Por onde começar?

Dia 351/365:

Planejamento financeiro leva tempo, não é da noite para o dia que você vai conseguir se organizar financeiramente, principalmente, se você tem muitas dívidas pendentes. Mas o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ vai te ajudar neste início. Afinal, nós temos experiência neste quesito hehehe

A relação entre os rendimentos mensais e gastos fixos tem que dar um saldo positivo e tem que sobrar. E porque sobrar? Porque além dos gastos fixos, tem que sobrar para o lazer e para a reserva financeira. Mas basta tomar a decisão que tudo é possível, com perseverança e dedicação.

O primeiro passo é tomar a decisão de colocar as suas finanças em dia. Pode ser hoje? Pode! Ou melhor, deve! Depois, anote tudo numa planilha, em papel ou no computador, tudo que vai entrar no próximo mês: salário, renda, rendimentos extras (como aluguéis, comissões…). E todas as despesas fixas: faça uma estimativa média das contas de água, luz, telefone e tv a cabo, condomínio, escola das crianças, transporte… E se tiver contas parceladas, aproveite também para relacionar os valores de acordo com os vencimentos das contas.

A planilha que nós divulgamos há algum tempo, desenvolvida por um profissional da área de finanças de um grupo empresarial de Jundiaí, pode te ajudar a ver todos esses gastos e, inclusive, os gastos futuros. Você conseguirá prever, por exemplo, por anos à frente. Isso vai te ajudar a notar se com o passar do tempo, você ficará no azul, com o fim de despesas sazonais (cartão de crédito, por exemplo).

Não esqueça de anotar todos os gastos do mês e a considerá-los no próximo mês, caso sejam gastos parcelados. O melhor desta planilha que divulgamos (só clicar no link que você a encontra para baixar no seu computador) é que se você preencher uma vez, o rendimento ou a despesa se repetirá nos próximos meses, só fazer as previsões. Assim, a primeira vez vai dar um pouco mais de trabalho, mas as próximas anotações ficarão mais fáceis, você só vai atualizando..

Mas, o mais importante de tudo isso é tomar a decisão. Decida! Por você, pela sua paz de espírito e, se for casado (a), pela sua família e filhos. Lembre-se, as crianças aprendem muito mais pelo exemplo do que pelas palavras…

Tomou a decisão agora? Parabéns! Que Deus TE abençoe e TE dê forças para continuar firme. Você vai conseguir! Seja feliz! 😉

4 passos para comemorar o fim das dívidas

Dia 230/365:

Aqui no “Obrigada, estou apenas olhando” só tem um caminho: aprender, colocar em prática e compartilhar. E hoje não vai ser diferente.

Você se lembra que zerei faturas  já quebrei dois cartões de crédito de loja e hoje sigo poupando e engordando o meu colchão financeiro, graças aos ensinamentos aprendidos e colocados em prática. De nada adiantaria participar do curso do educador financeiro Pedro Braggio se não tivesse incorporado pra minha vida tudo que aprendi lá.

Mas hoje, o tema é Livramento e Libertação. Calma, não vamos fazer uma oração eheheh Vamos te mostrar como é possível organizar a sua vida financeira, se livrar das dívidas e se libertar desta situação complicada de receber salário que dura 3 dias. Seu salário tem que durar os 31 dias do mês!

Primeiro Passo – Conheça suas dívidas: assim como para emagrecer, poupar ou abrir um negócio, quitar seus débitos também demanda uma dose de disciplina e inteligência para alcançar o sucesso. Organize suas finanças para visualizar os débitos e sua renda mensal. Encontre a melhor forma de anotar todos os seus gastos. Você pode usar um caderninho ou agenda de dívidas, um planilha de Excel, aplicativos de celular ou até o método do envelope (aquela velha maneira de administrar, separando as quantias em pacotinhos: assim você vai saber exatamente quanto vai ter ao longo do mês para o supermercado, por exemplo).

Eu escolhi o método da planilha. Se quiser, baixe a sua aqui, preencha e vá monitorando, mês a mês e, se o saldo estiver negativo, persevere até ficar azul, porque ele vai ficar.

Segundo Passo – Negocie as dívidas:  este é um momento mais delicado, procure os seus credores e encontre, a partir da negociação a melhor forma para quitar seus débitos de forma que não te prejudique ainda mais. Lembre-se de incluir as parcelas destas negociações na sua planilha de orçamento.

