direito. Então acompanhe, cobre, reivindique, faça valer os seus impostos.

Hoje paguei o IPVA à vista. Aproveitei o desconto oferecido e paguei com a minha reserva financeira. Sim, aquela acumulada ao longo de um ano sem compras. Optei por pagar este mês o IPVA porque o meu IPTU vence só em fevereiro). Ainda bem né? Um imposto por mês hehehe

Você sabia que 50% do seu IPVA volta para a prefeitura que tem que investir no sistema viário do município?

Pois é! Mais um motivo para pagar e depois ir lá e cobrar! Vamos exercer a nossa cidadania, meus amigos. Pagar impostos é um dever (tá eles não precisavam ser tão altos), mas é nosso direito exigir que esses impostos sejam bem investidos.

Vamos fazer de 2019 um ano maravilhoso, com cidadania, prosperidade financeira e muita fé em Deus, o arquiteto de tudo isso! 😏

Pedir empréstimo nem sempre é a melhor solução

Dia 171/365:

As idas ao mercado estão rendendo boas histórias, quer dizer, hoje não foi tão boa assim… Pela manhã fui buscar pão e, como o radar do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ segue conectado 24 horas por dia, ouvi uma nova história, mas desta vez não foram boas lembranças, mas o relato de alguém que estava no sufoco…

Em 10 minutos de conversa descobri que pra sair de uma dívida, a pessoa emprestou dinheiro de familiares e de dois bancos. Eu gelei… E, para piorar, casa e terreno haviam sido dados como garantia de pagamento. Tudo isso para conseguir taxas de juros mais baixas.

Não me interessa como a pessoa deixou a situação chegar a este ponto, mas o mais importante é como vai sair dela. Comentei sobre o eCred, torcendo para que não haja uma próxima vez e orientei a baixar nossa planilha de planejamento doméstico.

Ao pedir empréstimos, fique ciente que os danos são irreversíveis… Você empresta 10 e fica devendo 30 para o banco, pois, mesmo quando os juros são baixos. Juros são juros! É um saco sem fundo! Por isso, evite ao máximo recorrer a este artifício para quitar suas dívidas. Conseguir pagar um valor devido sem recorrer ao crédito é o ideal.

O maior risco de pegar dinheiro emprestado é se envolver em um novo apuro financeiro enquanto está pagando o seu crédito. Desta forma, você corre o risco de ficar inadimplente, novamente, e ter que fazer um novo empréstimo.

Se você escolher não pedir empréstimo, só há dois caminhos a trilhar: reorganizar seu orçamento e fazer sobrar dinheiro no fim do mês para poder renegociar suas dívidas ou encontrar uma maneira de ganhar um dinheiro extra.

Não espere chegar ao ponto de precisar pedir dinheiro emprestado. Monitore seus ganhos e seus gastos. Espero que a pessoa que está saindo desta situação consiga fazer uma autocrítica sobre como chegou àquele ponto. Ela me garantiu que não gasta com supérfluos, não viaja,  não vai para a balada… Mas será que não está vivendo uma vida que vai além de suas reais condições?

Ouvir estes relatos me assustam. Graças a Deus não cheguei a este ponto. O susto que tomei por não ter uma reserva financeira já foi um ótimo aprendizado, um verdadeiro tratamento de choque.

Deus é bom. Ele NOS orienta por caminhos que nem sempre entendemos de primeira, mas Ele sempre encontra uma forma de chegar até nós e NOS transformar. Que Ele continue NOS orientando e NOS abençoando em todos os momentos e em todas as nossas decisões. E que o aprendizado seja o menos dolorido possível… 😉

 

Um ano sem compras? Tem coragem?

Dia 170/365:

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ segue feliz. Estamos prestes a fazer mais uma seguidora do desafio #UmAnoSemCompras.  O bom de tudo isso é que funciona.

Ainda não sei qual situação desta amiga, mas tenho certeza de que posso ajudá-la. O pedido de ajuda (ainda que velado) veio numa conversa, via WhatsApp:

– Cí, você ainda está firme no seu propósito sem compras?

