Tenha sempre um bom motivo

Dia 353/365:

Poupar por poupar é sempre mais difícil. Este foi um dos ensinamentos que aprendi com o “Obrigada, estou apenas olhando”.

E fazendo uma retrospectiva, já vivi isso em 2012, quando decidi que iria aprender a dirigir e compraria meu carro à vista! Apesar de não saber ao certo, estava colocando em prática uma orientação de educação financeira.

Naquela época comecei a guardar 1/5 do meu salário e, e em 2015, consegui comprar o carro à vista. O meu erro foi parar de poupar quando consegui atingir meu objetivo.

Mas a vida me deu uma nova oportunidade de fazer o que é certo. Me assustei quando precisei de dinheiro para contornar um imprevisto e não tinha… E o choque me fez cair na real!

Passei a avaliar as minhas atitudes e os meus hábitos e percebi que estava fora de controle. Estudei, li muita coisa sobre o assunto e aprendi como organizar a minha vida financeira.

A meta desta vez era ter uma reserva financeira. Parar de comprar foi uma das estratégias para atingir o objetivo. E voilá, deu certo!

O desafio de não comprar acaba em 12 dias, mas a reserva financeira vai continuar ‘ad aeternum’, ou seja, para sempre! E porquê? Por que é a coisa certa a fazer. Por que é o propósito de Deus na minha vida: ter uma vida tranquila e feliz, por mim mesma…

Viver em paz e sem ansiedade por causa de dinheiro é algo que muitos desejam alcançar mas poucos conseguem. Mas eu digo que NÓS vamos conseguir!

Comece a poupar hoje mesmo! Se você ainda não tem um objetivo claro, faça por você e pela sua independência financeira: aquela tranquilidade que muitos buscam, mas só aqueles que se propõem a viver os sacrifícios é que conquistam!

Que Deus abençoe NOSSAS vidas em todos os momentos e que o Espírito Santo continue NOS inspirando a sempre tomar as melhores decisões para NÓS mesmos! Seja feliz! 😉

A foto com minha mãezinha é uma forma de agradecê-la por ser minha inspiração em muitos momentos da minha vida. Inclusive neste! Espero que ela esteja orgulhosa de mim! Te amo, mãe… Sinto sua falta! 🙏🏻❤️

Euforia X Tranquilidade

Dia 342/365:

Com o ‘Obrigada, estou apenas olhando’ sai de um extremo ao outro, da noite para o dia.

Comprar por compulsão e não por necessidade é um risco para a saúde financeira de qualquer pessoa, em qualquer época da vida.  Não conseguir se controlar diante de uma vitrine de loja ou não saber dizer não a convites de amigos para jantares e festas é a mesma coisa.

Para conseguir controlar esses gastos pare e pense o que estas despesas vão agregar para a sua vida. De que adianta ter uma bolsa nova e a carteira estar vazia? Ou então como você consegue curtir com os amigos se depois passará o resto do mês preocupado com a chegada da fatura do cartão de crédito?

Se não houver equilíbrio no orçamento, o risco de descontrole financeiro é alto, principalmente, se acontecer algum imprevisto como desemprego, por exemplo.

Neste quase um ano, venho aprendendo que os gastos exagerados que eu cometia não me permitiam ter uma reserva financeira. A gente precisa ter visão a longo prazo, pensar no futuro, num aposentadoria ou na realização de sonhos mais caros como uma casa, uma viagem internacional ou uma pós-gradução.

Por incrível que pareça, não estou sentindo falta das compras. E todo aquele sentimento de euforia em ter uma peça nova foi transferida para a segurança de poupar.

Mas as sensações são bem diferentes: de um lado a euforia de gastar e, de outro, a tranquilidade de poupar.

A euforia, segundo o dicionário, é uma psicopatologia: um estado que se caracteriza pelo aparecimento de alegria, otimismo e ânimo, mas que não corresponde à realidade da vida da pessoa que diz experimentá-la. É momentânea.

E aí está a grande diferença com a satisfação em poupar. Enquanto gastar traz uma alegria irreal, poupar vai promover na sua vida tranquilidade e segurança para enfrentar o dia a dia.

Experimente essa sensação e você vai entender como consegui chegar até aqui, com a graça de Deus! 😉