Eu não passei por esta fase por não ter dívidas vencidas, graças a Deus, conseguia pagar tudo em dia, mas gastava tudo e a poupança não fazia parte deste tudo. Agora faz e  como a vida mudou depois disso! A sua também vai mudar.

Terceiro Passo – Defina suas prioridades: agora que você já sabe como está a sua situação financeira,  defina um limite para cada despesa sua ou da família. Se a conta não fechar (no início não fecha mesmo) você tem que encontrar formas de diminuir os gastos, apertando aqui ou ali.  Estabeleça o que é prioridade e deixe para depois o que pode esperar.

Quarto Passo – Descubra talentos que podem virar uma renda extra: se mesmo seguindo esses passos, você está se contorcendo para chegar até o fim do mês com dinheiro no bolso, está na hora de considerar a possibilidade de aumentar seus rendimentos: um novo emprego que te ofereça um salário maior ou algum talento que você pode transformar em uma renda extra.

No curso de reeducação financeira, entre os ensinamentos estava o aumento da receita. Este foi também o desafio que me foi imposto por aquele amigo que me deu bronca por eu não guardar dinheiro, lembra? Ele me disse: ‘além de parar de gastar, você tem que ganhar mais’. Como sou jornalista, atuo como assessora de imprensa e também com marketing digital, consegui cumprir este desafio, aumentando o número de clientes nas redes sociais. Está dando certo, graças a Deus!  De repente você gosta de cozinhar, tirar fotos, tem facilidade em ensinar… Descubra o que gosta e sabe fazer e empreenda!

Passo Extra – Esse você vai gostar: crie recompensas para si mesmo. Não precisa sofrer e ficar olhando somente para as dívidas, os débitos e as contas a pagar. Torne este desafio mais divertido e recompensador. Transforme a sua disposição em sair das dívidas num jogo com benefícios para você ao longo do caminho.  Ao terminar de quitar uma dívida, faça algo para comemorar: tome um sorvete, um café especial, vá ao cinema ou ao salão de cabeleireiro. Mas não custa avisar: não faça nada que vá comprometer o seu orçamento.

Isso vai ajudar na motivação para seguir em frente. Você pode, inclusive, ir monitorando e planejando no tempo que te resta para quitar uma dívida, qual será a sua recompensa. Eu não fiz isso. Parei de comprar, doeu no começo, mas encarei o ‘guardar dinheiro’ como um desafio. Estou feliz em ver os resultados e satisfeita comigo mesma. É como se fosse um prêmio a cada extrato.

Mas uma coisa é certa: não existem milagres! O que existe é trabalho, perseverança e empenho. Não desista, no começo é difícil, como você já acompanhou por aqui, mas depois as coisas vão ficando mais e mais fáceis e tudo entrando no seu devido lugar, com a graça de Deus. Não esqueça de colocar Deus em tudo que você faz. Tanto na dor da dívida, quanto na alegria da comemoração. Ele quer participar da sua vida, só você deixar! 😉

 

 

 

Pense de forma abundante e atraia a prosperidade

Dia 199/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ recebeu um e-book com seis passos para acertar a vida financeira. E esse material fala muito em pensar de forma abundante.

Lembrei-me do coaching, John Viudes, que falou sobre ressignificação, quebra de paradigmas e mudança de crenças. E tudo isso está ligado à decisão. Nós temos que decidir pensar diferente, agir diferente para ter uma outra relação com o dinheiro. Mais tranquila, mais saudável, sem estresse, sem dor e, principalmente, sem apertos.

Ninguém quer passar a vida correndo atrás do prejuízo não é mesmo? Por isso, se você está vivendo desta forma, está na hora de fazer algo pela sua vida para alcançar as mudanças que esperam por você logo ali.

Segundo o autor, Paulo Vieira, o primeiro passo para começar a criar prosperidade financeira na sua vida é pagar a si mesmo pelo menos 5% de toda sua renda mensal antes de honrar qualquer compromisso. Uma ideia diferente né? Ele orienta a pegar 5% da sua renda para começar a se familiarizar com o dinheiro, criar intimidade, para que ele seja algo normal e natural na sua vida.