– Estou, sim, porquê? Quer me vender alguma coisa? heheh

– Não, estou precisando deste desafio também!

Depois de tomar a decisão de mudar os hábitos financeiros, o primeiro passo pra ela ou pra qualquer pessoa que queira botar em ordem a sua situação financeira é saber, exatamente, o quanto ganha e como está gastando. E, para isso, nada melhor do que baixar a planilha que o diretor financeiro do Grupo Quality nos presenteou: Planilha de Planejamento Doméstico.

Com a planilha vai ficar fácil visualizar suas receitas e despesas… A boa notícia é que não precisa ficar sem comprar por um ano. Claro que o desafio é mais do que ficar sem comprar, é a atitude de mostrar para a sua vontade que você tem domínio sobre ela. Ah, nós somos demais!

Mas os próximos passos da saga desta minha amiga, conto depois, se ela permitir, claro que preservando a sua identidade, para vocês entenderem, de uma vez por todas, que é possível. Não importa se você ganha pouco ou muito, o importante é quanto e como gasta tudo que ganha.

Bora encarar mais um desafio de inspirar pessoas para uma relação saudável com o dinheiro? Que Deus permita que caminhemos e encontremos o equilíbrio que ela busca, que todos buscam. Que Ele NOS abençoe e NOS proteja, sempre, todos os dias, em todas as circunstâncias. 😉

 

Você conhece o eCred?

Dia 166/365:

Depois do Planejamento Doméstico que divulgamos ontem, está na hora de fazer uma limpa nas suas dívidas. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai te ajudar. Você já ouviu falar do eCred?

Se estiver precisando de crédito para quitá-las, procure o procure o eCred, vou explicar logo abaixo como funciona. Mas, se está com as contas em dia, nem se preocupe. Fique tranquila e continue pagando suas contas em dia, poupando, investindo e tudo o mais que precisamos para ter uma relação saudável com o dinheiro.

O eCred é uma plataforma on-line, criada pelo Serasa, um verdadeiro shopping center virtual onde você encontra diversas instituições financeiras que concedem crédito.  Você acessa e resolve tudo pelo site, não precisa conversar com ninguém, nem explicar pra ninguém o seu problema financeiro ou por quê você precisa de crédito. A parte chata de pedir dinheiro emprestado hehehe

Se você está com dívidas, precisa se livrar delas. Sabe tudo que está devendo? Separe todas as suas dívidas e vamos começar a quitá-las. Comece pelas mais fáceis de quitar, não adianta querer quitar tudo de uma vez. Com o eCred do Serasa, você consegue encontrar as taxas mais baixas de juros para contratar o crédito que você precisa.

Quando acessar o site do Serasa eCred, você vai encontrar o Serasa Score, uma pontuação que vai de 0 a 1000, e indica qual a probabilidade de um grupo de pessoas que tem comportamento semelhante pagarem ou não suas contas em dia. Muitas empresas utilizam o Serasa Score para saber quais as chances de você deixar de pagar alguma compra nos próximos 12 meses. Sem contar que se você tiver uma boa pontuação, isso facilita o seu acesso ao crédito com melhores taxas.

Acesse o site, responda as perguntas iniciais para o que o sistema entenda quem é você e o que você procura. É fácil e para ter acesso às ofertas de crédito, faça o cadastro no site. Você terá que seguir uma série de orientações, enviar documentos, mas fique tranquila, o site é totalmente seguro, para que as instituições financeiras parceiras possam avaliar os seus documentos e conceder ou  não o crédito.

Li sobre o eCred hoje e resolvi compartilhar com vocês. Para aqueles que têm dívidas, contratar o crédito por aqui vai lhe permitir encontrar as menores taxas e nessa você economiza. Já que precisa de crédito, procure as melhores opções. Não estou precisando, graças a Deus e que Ele continue NOS abençoando e NOS protegendo sempre, em todas as situações. Que NOS ilumine e NOS inspire até na hora de contratar crédito. Se é pra pagar dívidas, amém! 😉