E próximo ao Dia dos Pais, vamos falar dos filhos

Dia 336/365:

E próximo ao Dia dos Pais, vamos falar dos  filhos. É claro que os filhos aprendem pelo exemplo, muito mais do que pelas palavras. Com quais exemplos você está ensinando seus filhos? O ‘Obrigada, estou apenas olhando’ precisa te alertar para os possíveis danos que você pode estar causando aos pequenos.

  • Você diz que não tem dinheiro, mas compra mesmo assim com o cartão de crédito?
  • Você não sabe dizer não para seus filhos?
  • Você explica pra eles o que pode e o que não pode fazer?
  • Você dá mesada ou semanada e orienta-os a cuidar do dinheiro?
  • Você os ensina a dividir os brinquedos e doar aqueles que não usam mais?

Refletir sobre estas questões pode te ajudar a identificar como você está tratando o tema finanças com os crianças. É importante que elas conheçam a situação financeira da família. Assim, vai ficar mais fácil fazer com que a criança entenda e respeite os limites de compras e gastos e também as frases ditas por vocês, do tipo “esse mês não temos mais dinheiro”.

Lembre-se, tratar esta situação com transparência fará com que seus filhos o respeitem ainda mais. Explique o que eles são capazes de entender (de acordo com a idade de cada um), assim, sua consciência ficará mais tranquila e você não precisará passar por apertos para esconder das crianças qual a real situação da família.

Não ostente, lembre-se que você é exemplo. Que tipo de filho você quer criar para o mundo? Peça orientação de Deus e TUDO ficará mais fácil. Seja feliz 😉

Chega de gastar e nem perceber

Dia 324/365:

Não, a vida não está fácil pra ninguém e, por isso, não podemos bobear com os pequenos Bastos semanais! O “Obrigada, estou apenas olhando” sugere que você tenha uma semanada.

Sim uma semanada! Sim, de você para você mesma (o). Está é uma forma de controlar estes pequenos gastos que, muitas vezes nos fazem perder o controle das finanças.

Se conseguirmos dar mais atenção e foco para as finanças e não somente para pagar as contas, quem sabe não daria para diminuir os gastos à toa e, por que não, guardar uma graninha para as próximas férias, por exemplo!

Expressões como “dinheiro foi pelo ralo” ou “rasgando dinheiro” significam que você pode estar gastando sem perceber. Comprinhas pequenas, um cafezinho, almoços na rua, chocolatinho… Uma coisinha aqui, outra ali… Experimenta anotar todos esses pequenos gastos e vai ver quanto está indo para o ralo, todos os dias.

Experimente se dar uma semanada. Defina um valor para a semana. Saque o dinheiro na segunda-feira e programe-se para pagar esses pequenos gastos. Em dinheiro, o cuidado que você terá para não gastar vai aumentar (do que se você estivesse passando o cartão de débito ou de crédito).

E que Deus continue NOS orientando e protegendo do mal, do perigo e dos gastos excessivos. 😉

P.S.: o café do Starbucks foi pago pelo meu amigo. Detalhe, a moça não acertou ao tentar escrever o meu nome no copo heheheh