O que ele quer dizer é que a gente tem que olhar para o dinheiro e controlar aquela ansiedade de gastar. ‘Nossa, tenho 100,00 na carteira! Preciso gastar! O que vou fazer com ele?’ Calma, é possível ter dinheiro no bolso, na carteira ou em casa e só! Se o dinheiro é o motivo da sua ansiedade, você precisa mesmo conviver mais com ele para poder domar esta vontade. Afinal, é o dinheiro que te serve e não o contrário. Não seja escravo!

Outra coisa interessante que Paulo destaca é sobre a importância de pagar todas as suas contas. Sim, todo mundo sabe que pagar as contas é uma obrigação. Mas quanta gente vive com as contas atrasadas, todo santo mês? Muita gente.

E aí está o início do caos. Contas atrasadas refletem em falta de organização e falta de controle: organização com as suas finanças e controle da sua vida. Se você tem mais contas do que consegue honrar, veja se não está gastando além do seu padrão de vida. Aprenda a dizer não, para você mesmo e para a sua família. Se você não pode comprar, fazer uma viagem de férias, trocar o smartphone dos filhos, explique com todas as letras que não pode fazer isso.

Lembra da regra 50/30/20? Então, você tem que conseguir pagar suas contas com 50% da sua renda. Faça as contas agora: reúna todos os boletos e avalie. Se o valor das suas despesas superou 50% está na hora de reorganizar sua vida e seus gastos para que se adeque a essa porcentagem.

Não é fácil. Mas também  não é impossível. Avalie os seus gastos. Uma boa dica é preencher a planilha que já apresentamos aqui. Ela vai te ajudar a organizar as contas, enxergar seus gargalos e projetar o futuro.

Vai dar certo, eu tenho certeza. Eu consegui! Estou vencendo a corrida pela vida financeira nos eixos. Até o meu sono melhorou, com a graça de Deus. Vem também, acertar as suas finanças e, se quiser ficar um ano sem compras, eu te ajudo! Te apoio e peço desde já que Deus continue NOS orientando, NOS abençoando e NOS indicando os melhores caminhos daqui para a frente, e que possamos aproveitar nossa vida (com as contas em dia) com saúde e sabedoria. 😉

Estamos na 9ª semana do Desafio das 52 Semanas

Dia 173/365:

O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ está na 9ª semana do #Desafio52Semanas… O tempo passando e o dinheiro aumentando na poupança hehehe

Vamos fazer as contas: pra quem está com a gente desde a primeira semana do ano e começou a poupança com apenas R$ 1,00 já conseguiu guardar 45,00. Já pra quem escolheu o valor de R$ 5,00 por semana, já acumulou R$ 225,00.

Olha só que legal.  Apesar do hábito de poupar não fazer parte de boa parte dos brasileiros, mas a gente tá provando que é possível tanto mudar os hábitos, quanto guardar dinheiro. O legal do Desafio das 52 Semanas é que a gente não vai guardar o que sobra, tem que guardar o que foi determinado pela planilha que você escolheu.

Gastar dinheiro é muito mais divertido do que guardar, eu bem sei hehehe,  mas pense no que poderá fazer lá em dezembro… É isso que vai te motivar. Pra quem começou com R$ 5,00, ao final do desafio terá acumulado (sem contar os juros) R$ 6.890,00.

O valor diminui para quem escolheu começar com uma quantia menor, como R$ 1,00, por exemplo, mas mesmo assim vale a pena. Imagina você com R$ 1.378,00 no final do ano? Poderá comprar um belo presente de Natal pra você ou pra família, viajar com os amigos no Réveillon, trocar o seu aparelho celular por um mais moderno… Nossa, são tantas opções.

Ou poderá simplesmente manter essa grana no banco ou transferir para um outro tipo de investimento que renda mais.

Como funciona o desafio?

Desafio 52 semanas – Obrigada, estou apenas olhando é bem simples de seguir, mas  exige disciplina. Consiste em guardar um pouquinho de dinheiro toda semana, seguindo uma planilha. Se você ainda não está participando, clica no link e baixa a planilha pra você escolher o valor. Preencha com o valor que você deseja começar e vá seguindo as orientações. A planilha se auto-preenche e você já consegue ver quanto vai conseguir poupar ao final das 52 semanas.

Não se esqueça de analisar bem o seu orçamento antes de aceitar este desafio. Você vai ver que com o tempo passando, os valores semanais vão aumentando. Mas se você estiver com as suas finanças em dia, vai conseguir guardar o dinheiro sem problemas.

Lembre-se, o objetivo maior deste desafio é criar em você o hábito de poupar. Este é um processo simples e quanto mais simples, maiores são as chances de sucesso.

Para aqueles que estão comigo na Semana 9, parabéns e vamos em frente!

Para aqueles que vão começar hoje, seja bem-vindo (a)! Força, foco e fé: vai dar tudo certo!

Daqui, continuo na torcida e nas orações, pedindo a Deus que NOS oriente, NOS proteja e NOS inspire sempre para o melhor caminho, para que possamos aproveitar com sabedoria e saúde as melhores oportunidades. 😉

 

Pedir empréstimo nem sempre é a melhor solução

Dia 171/365:

As idas ao mercado estão rendendo boas histórias, quer dizer, hoje não foi tão boa assim… Pela manhã fui buscar pão e, como o radar do ‘Obrigada, estou apenas olhando’ segue conectado 24 horas por dia, ouvi uma nova história, mas desta vez não foram boas lembranças, mas o relato de alguém que estava no sufoco…

Em 10 minutos de conversa descobri que pra sair de uma dívida, a pessoa emprestou dinheiro de familiares e de dois bancos. Eu gelei… E, para piorar, casa e terreno haviam sido dados como garantia de pagamento. Tudo isso para conseguir taxas de juros mais baixas.

Não me interessa como a pessoa deixou a situação chegar a este ponto, mas o mais importante é como vai sair dela. Comentei sobre o eCred, torcendo para que não haja uma próxima vez e orientei a baixar nossa planilha de planejamento doméstico.

Ao pedir empréstimos, fique ciente que os danos são irreversíveis… Você empresta 10 e fica devendo 30 para o banco, pois, mesmo quando os juros são baixos. Juros são juros! É um saco sem fundo! Por isso, evite ao máximo recorrer a este artifício para quitar suas dívidas. Conseguir pagar um valor devido sem recorrer ao crédito é o ideal.

O maior risco de pegar dinheiro emprestado é se envolver em um novo apuro financeiro enquanto está pagando o seu crédito. Desta forma, você corre o risco de ficar inadimplente, novamente, e ter que fazer um novo empréstimo.

Se você escolher não pedir empréstimo, só há dois caminhos a trilhar: reorganizar seu orçamento e fazer sobrar dinheiro no fim do mês para poder renegociar suas dívidas ou encontrar uma maneira de ganhar um dinheiro extra.

Não espere chegar ao ponto de precisar pedir dinheiro emprestado. Monitore seus ganhos e seus gastos. Espero que a pessoa que está saindo desta situação consiga fazer uma autocrítica sobre como chegou àquele ponto. Ela me garantiu que não gasta com supérfluos, não viaja,  não vai para a balada… Mas será que não está vivendo uma vida que vai além de suas reais condições?

Ouvir estes relatos me assustam. Graças a Deus não cheguei a este ponto. O susto que tomei por não ter uma reserva financeira já foi um ótimo aprendizado, um verdadeiro tratamento de choque.

Deus é bom. Ele NOS orienta por caminhos que nem sempre entendemos de primeira, mas Ele sempre encontra uma forma de chegar até nós e NOS transformar. Que Ele continue NOS orientando e NOS abençoando em todos os momentos e em todas as nossas decisões. E que o aprendizado seja o menos dolorido possível… 😉

 

Um ano sem compras? Tem coragem?

Dia 170/365:

Hoje, o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ segue feliz. Estamos prestes a fazer mais uma seguidora do desafio #UmAnoSemCompras.  O bom de tudo isso é que funciona.

Ainda não sei qual situação desta amiga, mas tenho certeza de que posso ajudá-la. O pedido de ajuda (ainda que velado) veio numa conversa, via WhatsApp:

– Cí, você ainda está firme no seu propósito sem compras?

– Estou, sim, porquê? Quer me vender alguma coisa? heheh

– Não, estou precisando deste desafio também!

Depois de tomar a decisão de mudar os hábitos financeiros, o primeiro passo pra ela ou pra qualquer pessoa que queira botar em ordem a sua situação financeira é saber, exatamente, o quanto ganha e como está gastando. E, para isso, nada melhor do que baixar a planilha que o diretor financeiro do Grupo Quality nos presenteou: Planilha de Planejamento Doméstico.

Com a planilha vai ficar fácil visualizar suas receitas e despesas… A boa notícia é que não precisa ficar sem comprar por um ano. Claro que o desafio é mais do que ficar sem comprar, é a atitude de mostrar para a sua vontade que você tem domínio sobre ela. Ah, nós somos demais!

Mas os próximos passos da saga desta minha amiga, conto depois, se ela permitir, claro que preservando a sua identidade, para vocês entenderem, de uma vez por todas, que é possível. Não importa se você ganha pouco ou muito, o importante é quanto e como gasta tudo que ganha.

Bora encarar mais um desafio de inspirar pessoas para uma relação saudável com o dinheiro? Que Deus permita que caminhemos e encontremos o equilíbrio que ela busca, que todos buscam. Que Ele NOS abençoe e NOS proteja, sempre, todos os dias, em todas as circunstâncias. 😉

 

Quer uma ajuda para planejar o seu orçamento?

Dia 165/365:

Uia, hoje é dia 165. Ou seja, faltam apenas 200 dias para o fim do nosso desafio. E o ‘Obrigada, estou apenas olhando vai comemorar oferecendo a todos que nos acompanham a possibilidade de planejar direitinho as suas finanças e acompanhar a evolução, gargalos de gastos e muito mais.

Vocês se lembram que prometi uma planilha que nos ajudaria a controlar o orçamento doméstico? Aí, conversando com o diretor financeiro do Grupo Quality, Ricardo Cavalcante, ele me contou  que faz planejamento com prazos longos, 3 a 5 anos à frente. Fiquei impressionada. “Importante que o planejamento possa lhe mostrar para onde caminham as suas finanças, pois uma compra que não te impacta de imediato, pode trazer complicações para a sua vida financeira a médio ou longo prazos”, alerta.

O Grupo Quality foi fundado em 2005 e de lá pra cá vem acumulando crescimento e mais crescimento. Você pode estar se perguntando sobre a crise. Que crise? Ela não afetou o grupo, pessoal! Eles cresceram 30% o ano passado. Sinal de que não só o Ricardo, mas toda a equipe, sabe o que está fazendo.

Pedi e ele topou nos ajudar. Graças a Deus! O Ricardo montou uma planilha fantástica que vou disponibilizar para você baixar, preencher e acompanhar. “Todos os dados que já constam na planilha são meras simulações e devem ser alteradas para retratar a realidade de cada um”, explica Ricardo. De acordo com ele, ao preenchermos a planilha com nossa receita e nossas despesas, a ideia é criar um ponto de equilíbrio deixando a última linha sempre com valor positivo, principalmente, o acumulado anual.

Você vai verificar que a primeira aba da planilha é o próprio planejamento orçamentário, para preencher. Note que a planilha já traz alguns valores preenchidos para te sinalizar melhor como deve ser preenchida, assim, ela fica autoexplicativa. Se ficou fácil pra mim que sou analfabeta de pai e mãe de Excel, qualquer um consegue… hehehe

“A planilha traz na primeira aba os valores individuais e totalizadores na parte superior e as demais abas são gráficos para análise da concentração de gastos por categoria: com eles, vai ficar mais fácil visualizar os gargalos do seu orçamento”, aconselha Ricardo.

Gente, depois dessa não tem mais desculpa para não planejar o orçamento doméstico. Jéssica, pensei novamente em você: depois do casório, o planejamento do orçamento doméstico já está garantido! hehehe Espero que esta planilha ajude vocês a encontrar um ponto de equilíbrio e o melhor, acertar a vida financeira. Acredito que ela vai dar uma força pra todos nós.

Tá vendo, gente, é assim, a gente ora, pede e Deus responde. Colocando um expert em nosso caminho. Um executivo que entendeu nosso propósito e disponibilizou um tempo de sua agenda corrida para nos ajudar. Ricardo, muito obrigada. Que Deus continue prosperando sua vida mais e mais. E a NOSSA também, com o amor, a proteção e a segurança que ELE nos despende desde sempre e para todo o sempre! 😉

Baixe aqui a planilha Orçamento Doméstico – Obrigada, estou apenas olhando 2018